Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Moção pela construção urgente do Pavilhão Desportivo da Escola Básica José Saramago, Poceirão

Moção aprovada por unanimidade na Semana da Freguesia de Poceirão
Pavilhão Desportivo para a E.B. José Saramago é necessidade urgente

A reunião pública descentralizada, realizada a 20 de maio, no Centro Cultural de Poceirão, no âmbito da Semana dedicada à freguesia, contou com a discussão de uma moção, apresentada pela maioria e subscrita por todo o Executivo, onde se exige a construção urgente do Pavilhão Desportivo da E.B. José Saramago, de Poceirão. À semelhança do que aconteceu com um documento idêntico, aprovado em março, relativamente ao Pavilhão da Secundária de Palmela, o Município reafirmou, também, a sua disponibilidade para a celebração de um contrato-programa ou protocolo com o Ministério da Educação, que preveja a comparticipação municipal na obra, desde que o futuro equipamento seja disponibilizado para utilização pela comunidade, em horário pós-escolar.
Pelo seu impacto na formação destes jovens cidadãos, aos níveis da saúde e desenvolvimento físico, mas também da integração social, rendimento escolar e espírito de grupo, a Educação Física deve ser dignificada e a sua prática letiva deve ser assegurada com condições para o seu pleno desenvolvimento.
Inaugurada no ano letivo 2007/2008, esta escola básica veio contribuir, de forma determinante, para a fixação de famílias com crianças em idade escolar nesta freguesia rural e inverteu a tendência de abandono e insucesso escolares que se verificava até aí. Hoje, a escola é um importante pilar da comunidade, promovendo a dinamização de várias atividades e dinâmicas, no âmbito do Projeto Educativo Local.
Transcreve-se, abaixo, o texto integral da moção:


«Após uma decisiva e empenhada luta da população, em particular dos pais dos futuros alunos, das Juntas de Freguesia de Marateca e Poceirão e da Câmara Municipal de Palmela, a construção e abertura da EB José Saramago, no ano letivo de 2007/2008, foi a concretização de uma etapa fundamental para a fixação de famílias com crianças em idade escolar neste território e inverteu a preocupante espiral de abandono e insucesso escolares nesta zona rural do nosso concelho.

A prática desportiva em contexto escolar constitui uma componente essencial da formação das crianças e jovens, com importantes reflexos na saúde e desenvolvimento físico, mas também no rendimento escolar e integração social, pelo que a Educação Física não pode ser uma disciplina relegada para segundo plano, mas antes como parte fundamental do desenvolvimento integral das crianças e jovens.

Assim, considerando que:

*        A reivindicação de um pavilhão desportivo na Escola Básica José Saramago tem sido objeto de diligências várias da Câmara Municipal de Palmela que, em Dezembro de 2013, aprovou, aliás, uma moção sobre investimentos prioritários no concelho que contemplava este equipamento;
*        De igual forma, a Associação de Pais do Agrupamento de Marateca/Poceirão informou o Presidente da Câmara do envio de um abaixo-assinado do ministro da Educação com igual exigência;

*        A Câmara Municipal vem solicitando, reiteradamente, desde dezembro de 2013, audiências ao ministro da Educação, no sentido de analisar conjuntamente esta necessidade.

*        Em fevereiro deste ano, na sequência de uma reunião com a Direção Geral de Estabelecimentos Escolares e uma visita conjunta à EB José Saramago, a Câmara Municipal questionou a Parque Escolar, no sentido de saber se existe estudo técnico para a execução e intenção de construir o pavilhão desportivo, não tendo, até à data, obtido qualquer resposta;

*        A Câmara Municipal manifestou ao Ministério da Educação a sua disponibilidade para um contrato programa ou protocolo que vise dotar a escola e a comunidade desse equipamento indispensável.

Reunida em sessão pública, no dia 20 de Maio, em Poceirão, a Câmara Municipal de Palmela delibera:

*        Exigir que o Ministério da Educação inclua no Plano de Investimentos da Parque Escolar E.P.E., a construção do Pavilhão Desportivo da EB José Saramago, tão fundamental para a educação dos nossos mais novos cidadãos de Poceirão e Marateca.

-    Enviar a presente moção às seguintes entidades:

Ministro da Educação; Presidente da Assembleia Municipal de Palmela; Junta e Assembleia da União de Freguesias de Poceirão e Marateca; Presidente do Conselho Geral da Escola; Direção da Escola Básica José Saramago; Associação de Pais e Encarregados de Educação; Parque Escolar E.P.E.; Comunicação Social; Grupos Parlamentares na Assembleia da República; Comissão Parlamentar de Educação da Assembleia da República.»

Ciclo de Recitais de Primavera - Maio | Igreja de Santiago - Castelo de Palmela

Música no Castelo de Palmela

Igreja de Santiago é palco de novo Ciclo de Recitais de Primavera

 

Igreja%20Santiago.JPG

 

A Igreja de Santiago, no Castelo de Palmela, é palco, ao longo do mês de maio, de um novo Ciclo de Recitais de Primavera. Sempre ao fim-de-semana, ao final da tarde, o público terá oportunidade de desfrutar de recitais de música de câmara, interpretados por jovens músicos, num local privilegiado.

Os Clarinetes de Santiago (trio de clarinetes de Palmela) abrem o programa, no dia 9 de maio. A organização é da responsabilidade da ONG – Orquestra Nova de Guitarras, com o apoio da Câmara Municipal de Palmela. As entradas têm o valor de cinco euros (informações e reservas através do telefone 212336630).

 

 

24 Maio – 18h00 | quarteto zyryab

Guitarras

 

Exposição "Memórias Felizes" inaugura a 26 de Maio no Museu da Música #EntradaLivre

 

 

EXPO%20KEILsmall.jpg

 Memórias Felizes (Souvenirs heureux) é o título de uma composição de Alfredo Keil que dá o nome à exposição temporária que inaugura no próximo dia 26 de Maio, pelas 18h, no Museu Nacional da Música, e que estará patente até 1 de Agosto.

Nesta exposição, resultado do recente tratamento e inventariação do espólio documental de Alfredo Keil (que se encontra agora acessível), serão exibidos documentos que reflectem a actividade do compositor e coleccionador de instrumentos musicais.

Até Agosto estão também agendados um concerto comentado e duas conferências. A primeira será já no dia da inauguração.
Com estes eventos, procura-se chamar a atenção para a importância da recuperação, tratamento e organização de um acervo documental com o relevo histórico, cultural e científico do de Alfredo Keil, bem como aprofundar aspectos do trabalho desta personalidade.

Popularmente conhecido como autor do hino nacional, Alfredo Keil  foi uma figura transversal e multifacetada da cultura portuguesa, tendo também desenvolvido trabalho de grande relevo como pintor romântico, fotógrafo, poeta, compositor e coleccionador. Deixou para a posteridade um património valioso. O Museu Nacional da Música é o detentor de uma parte significativa desse legado, nomeadamente de espólio documental e de instrumentos musicais.

Patente até 1 de Agosto de 2015, a exposição dá sequência a um apoio concedido à Associação dos Amigos do Museu da Música (AAMM) pela Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito da edição de 2014 do “Concurso de Recuperação, Tratamento e Organização de Acervos Documentais”.

INAUGURAÇÃO a 26 DE MAIO, pelas 18h | #‎EntradaLivre‬
 
 
 

Lcomandante & General conquistam o Festival Alternativo da Canção. Lena D'Água brilha no escuro.

O local escolhido para a realização do Festival Alternativo da Canção deste ano foi o bar dançante Fontória. O Fontória foi criado em 1951 e em 74 anos de história talvez nunca pensasse que um dia, ali pudesse assistir a uma tão gloriosa noite musical.

É de glória que falamos quando descrevemos a noite de ontem e a vitória conseguida por Lcomandante & General que com " Um Gorila que invadiu o sonho da minha amiga", o tema mais extenso de sempre levado este festival, conseguiu deixar em segundo lugar os Sorvetes com o refrescante " Super Fruta" e ainda Toni Delmar com "SadomasoQ".


O júri decidiu ainda atribuir um prémio para Milino Sur Bissal com "Carne de Vaca" por considerar que o duo está à frente do seu tempo e merece possivelmente um festival ainda mais alternativo do que este.

A fechar a cerimónia, apresentada por Humberto Bernardo e Fernando Alvim, Lena D'Água foi a protagonista do momento mais aplaudido da noite, quando já depois de ter finalizado a sua actuação, aceitou o repto dos apresentadores e do público e cantou em versão à capela o tema " A culpa é da vontade".

As inscrições para a edição de 2016 estão abertas a partir de hoje e todos os interessados deverão consultar a página oficial do evento, onde de resto estão já as imagens e vídeos da participação de todos.