Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Cuca Roseta apresenta espetáculo inovador no Dia Mundial da Música

Entrada livre l 1 de outubro às 18H30m l Praça Central do Centro Colombo

 

 

 

 

image006.png

 

É já no próximo dia 1 de outubro às 18H30m, data em que se assinala o Dia Mundial da Música, que a Praça Central do Centro Colombo receberá um espetáculo musical inovador, protagonizado por Cuca Roseta.

No âmbito do projeto “A Arte Chegou ao Colombo”, que conta este ano com a sua 5ª Edição, a artista portuguesa foi convidada para reinterpretar, dentro da sua versatilidade musical, a temática da Exposição “A Divina Comédia de Salvador Dalí”. Como resultado, o Centro Colombo convida todos os seus visitantes para assistirem a um espetáculo musical único, de inspiração surrealista, que marca o encerramento deste projeto.

 

Após o sucesso da Exposição, que registou mais de 170.000 visitantes em 3 meses e meio de vigência ao público, o Centro Colombo decidiu ir mais além na sua estratégia de inovar a experiência de visita com a realização de um concerto exclusivo com uma das maiores artistas nacionais, onde três mundos musicais vão existir dentro do mesmo espectáculo.

 

Este espetáculo conta com a participação especial do pianista Júlio Resende – cujo último albúm "Amália por Júlio Resende" tem merecido rasgados elogios nacional e internacionalmente - e conta com a participação de músicos bastante reconhecidos nas áreas do Fado, Música Clássica e Pop/Rock.

 

A coreografia dos bailarinos que vão acompanhar a interpretação de Cuca Roseta é dirigida por Pedro Borralho – que já colaborou com programas como Dança Comigo (RTP1), Achas que Sabes Dançar (SIC) e Dança com as Estrelas (TVI) - que se fará acompanhar de um corpo de 5 bailarinos.

 

Mês Sénior em Arraiolos

Arranque com exposição e tasquinhas no fim-de-semana de 1 a 3

 

OUTUBRO É MÊS SÉNIOR EM ARRAIOLOS

 

A%20tasquinha%20dos%20avos.jpg

 

A Câmara Municipal de Arraiolos dedica o mês de Outubro à população sénior do concelho, que pode contar com diversas acções dedicadas, como música, espectáculos, convívios e descontos em estabelecimentos. 

 

De 1 a 3 de Outubro, no Pavilhão Multiusos de Arraiolos, vai haver uma série de eventos, entre os quais uma exposição, um mercado de produtos artesanais e produtos da horta e ainda um espaço com jogos de mesa e tasquinhas. 

 

No primeiro dia, às 12h30, dá-se a abertura do espaço "Ao Encontro dos Saberes e Sabores" e meia hora depois começa o almoço de convívio para os idosos, os reformados e os pensionistas do concelho. Para depois do almoço, está reservado um baile com a presença da acordeonista Sara Pessoa.

 

No dia 2 e 3 de Outubro, o espaço "Ao Encontro dos Saberes e Sabores" abre às 11h00. Nestes dois dias, às 12h00, lugar à "A Tasquinha dos Avós" e à tarde o concerto do Grupo Instrumental Sénior de Arraiolos.

Também nesses dias, às 21h00 os idosos vão poder assistir a dois espectáculos. No dia 2, a animação está a cargo do Grupo Zanguizarra e Poetas do Concelho. Já no dia 3, a actuação que encerrará este programa de eventos, será de Peña Kalimotxo. 

 

A Câmara Municipal de Arraiolos realiza ainda outras actividades durante o mês sénior, como sessões de esclarecimento dedicadas à Saúde e, passeios numa iniciativa denominada “De mãos dadas na aventura de melhor conhecer o concelho”. 

 

Os residentes do município com idade igual ou superior aos 65 anos, durante todo o mês de Outubro, vão também usufruir de descontos em estabelecimentos comerciais e de serviços aderentes.

 

 

 

jornadas Europeias do Património

Jornadas Europeias do Património 2015

 

“Queremos dar a conhecer o que fomos, o que somos e o que queremos ser” – Presidente Carlos Humberto de Carvalho

 

 

Ao longo dos dias 25, 26 e 27 de setembro, realizaram-se no Barreiro as Jornadas Europeias do Património 2015, no âmbito do Ano Europeu do Património Industrial e Técnico.

 

Ontem, Dia Mundial do Turismo, 27 de setembro, o programa iniciou com a apresentação do Circuito Industrial, no Espaço Memória, pelo Presidente do Município do Barreiro, Carlos Humberto de Carvalho, Sérgio Saraiva, do Conselho de Administração da Baía do Tejo, e Márcia Calafate, responsável pelo Gabinete Municipal de Desenvolvimento Económico e Estratégico.

 

jornadas_1.jpg

jornadas_4.jpg

 

“Nós estamos a fazer um esforço para revisitar a nossa memória. Queremos dar a conhecer o que fomos, o que somos e o que queremos ser, numa perspetiva voltada para o futuro”, ressalvou o Presidente perante os turistas inscritos no Circuito.

Para além do Circuito Industrial, o Autarca deu conta dos restantes circuitos: Ribeirinho, do Varino “Pestarola”, do Património Ferroviário e da Resistência.

 

A curto prazo estará disponível, segundo Carlos Humberto de Carvalho, um guia interativo na estação fluvial para que os turistas que visitem o Concelho saibam os locais a visitar. “Este faz parte de um conjunto de instrumentos que procuram valorizar o nosso património”, concluiu.    

 

Por seu lado, Sérgio Saraiva congratulou-se com a iniciativa. “Faz todo o sentido existir este tipo de circuitos turísticos, que abrem o Parque Empresarial à cidade”. Este é um dos objetivos da empresa, pela além de pretender atrair mais atividade económica.

Enfatizou o trabalho de parceria realizado entre a Baía do Tejo e o Município do Barreiro. “Pretendemos que este conjunto de Rotas se torne uma das marcas da cidade e queremos que, cada vez mais, as pessoas tenham um maior conhecimento e contacto com a História e que, a partir desta, seja possível projetar os territórios para o futuro”.

 

O circuito iniciou no Espaço Memória e seguiu, de forma pedonal, para o Museu Industrial, Mausoléu Alfredo da Silva, Bairro operário de Santa Bárbara, terminando na Casa Museu Alfredo da Silva. 

Toda a informação que sustenta este e os outros circuitos está contemplada nos audioguias que podem ser requisitados no Posto de Turismo, para além de bicicletas que podem, igualmente, ser requisitadas para o trajeto.

Todos os espaços estão assinalados no local com referências à História.

Mais informação acerca destes e doutros locais no site do Município: http://www.cm-barreiro.pt/pages/851

 

A concretização destes circuitos é fruto da candidatura “Uma Memória e um Futuro para o Barreiro – Reforço e promoção da identidade territorial”, aprovada no âmbito do Programa Operacional Regional de Lisboa do Quadro de Referência Estratégico Nacional – QREN, no valor de mais de 400 mil euros.

Barreiro Memória e Futuro pretende reforçar e promover a identidade do Concelho potenciando, nomeadamente, o seu património ferroviário, industrial e ambiental, valorizando a importância simbólica da memória coletiva.

 

No mesmo dia realizou-se um passeio de fotografia industrial, pelo Clube de Fotógrafos do Barreiro, foi inaugurada a exposição “Um Olhar sobre o Barreiro”, da fotógrafa Anabela Carreira, no Porto de Turismo, e, no final da tarde, realizou-se uma visita ao CICAMM – Centro de Interpretação do Campo Arqueológico da Mata da Machada, na qual participaram 14 pessoas.

 

Um dia pelo Património Ferroviário

 

O sábado, 26 de setembro, foi dedicado ao património ferroviário, com as visitas às Oficinas da EMEF e à Exposição Permanente do Espaço L. No período da tarde, Armando Sousa Teixeira foi o orador de "Conversas sobre Património Industrial e Técnico do Barreiro", no Espaço L. Este dia, promovido pela CMB em parceria com o Movimento Cívico Caminho-de-Ferro, terminou com uma visita ao Espaço Memória.

 

Exposição “Moinhos de Maré do Ocidente Europeu”

Foi inaugurada, no dia 25 de setembro, a Exposição “Moinhos de Maré do Ocidente Europeu”, patente na Biblioteca Municipal do Barreiro, até 10 de outubro. Esta mostra, promovida, no Concelho, pela Associação Barreiro – Património, Memória e Futuro, dá a conhecer os moinhos de maré de Portugal, Espanha, França, Bélgica, Inglaterra e Irlanda. A exposição foi organizada no âmbito de um projeto coordenado pelo Ecomuseu Municipal do Seixal, em colaboração com mais de 20 instituições e investigadores nacionais e internacionais.

Na inauguração da mostra, Manuel Fernandes, da Associação, lembrou que, inserido, também, no programa dos Roteiros do Turismo Industrial do Barreiro, tem lugar, a 10 de outubro, pelas 21h00, na Biblioteca Municipal, o debate “Moinhos de Maré no Estuário do Tejo – Que Futuro?”, “onde refletiremos sobre a importância histórica, económica e social deste importante património moageiro e os contributos que ainda poderão proporcionar para alavancar o desenvolvimento futuro da região e das gentes ribeirinhas”, referiu.

Sobre os moinhos de maré e de vento do Concelho do Barreiro, o Presidente da Câmara Municipal, Carlos Humberto de Carvalho, salientou a intenção da Autarquia em investir, em parte com recurso a fundos comunitários, na recuperação deste património, concentrando a intervenção, numa primeira fase e num futuro mais próximo, na zona desde a Rua do Clube Naval até à Avenida de Sapadores. “A requalificação do património moageiro, integrado na recuperação da zona ribeirinha, pode ter um papel importante no património do Concelho e até no seu desenvolvimento”.

 

 

 

 

 CMB

Uma noite para escapar aos nossos empregos mas onde é preciso saber a password para entrar.

É já esta sexta-feira o regresso de uma das noites mais intensas de Lisboa. 
Uma festa para quem precisa de esquecer a semana de trabalho. Para quem quer ser outra pessoa durante uma noite.
 
Passamos a semana a viver a vida de outros. Adiamos eternamente os nossos sonhos, em empregos que não nos entusiasmam, para comprar merdas que não precisamos e impressionar pessoas de que nem gostamos.
 
Está na altura de experimentarmos viver vidas diferentes. 
 
Entra no ‘Panic Club’. 
Aqui não és o teu emprego, não és o dinheiro que tens no banco, não és o carro que guias. 
Aqui podes ser quem quiseres.

panic-fight-event-cover.jpg

 

É já esta sexta-feira o regresso de uma das noites mais intensas de Lisboa. 
Uma festa para quem precisa de esquecer a semana de trabalho. Para quem quer ser outra pessoa durante uma noite.
 
Passamos a semana a viver a vida de outros. Adiamos eternamente os nossos sonhos, em empregos que não nos entusiasmam, para comprar merdas que não precisamos e impressionar pessoas de que nem gostamos.
 
Está na altura de experimentarmos viver vidas diferentes. 
 
Entra no ‘Panic Club’. 
Aqui não és o teu emprego, não és o dinheiro que tens no banco, não és o carro que guias. 
Aqui podes ser quem quiseres.
 

Exposição assinala aniversário da Ponte 25 de Abril

Exposição assinala aniversário da Ponte 25 de Abril

Infraestruturas de Portugal mostra “A Ponte que nos liga”

 

6%20de%20agosto,%201966©Infraestruturas%20de%20Po

 

No mês em que assinala o 49.º aniversário, a Ponte 25 de Abril dá o mote a uma exposição itinerante, promovida pela Infraestruturas de Portugal, com o apoio da JCDecaux, que pode ser visitada a partir de 14 de agosto, na Estação de Santa Apolónia, em Lisboa.

 

“A Ponte que nos liga” revisita as datas que marcaram a história desta infraestrutura mas centra-se, sobretudo, no registo iconográfico da construção da ponte que ligou a margem norte à margem sul do rio Tejo e que, ao longo de 49 anos, soube adaptar-se e responder às necessidades de mobilidade urbana, acompanhando o processo de metropolização a sul.

 

Inaugurada a 6 de agosto de 1966, como “Ponte Salazar”, foi rebatizada “Ponte 25 de Abril” após a Revolução de 1974 sendo, desde sempre, considerada uma obra maior da engenharia portuguesa e um símbolo do país e da sua capital. 

 

O crescente movimento, bem como as filas de trânsito constantes no acesso à ponte, conduziram à introdução do comboio, em junho de 1999, tal como inicialmente projetado. Atualmente, a ferrovia regista uma afluência de cerca de 174 comboios/dia e, a rodovia, mais de 140.000 veículos diários.

 

“A Ponte que nos liga” é uma mostra itinerante, composta por 16 fotografias, que pode ser visitada até 3 de setembro na Estação de Santa Apolónia, de 4 a 30 de setembro, na Estação de Roma-Areeiro, seguindo depois viagem para a Estação de Lisboa-Oriente, até 20 de outubro.

Roteiros do Turismo Industrial do Barreiro | inscrições abertas

cartaz_Ano_Industrial_Espaco_Roteiros%20Turismo.jp

 

No âmbito das comemorações do Ano Europeu do Património Industrial e Técnico terão lugar os Roteiros do Turismo Industrial do Barreiro, entre os dias 25 de setembro e 10 de outubro, em diversos locais do Concelho.

 

As visitas são gratuitas e sujeitas a marcação prévia no Posto de Turismo postodeturismo@cm-barreiro.pt, ou pelo telefone: 21 206 82 87.

 

25 setembro | 10h00 | Espaço Memória

28 setembro | 15h00 | Atlanport

25 setembro a 10 de outubro | Exposição Moinhos de Maré do Ocidente Europeu | Biblioteca Municipal do Barreiro

30 setembro | 10h00 | Sovena

1 outubro| 10h00 | Oficinas da EMEF  

2 outubro | 15h00 | Depósito de Água da Vila Chã

3, 4 e 5 outubro |10h00 | Casa Museu de Alfredo da Silva

3, 4 e 5 outubro | 15h00 – 18h00 | Museu Industrial da Baía do Tejo

6 outubro | 10h00 | Associação para o Desenvolvimento de Artes e Ofícios (ADAO) | Antigas instalações dos BVSS

7 outubro | 10h00 | Atlanport

8 outubro | 10h00 | Fisipe

9 outubro | 14h30 | Fisipe

10 outubro | 10h00 | Museu do Fuzileiro

                    21h00 | Debate – Moinhos de Maré do Estuário do Tejo – Que futuro? | Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

 

 

CMB

UM MÚSICO, UM MECENAS | DIA MUNDIAL DA MÚSICA no MUSEU NACIONAL DA MÚSICA | Paulo Gaio Lima no violoncelo Stradivarius | Quinta, 1 de Outubro, 18h #EntradaLivre

UM MÚSICO, UM MECENAS

A temporada de concertos com instrumentos históricos prossegue no Museu Nacional da Música.

O próximo concerto do ciclo UM MÚSICO, UM MECENAS é já no dia 1 de Outubro, Dia Mundial da Música, pelas 18h. 

Paulo Gaio Lima interpreta "À volta das Suites de Bach" em mais um instrumento histórico da colecção: 

o violoncelo Stradivarius Chevillard-Rei de Portugal construído em 1725 

e classificado como Tesouro Nacional. 

_MG_2830%20parcial (2).jpg

 

PROGRAMA

BACH - Prelúdio BWV 997 em Ré menor (versão Pedro S. Silva)

SCHENCK - Ciaconna

BACH - Partita BWV 1013 em Ré menor

SCIPRIANI - Studio

BIBER - Passacaglia

BACH - Suite BWV 1007 em sol Maior


PAULO GAIO LIMA nasceu no Porto. Foi aluno de Madalena Costa no Conservatório de Música desta cidade e de Maurice Gendron no Conservatório Superior de Paris, cidade onde viveu durante sete anos, tendo sido bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e do Ministério da Cultura. Apresenta-se regularmente em Festivais de Música no seu país e no resto da Europa (Europália – Bruxelas, Huddersfield, Marais, Uzés, Torino, Trento, Nantes ....) assim como com as orquestras de Moscovo, Szeged, Xangai, Porto Alegre, Hannover, Monterrey, Basel, Varsóvia, Neuss, Istambul, …. Colabora com diversos grupos de música contemporânea, nomeadamente Alternance, 2E2M, L’Itinéraire, Poikilon, Música Nova e Divertimento di Milano. Apresentou em 1ª audição obras de Dusapin (Música 86 de Estrasburgo), Koo, o Concerto para violoncelo de P. Hersant (Huddersfield/89), e 5 Miniaturas de C. Marecos (Cascais 2000). Em 1987 foi violoncelo-solo convidado da Orquestra Sinfónica do Reno. De 1992 a 2000 foi violoncelo-solo da Orquestra Metropolitana de Lisboa. Fez parte do Quarteto Verdi de Paris. Com Aníbal Lima e António Rosado formou o Artis Trio tendo actuado na Dinamarca, França, Portugal e Itália. Desde 2006 faz parte do Trio. Pt. Gravou em disco Concertos de L. Boccherini, Beethoven (com G. Ribeiro e P. Burmester), Brahms (com G. Ribeiro) e Schumann, assim como obras do reportório camerístico português (Pinho Vargas, C. Carneyro, Joly B. Santos), para a EMI e RCA. A sua actividade pedagógica divide-se entre a Academia Nacional Superior de Orquestra de Lisboa, a ESML e cursos de aperfeiçoamento em todo o País, Espanha, França, Brasil, Áustria e Estados Unidos da América.

strad.jpg

 

VIOLONCELO STRADIVARIUS CHEVILLARD-REI DE PORTUGAL 

nº inv. MM 47 

Antonio Stradivari, Cremona, 1725

Classificado como Tesouro Nacional, pertenceu ao rei D. Luís I (1838-1889) e é o único instrumento em Portugal com a assinatura do construtor Antonio Stradivari (1644-1737). 

O anterior proprietário foi o reputado violoncelista belga Pierre Chevillard (1811-1877), que manteve o stradivarius até à sua morte. Pouco depois o instrumento foi vendido ao monarca português por intermédio de um dos irmãos da família de construtores Vuillaume.

O violoncelo Chevillard-Rei de Portugal tem a famosa forma «B», utilizada de 1707 a 1726 por Antonio stradivari, o período de ouro do construtor. Em 1725 o luthier tinha 81 anos.

MECENAS DESTE CONCERTO:

Paulo Gaio Lima

Christian Bayon

APOIO:

Antena 2

 

CICLO%202015%20(2).jpg

 

Chronopost apoia a 16ª Festa do Cinema Francês

 

 

Com o apoio da Chronopost, a Festa do Cinema Francês regressa a Portugal, naquela que é a sua 16ª edição.

 

Pelo 8º ano consecutivo, a Chronopost foi eleita a transportadora oficial da Festa do Cinema Francês que terá lugar entre 08 de Outubro e 29 de Novembro em Lisboa, Braga, Santarém, Almada, Porto, Aveiro, Évora, Coimbra, Leiria, Faro, Viana do Castelo, Beja, Setúbal, Caldas da Rainha, Guimarães, Seixal e São Pedro do Sul.

Organizada pela Embaixada de França, o Institut Français du Portugal e a rede das Alliances Françaises em Portugal, a Festa do Cinema Francês festeja este ano o seu 16° aniversário, e conta, mais uma vez, com o apoio da Chronopost, que será prestado através da recolha e transporte das películas e de todos os materiais da campanha, provenientes de França e com destino às cidades onde irá decorrer a exibição.

A Chronopost orgulha-se de transportar a 7ª arte aos vários pontos do país, contribuindo de forma activa para o enriquecimento cultural dos portugueses.

Criada em 2000, a Festa do Cinema Francês tem vindo a crescer, ano após ano, assumindo-se actualmente como um dos maiores festivais de cinema do país, com um número de espectadores próximo dos 30.000 em cada edição. Este ano, além de um ciclo de 6 filmes dedicados ao padrinho da Festa, JEAN-JACQUES ANNAUD, e ainda uma retrospectiva de JACQUES DOILLON, serão ainda exibidas 40 sessões escolares pelas 18 cidades onde decorre o evento.

 

 

Sobre a Chronopost

A Chronopost Portugal, empresa líder no mercado doméstico do transporte expresso, detém actualmente 13 estações (Vila Real, Porto, Guarda, Viseu, Coimbra, Leiria, Torres Novas, Póvoa de Santa Iria, Lisboa, Corroios, Évora, Faro e Funchal) e uma frota própria de 350 viaturas de distribuição e 10 viaturas pesadas. Emprega 750 colaboradores.

 

Outubro é Mês do Idoso em Mora

Séniores morenses com o mês de Outubro em cheio!

 

MÊS DO IDOSO EM MORA REPLETO DE EVENTOS

 

Mes%20do%20idoso%20programa%202015.jpg

 

A Câmara Municipal de Mora desenhou um programa repleto de eventos, animação e cultura para assinalar, como é hábito, o mês do Idoso ao longo de Outubro, acarinhando a população sénior do concelho, que representa cerca de 30 por cento do total.

 

O programa arranca dia 5 com um almoço-convívio, na Quinta de Santo António, em Mora, seguindo-se, a 9, VII Encontro Concelhio de Poetas Populares, na Casa do Povo de Cabeção.

 

A 10 de Outubro, às 14h00, abre a Exposição de Aguarelas “Desenhos do Concelho de Mora”, de José Pinto Nogueira, patente na Galeria da Casa da Cultura e, às 15h00, celebra-se o aniversário do Grupo de Cantares Alentejanos das Brotas, com actuação no Largo da Cooperativas daquela freguesia.

 

Dia 11, um passeio em “Romarias de Histórias – Guardador de Rebanhos, com ponto de encontro às 16h00 na Calçada de Montemor, em Brotas. No dia seguinte, tempo para a GNR prestar conselhos na acção “Idosos em Segurança 2015”, a decorrer na sede da ARPI Mora, às 14h30.

 

Uma caminhada com partida de Mora, às 10h00 é o programa de dia 14. O VII Festival de Acordeões, no Largo da Cooperativa, em Brotas preenche o dia 17 de Outubro.

 

A 19 e 20 têm lugar às 14h30 novas sessões de Esclarecimento com a GNR sobre “Idosos em Segurança”, na sede da Associação de Reformados de Pavia no primeiro dia e na sede da ASDIC, em Cabeção no dia a seguir.

 

Um Seminário sobre Saúde, com a participação do Centro de Saúde e da Associação dos Bombeiros Voluntários de Mora, é o programa de dia 21, 15h00, na Casa da Cultura.

Dia 26 de Outubro, ultima acção de sensibilização da GNR, na Junta de Freguesia de Brotas, às 14h30. A 28, uma aula de Hidroginástica para todos, na Piscina Municipal a partir das 10h00.

 

A encerrar um mês recheado, a autarquia agendou para dia 30, às 15h00, um espectáculo de variedades, com música, moda e poesia, a cargo da equipa de animação da Casa da Cultura e a decorrer no Cineteatro daquele espaço.

 

Para todos os eventos, a edilidade disponibiliza transportes para que nenhum sénior falte e recorde que não é por ser idoso que não pode ter acesso à cultura e a uma vida com qualidade.

 

FelizIdade é o lema este ano.

 

 

Doçuras e travessuras nos "Dominguinhos" de outubro

 

image002.jpg

image004.jpg

 

Uhhhhhhh! Outubro é o mês do “Halloween”, o assustador Dia das Bruxas. Mas, nos “Dominguinhos” do MAR Shopping, os mais novos nada têm a temer. Vão, sim, poder celebrar a data através de contos enigmáticos, cheios de suspense, e ainda com doces fantasmagóricos mas muito saborosos. E como a 4 de outubro se comemora o Dia do Animal, os “Dominguinhos” juntam-se à “festa” dos nossos amigos de quatro patas!

 

Já a 3 de outubro, o confiante Bob Esponja vem finalmente à superfície no filme “SpongeBob: Esponja Fora de Água”. Para recuperar a receita perdida dos hambúrgueres suculentos, a esponja e outros habitantes de Bikini Bottom transformam-se em super-heróis para detonar o malvado Barba Burguer.

 

Os “Dominguinhos” resultam da parceria com a Catavento, empresa da incubadora de indústrias criativas da Fundação de Serralves, dedicada a projetos educativos. Têm lugar aos domingos, entre as 11h00 e as 12h00, no corredor de Moda Infantil do MAR Shopping, Piso 0, e oferecem sempre atividades lúdicas e muito divertidas, totalmente gratuitas.

 

Programação outubro

 

4 de outubro | Atelier de Consciência Cívica: Um Presente Para os Amigos de Quatro Patas

Elaboração de pequenos brinquedos com diversos materiais para oferecer aos amigos de quatro patas que não têm um lar!

 

11 de outubro | Hora do Conto: A Casa da Minha Avó

O escritor Pep Bruno atreve-se neste livro a dar o salto para o mistério. Deste modo, recorre ao suspense e à tensão narrativa para abordar a inquietante – mas, por fim, divertida – jornada que vive o pequeno protagonista, num dia que julgava previsível: comer bolo de aniversário e apagar as velas

 

18 de outubro | Teatro de Fantoches: De Quem é Esta Casca de Banana?

Na selva o macaco só fazia disparates mas um dia todos os seus amigos decidiram juntar-se e dar-lhe uma lição!

 

25 de outubro | Atelier de Culinária: Um Doce Fantasmagórico

Elaboração de um doce para assustar todos os que moram em casa!

 

Sessões Grátis de Cinema Infantil

3 de outubro | “SpongeBob: Esponja Fora de Água

 

A esponja mais energética e otimista de todo o oceano traz-nos, a 3 de outubro, mais um programa dedicado à família. Em “SpongeBob: Esponja Fora de Água”, Bob Esponja vem finalmente à superfície para deter o pirata Barba Burguer. Para isso, Bob e os seus amigos tornam-se verdadeiros super-heróis e chegam ao nosso mundo para resgatar uma fórmula secreta roubada pelo vilão. A fórmula é, nada mais, nada menos, que a receita dos hambúrgueres mais apetitosos da cidade subaquática onde moram as personagens. Quando a receita desaparece, todos enlouquecem e só Bob Esponja pode repor a ordem.

 

As entradas para as Sessões de Cinema Infantil gratuitas no MAR Shopping são válidas para crianças dos 3 aos 12 anos, obrigatoriamente acompanhadas pelo menos por um adulto, num máximo de cinco pessoas por grupo. Os bilhetes, limitados a um total de 450 lugares, podem ser levantados no Balcão de Informações do MAR Shopping, ao longo da semana anterior à exibição do filme, de segunda a sexta-feira, entre as 10h00 e as 24h00, até ao limite dos lugares existentes. O regulamento da ação pode ser consultado no Balcão de Informações, no Piso 0 ou em www.marshopping.com.

HISTÓRIA estreia novos episódios de CATÁSTROFES TECNOLÓGICAS

 

 

image003.jpg

 

 

Estreia no dia 5 de outubro, a partir das 22h, no canal HISTÓRIA,novos episódios de CATÁSTROFES TECNOLÓGICAS.

 

A Engenharia construiu o nosso mundo moderno. Graças a ela, existe tudo, desde arranha-céus a estradas e às viagens de avião. Mas o que acontece quando tudo corre muito mal em termos de Engenharia?

 

“Catástrofes Tecnológicas” ultrapassa os títulos de primeira página para revelar o que aconteceu realmente nos acidentes de Engenharia mais famosos. O que provocou a queda de um palco exterior em Indiana que tirou a vida a sete pessoas? Como é que uma coleção de Corvettes clássicos desapareceu sem deixar rasto? Por que razão a fuselagem de um avião abriu ao meio em pleno voo? Qual a razão da queda de um estádio coberto?

Cada episódio de uma hora conjuga entrevistas de especialistas e testemunhas, imagens computorizadas de última geração e imagens dramáticas do “momento da tragédia” para contar a história por detrás dos acidentes de Engenharia mais dramáticos do mundo?

 

ÀS 22 horas …

PRESA SOB SEATTLE

Porque terá o Voo 214 da Asiana, completamente lotado, aterrado atabalhoadamente na pista do Aeroporto Internacional de São Francisco? As famílias de três dos mortos pretendem respostas. E o que desencadeou uma enorme explosão numa central química às portas de Wichita, no Kansas? Engenheiros químicos e investigadores procuram pistas, e descobrem que o mesmo perigo existe no resto da América. Depois, há perigosas crateras em 20% dos EUA. Não haverá nada que os engenheiros geotécnicos possam fazer para proteger imóveis e pessoas? E da próxima vez que fizer um cruzeiro, ajuda saber o que pode correr mal, com base num terrível incêndio em alto mar, a bordo do “Carnival Triumph”. Mas poderão os grandes navios ser alterados para evitar inferno idêntico? Por fim, um pouco por todos os EUA, há infraestruturas básicas a ruir. Um mega túnel em Seattle é apenas um dos exemplos. Mas como podem os engenheiros concluir os arranjos, quando a maior ferramenta do mundo está presa debaixo do solo?

 

E em seguida pelas 22h45 …

TAMPAS DE ESGOTO EXPLOSIVAS

Neste episódio, um moderno jacto de passageiros despenha-se com 228 pessoas a bordo. Uma refinaria de petróleo do Utah explode, destruindo mais de 100 habitações. Por todos os EUA, há tampas de esgoto que saltam, matando pessoas e destruindo bens materiais. Um comboio de mercadorias carregado de carvão descarrila, soterrando duas mulheres sentadas perto da linha. E uma simples viagem de elevador acaba em morte.