Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

3ª Edição dos Prémios Novos 06 de Maio | 21.30h | Fundação Calouste Gulbenkian

image1974994.jpg

 

 

 

 


Ao todo são 15 categorias, desde o Cinema à Literatura, das Artes Plásticas à Arquitectura, do Teatro à Televisão, da Inovação à Gastronomia, da Ciência à Moda, da Internet à Música, que irão estar em destaque na terceira edição dos Prémios Novos, uma cerimónia anual que visa distinguir os talentos emergentes em cada uma destas áreas, até aos 35 anos.

 

A edição de 2015 será apresentada por Fernando Alvim e Catarina Wallenstein e contará com as actuações e performances de vários convidados: D’Alva, Alice Joana Gonçalves (vencedora na categoria de Artes Plásticas em 2014), Quarteto Erudito , e ainda O Humorista e exibição de uma curta-metragem.

 

A entrada é livre, apenas sujeita à lotação do auditório.

 

O evento tem o patrocínio oficial da Guronsan e Sagres 0,0% Radler, e conta com o apoio da RTP e da Antena 3.

Passatempo Danças Ocultas e Orquestra Filarmónica das Beiras

O Blog Cultura de Borla em parceria com a UGURU  tem bilhetes para o concerto dos Danças Ocultas & Orquestra Filarmónica das Beiras para dia 5 de Maio no Grande Auditório do CCB aos leitores que de 5 em 5 participações:

18230924_s5UQv.jpg

 

 Enviem um email para o culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ir ao concerto dos Danças Ocultas com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone:

O colectivo Danças Ocultas (criado por Artur Fernandes, Filipe Cal, Filipe Ricardo e Francisco Miguel em 1989) em colaboração com a Orquestra Filarmonia das Beiras (dirigida pelo maestro António Vassalo Lourenço), vai apresentar dois espectáculos em duas das salas mais importantes do nosso país: dia 4 de Maio na Casa da Música e dia 5 no Centro Cultural de Belém. Em ambos podemos esperar um encontro harmonioso entre a música dos Danças Ocultas e uma dimensão orquestral, para além de uma série de convidados especiais como Carminho, Rodrigo Leão ou Dead Combo.

 

Os Danças Ocultas são conhecidos pelos seus dotes com o acordeão diatónico – em Portugal conhecido por concertina - e pelas suas tentativas em afastar este instrumento do folclore tradicional com a sua visão assumidamente mais universalista e transcultural da música portuguesa.