Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

MISS LAVA entra em estúdio para gravar “Sonic Debris”, o seu 3º álbum de originais

11022561_883808871662978_7405299955544109459_n.jpg

 

 

Os stoner rockers lisboetas MISS LAVA vão entrar nos estúdios Pentagon Audio Manufacturers em Maio com o produtor português Fernando Matias (conhecido pelo seu trabalho com Moonspell, Bizarra Locomotiva, F.E.V.E.R., We Are The Damned e The Quartet of Woah!, entre outros) para gravar o seu terceiro álbum de originais, que será editado mundialmente até o final do ano pela norte-americana Small Stone Records.

O título “Sonic Debris” reflete o processo criativo e colaborativo que levou a banda numa viagem musical pelas suas raízes de stoner rock e por território cósmico inexplorado. Alguns títulos: “The Silent Ghost of Doom”, “Fortune and Vice”, “I’m The Asteroid”, “Twin Heads” e “Fangs of Venom”.

Em Julho, a banda tocará alguns destes temas ao vivo nas seguintes datas:

03 de Julho - Hardfest (Marinha Grande)

11 de Julho - Soutorock (Barcelos)

17 de Julho - Woodrock (Figueira da Foz)

 

Sigam a banda em http://www.facebook.com/MissLavaOfficial

Aqui fica o videoclip de “Ride” do mais recente trabalho “Red Supergiant”, editado pela Small Stone Records

ONDE SERÁ QUE OS MEUS PAIS SE APAIXONARAM?

Cartaz%20Dominguinhos.jpg

 

“Sabes Onde é Que Os Teus Pais Se Conheceram?” É o título do livro de Maria Inês Almeida (ilustrado por Paulo Galindro) que promete deixar as crianças da hora do conto dos “Dominguinhos”de 10 de maio com vontade de descobrir o que aconteceu na primeira vez em que os pais se viram e de os convidar a contar a história de como se apaixonaram. Terá sido num jogo de futebol? Será que foi na bomba de gasolina? Ou, quem sabe, a comprar bilhetes para o concerto da banda preferida? Aviso aos pais: venham preparados para um interrogatório!

 

Os “Dominguinhos” resultam da parceria com a Catavento, empresa da incubadora de indústrias criativas da Fundação de Serralves, dedicada a projetos educativos. Tem lugar aos domingos, entre as 11h00 e as 12h00, no corredor de Moda Infantil do MAR Shopping, Piso 0, e oferecem sempre atividades lúdicas e muito divertidas, totalmente gratuitas.

Conferência “Violência e Insegurança na América Latina. Mitos e realidades”

Conferência

“Violência e Insegurança na América Latina. Mitos e realidades”

12 de Maio, 18h30, Casa da América Latina

conferencia_violenciaAL2_2.jpg

 

A Casa da América Latina convida-o a assistir à conferência “Violência e Insegurança na América Latina. Mitos e realidades”, que se realiza na Casa da América Latina, no dia 12 de Maio, às 18h30. Com a participação de Marcelo Moriconi, investigador do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa (CIES-UL), a acção será apresentada por Helena Carreras (investigadora no mesmo instituto).

A entrada para a conferência “Violência e Insegurança na América Latina: Mitos e realidades” é livre.

Financiamento da Cultura no Portugal 2020: Porto,11 de Maio, Casa das Artes

cartaz%20final.jpg

 

 

inscriçõesgratuitas em http://goo.gl/ODwZ5u

 

Num momento em que começam a ser conhecidos calendários de candidaturas a programas de financiamentos, no contexto do Portugal2020, a cultura e as artes aguardam com expetativa.De que forma como poderão estes setores recorrer a financiamentos que possibilitem o desenvolvimento de projetos que envolvam e fixem no país um vasto conjunto de profissionais e agentes: artistas, músicos, programadores e gestores culturais, curadores, técnicos das mais variadas áreas de formação e empresas que prestam serviços para o setor.

 

Reconhecida como área de relevante importância  e indicador inequívoco sobre o grau de competitividade dos países e das suas economias, a Cultura, as Artes e a Criatividade merecem, neste momento, uma especial atenção.

 

Não se prevendo no atual quadro comunitário a existência de financiamentos específicos direcionados para o Setor Cultural , a avaliação dos projetos culturais dependerá em muito da forma como estes se possam traduzir nos impactos ao nível do emprego, na educação, na inclusão social e no turismo, na especialização,na escala, nas redes, entre outros.

 

Mas o que pode de fato esperar o vasto setor cultural e criativo do atual quadro comunitário ? Como se pode o setor preparar e a té estruturar para responder a abertura de concursos? Que lógicas e procedimentos terão que ser equacionadas pelo agentes? Com que grau de detalhe está já estruturada a utilização dos recursos financeiros deste quadro comunitário? Como e a quem se podem apresentar ideias e sugestões que potenciem este setor?

 

Para darem a sua opinião sobre estes e outros assuntos relacionados com a Cultura e Artes no contexto dos objetivos do Portugal2020, convidamos um conjunto de personalidades com experiências e responsabilidades diversificadas, para conversar connosco e nos ajudarem a pensar, de uma forma informal e descontraída, em como pode e deve o país potenciar um setor, reconhecidamente, cada vez mais importante no bem estar dos cidadãos e na própria economia dos países.

 

Queremos mobilizar o setor da Cultura.Compareça.

 

inscriçõesgratuitas em http://goo.gl/ODwZ5u

ViaCatarina Shopping lança 2ª Edição do Concurso de Arte Pública "VIArtes"

Data limite de participação até 31 de maio

 

 

 

image002 (2).jpg

 

 

ViaCatarina Shopping lança 2ª Edição do Concurso de Arte Pública “VIArtes”

 

“Faz a tua Arte Pública” é o mote que o ViaCatarina Shopping lança hoje, no âmbito da Política de Arte Pública da Sonae Sierra, a todos os jovens Artistas Plásticos e/ou Digitais, Designers e Arquitetos portugueses que queiram até dia 31 de maio, e através do Concurso de Arte Pública “VIArtes”, desenvolver uma solução criativa e inovadora, ao nível da intervenção artística, que realce a presença do Centro na Rua de Santa Catarina.

 

O objetivo desta 2ª Edição do Concurso VIArtes consiste em promover a criação de sinergias potenciadoras de inovação, envolvendo o ViaCatarina Shopping e a comunidade de jovens artistas que pretendam dar a conhecer a sua criatividade e competências.

 

Pretende-se, através deste desafio, encontrar soluções inovadoras que permitam criar um maior reflexo da presença do Centro nesta rua emblemática do Porto, através da criação de uma obra de arte mais ou menos permanente, por via de elementos estáticos ou dinâmicos, com recurso à utilização de elementos tradicionais ou tecnológicos que realcem a fachada do Centro, destacando-a das restantes envolventes.

 

A proposta vencedora deverá ser concretizada com o valor de 20 mil euros, o que incluí a remuneração do artista e de todos os recursos necessários à sua conceptualização, produção e implementação da obra na fachada do ViaCatarina Shopping. Poderão ainda ser atribuídas até 2 menções honrosas, no valor de mil euros, no âmbito deste Concurso.

 

Podem participar no “Viartes 2015” todos os Artistas Plásticos e/ou Digitais, Designers e Arquitetos, incluindo estudantes finalistas das Faculdades destas áreas, com nacionalidade portuguesa ou que residam em território nacional. As candidaturas podem ser individuais ou em grupo, no máximo de uma candidatura por participante. Para mais informações e requisitos em termos de participação, os interessados deverão consultar o regulamento do Concurso que se encontra disponível em www.viacatarina.pt e/ou participar na sessão de esclarecimentos que irá decorrer dia 29 de abril, às 15H00, nos escritórios da administração do ViaCatarina Shopping.

 

O júri do Concurso será composto por representantes da Sonae Sierra, da Câmara Municipal do Porto, da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e por José Guilherme Abreu, Investigador do CITAR - Porto, Universidade Católica Portuguesa.

 

O ViaCatarina Shopping é um empreendimento comercial emblemático da baixa da cidade do Porto, em que a sua localização central na zona comercial mais antiga - Rua de Santa Catarina - bem como a singular arquitetura interior que reproduz na zona da restauração (as edificações tradicionais do Porto) levam a que seja objeto de um elevado reconhecimento por parte dos portuenses e turistas que visitam a cidade. A sua construção, em 1996, foi uma das maiores intervenções urbanísticas até então desenvolvidas, conservando a fachada da antiga sede do jornal O Primeiro de Janeiro.

 

Em anexo, enviamos comunicado de imprensa com mais informação e imagem para ilustração da referida notícia.

O Elogio da luz e da sombra - A imagem cinematográfica

Exposição de Fotografia de João Abel Aboim

 

image007.jpg

 

O contributo e a importância do trabalho dos Directores de Fotografia na produção cinematográfica são muitas vezes desconhecidos do grande público cinéfilo. A exposição aborda e questiona o trabalho técnico/artístico que estes “fazedores de imagens” desenvolvem durante a produção de um filme.

João Abel Aboim

O autor não segue o novo acordo ortográfico

 

João Abel Aboim é profissional de cinema nas áreas de imagem e realização. Foi director de fotografia de longas, médias e curtas-metragens. Realizou e fotografou vários filmes documentais. Foi professor na E.S.T.C., área de imagem, durante mais de trés décadas.

 

 

 

“Festival i” na 7ª edição com o maior programa de sempre!

Abertura na sexta 15 Maio à noite, em plena Rua da Venda Nova!



PROGRAMA COMPLETO JÁ DISPONÍVEL
http://www.dorfeu.pt/i

O Festival i, a grande festa das artes em família, chega à sua 7ª edição. É um festival já crescidinho e, quando chega, a Primavera põe-se mais alegre e divertida. De 15 a 17 de Maio, a d’Orfeu apresenta um fim-de-semana inteiro de programação non-stop para público infantil e familiar, no programa mais extenso de sempre do festival, com 22 propostas distintas entre sexta e domingo.

No dia de sexta, o Festival i interage com a comunidade escolar do concelho de Águeda, com vários espectáculos dirigidos especificamente às turmas escolares, envolvendo centenas de alunos.

A abertura pública do festival dá-se na sexta-feira à noite, em plena Rua na Venda Nova, num convite aberto à cidade. A noite de abertura, desta vez com a companhia italiana “Teatro Dei Piedi”, pretende fazer jus à magia que o público sentiu, na última edição, ao ver a rua transformada em auditório ao ar livre. Desta vez, o público pode começar a chegar mais cedo, pois a Venda Nova vai estar animada nas suas entranhas, a partir das 21h00.

Depois, no sábado e no domingo, o habitual non-stop das 10h30 às 19h30, num roteiro que inclui Espaço d’Orfeu, Auditório do CEFAS, Biblioteca Municipal Manuel Alegre, Auditório Ana Paula Silva, Junta de Freguesia de Águeda/Borralha e várias zonas da cidade. O programa inclui uma nova série de fascinantes propostas artísticas, desde os bebés até aos mais espigadotes, sempre numa perspectiva de fruição familiar.

Uma das grandes novidades desta edição do festival é o Encontro de trad’Orquestras Infantis, que culminará, no domingo de manhã, com a apresentação conjunta da opÁ! – orquestra percussiva de Águeda e do Coro das Escolas Básicas de Miranda do Douro, projectos congéneres cruzando culturais regionais,
com largas dezenas de pequenos músicos, de Águeda e do planalto mirandês, juntos para novas tradições.

O Festival i é uma mostra de referência da melhor criação artística nacional, desta vez também com a presença de artistas internacionais oriundos de Espanha, França e Itália. O público vai cirandar de espectáculo em espectáculo e, este ano, terá que decidir bem o que quer ver, pois há cada vez mais programação simultânea, acompanhando a evolução de espectadores que o Festival i tem tido.

O i é uma iniciativa da d’Orfeu Associação Cultural em co-produção com o Município de Águeda e o apoio oficial da Secretaria de Estado da Cultura / Direcção-Geral das Artes, entre muitas outras parcerias. As pulseiras individuais (válidas para todo o fim-de-semana) estão já à venda e podem ser adquiridas na d'Orfeu - até 15 de Maio – ou nos locais dos espectáculos, durante o festival. Venham todos fazer um grande i!