Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

2016 no Teatro da Politécnica

image002.jpg

 

Os Artistas Unidos começam o ano a 6 de Janeiro com a estreia de QUARTETO de Heiner Müller com Crista Alfaiate e Ivo Canelas numa encenação de Jorge Silva Melo. "O mundo das mulheres feriu-vos. O vosso hálito cheira a solidão." Sim, em QUARTETO, Heiner Müller parte das "Ligações Perigosas" de Choderlos de Laclos. Mas dizia que nem sequer relera o romance pós-libertino, guardara apenas a memória.

 No Teatro da Politécnica de 6 de Janeiro a 13 de Fevereiro

3ª e 4ª às 19h00 | 5ª  e 6ª às 21h00  |  Sáb às 16h00 e 21h00

Reservas | 961960281

 

Valmont             Acho que podia habituar-me a ser mulher, Marquesa.

Merteuil             Eu gostaria de poder.

Heiner Müller, Quarteto

 

Pouco depois, a 24 de Fevereiro o Teatro do Eléctrico apresenta A NOITE DA DONA LUCIANA de Copi com Custódia Gallego, José Leite, Patrícia Andrade, Rafael Gomes, Rita Cruz e Vítor Oliveira numa encenação de Ricardo Neves-Neves. A NOITE DA DONA LUCIANA é uma comédia irreverente e florida, ao estilo de Copi. Num teatro acontece um ensaio tardio, onde estão presentes o autor, a actriz e o maquinista. O ensaio é interrompido por uma velha stripper transexual, que se envolve num confronto com a Companhia, lançando o espectador numa espiral entre a verdade e o delírio, a paixão e o humor negro.

 

A%20Noite%20da%20Dona%20Luciana%20fotografia%20AlFoto: Alipio Padilha

 

No Teatro da Politécnica de 24 de Fevereiro a 19 de Março

3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Reservas | 961960281

 

MAQUINISTA Até que horas vamos ficar?

AUTOR Que horas são?

MAQUINISTA Três e vinte e cinco da manhã.

ACTRIZ Via láctea: reboliço entre as vacas.

Copi, A Noite da Dona Luciana

 

Segue-se, a 27 de Abril a estreia de JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO de Tennessee Williams com Rúben Gomes, Isabel Muñoz Cardoso, João Pedro Mamede e Vânia Rodrigues, encenação de Jorge Silva Melo. Nas palavras do encenador: "Derrotados, sim, abandonados, sem hipótese, deixados para trás, com a electricidade cortada e contas por pagar, vencidos: mas estes são os invencíveis, esses sonhadores que Tennessee Williams cantou.".

 

No Teatro da Politécnica de 27 de Abril a 4 de Junho

3ª e 4ª às 19h00 | 5ª e 6ª às 21h00 | Sáb. às 16h00 e às 21h00

Reservas | 961960281

 

 

TOM Hoje em dia o mundo é atravessado por relâmpagos que o iluminam! Apaga as velas, Laura - e adeus...

Tennessee Williams, Jardim Zoológico de Vidro

 

Já em Julho, no dia 20 acolhemos A INQUIETUDE de Valère Novarina com Eduardo Bredo encenado por Francis Seleck. Em A INQUIETUDE, Novarina contesta logo à partida a possibilidade do drama. A necessidade de agir acaba em desastre. O homem “animal dotado de linguagem” fala às pedras, aos animais, a Deus (o público?). Falar é um drama e o drama está na linguagem. As palavras criadoras de Novarina transformam o real e com elas experimentamos desconhecidas e novas regiões de sentido, novas imagens, a alegria de estar no mundo.

"Então sentei-me e disse às pedras: A acção é maldita”.

 

No Teatro da Politécnica de 20 a 30 de Julho às 19h00 (21, 28 e 29 de Julho às 21h00)