Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Arraiolos: Homenagem à Música no Vimieiro - sábado 28

vimieiro%20música.jpg

 

A freguesia do Vimieiro, concelho de Arraiolos, presta homenagem à Música no sábado, 28 de Maio, com um programa repleto que faz jus ás tradições vimieirenses no que toca a este género cultural.

 

O evento abre às 11h00 com uma arruada onde desfilam as bandas filarmónicas da Sociedade Filarmónica 1º de Abril e da Sociedade Musical União Vimieirense.

 

Ao som das mesmas, no Centro Interpretativo do Mundo rural, abre a exposição “A Música no Vimeiro – Paixão, Rivalidade e Tradição” onde se mostram todo o histórico musical da freguesia e as potencialidades que ainda encerra.

 

Perto do meio-dia, é inaugurado o Monumento à Música, na rotunda da Fonte com a participação sonora das duas bandas filarmónicas da freguesia e que actuaram na arruada.

 

A fechar o dia, às 21h30, palco para os concertos dos Vento Suão e Moenga Blues, duas bandas obviamente do Vimieiro.

Embora poucos saibam, esta freguesia de Arraiolos é profícua em gerar talentos musicais, preservando os sons e a cultura alentejana desde há décadas.

 

Throes + The Shine e Moullinex, dois concertos, uma noite de festa em Guimarães (28 maio)

image001.jpg

 

Este sábado, dia 28 de maio, às 22h00, o palco do Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, recebe dois concertos numa noite em que os decibéis vão rebentar com a sala. A energia será contagiante, não fosse a festa começar pelas mãos dos vibrantes Throes + The Shine para, a seguir, sermos invadidos pelo entusiasmo de Moullinex, veterano nestas andanças. E sim, a festa faz-se mesmo nas tábuas do palco.

 

Nesta noite não há aquecimentos. Há apenas a garantia de boa energia e boa música para fazer todos os corpos dançar. A noite começa a todo o gás com os Troes + The Shine a abrir as festividades. Os Throes + The Shine englobam aventura e vitalidade. Usam cada grama da sua criatividade para originarem algo singular e que se concentra numa energia completamente efusiva em palco. Oriundos do Porto e de Luanda, a sua génese prendeu-se com a fusão do kuduro com o rock, mas que entretanto alargou horizontes de forma a albergar uma multitude de culturas que podem ir de África à Europa ou da América do Sul aos Estados Unidos. Depois de lançarem dois álbuns e de criarem uma presença regular pelos palcos europeus, os Throes + The Shine apresentam, agora, no Centro Cultural Vila Flor o novo álbum, “Wanga”, cujo lançamento acontece precisamente no mês de maio, com produção de Moullinex e com o selo da Discotexas.

 

A estes rapazes segue-se Moullinex, nome que já dispensa apresentações. Não é música de dança. É apenas música. Apesar da intensa atividade nesse mundo, Moullinex, o alter-ego do viseense Luis Clara Gomes, quer ser, e é, muito mais do que uma mera máquina de fazer dançar. Não que não seja bom a pôr pessoas a abanar, é só que se move igualmente bem entre vários géneros e ambientes, sejam eles a pista, o sofá ou a rua.

 

 

Em “Elsewhere”, o seu segundo disco de originais, Moullinex vinca isso ainda mais. Soul e funk do passado, com garage rock, MPB – especialmente nas percussões e na flauta, cada vez com mais destaque aqui – e psicadelismo à mistura, bem como sintetizadores carregados de nostalgia pelo futuro, tudo a conviver de maneira perfeita e a deixar bem vincado o facto de a música vir toda da mesma pessoa. Isto, claro, além da sempre presente dança e o objetivo de dar um toque humano às máquinas. Dancemos toda a noite, no palco do CCVF, com esta boa vibe.

 

Os bilhetes para o espetáculo encontram-se à venda na bilheteira do Centro Cultural Vila Flor, Lojas Fnac, El Corte Inglés, Worten, entidades aderentes da Bilheteira Online, e via online em www.ccvf.pt e oficina.bol.pt.

 

JÁ AMANHÃ - Super Style Day no Vila do Conde The Style Outlets - 26 de maio

_MG_2592%20-%20Copy.JPG

 

 

O Vila do Conde The Style Outlets, gerido pela NEINVER – segundo maior operador de centros outlet da Europa, prepara mais um Super Style Day.

 

Na última quinta-feira de maio, dia 26, o Vila do Conde The Style Outlets acolhe mais um dia de grandes promoções, com descontos especiais e promoções exclusivas em grandes marcas nacionais e internacionais. 

 

Uma oportunidade para comprar as últimas tendências da estação a preços reduzidos, uma vez que, cerca de 90% das lojas do outlet aderem a esta iniciativa que se tem traduzido num autêntico sucesso, levando cada vez mais clientes ao centro para aproveitarem as melhores oportunidades.

 

Com esta tendência, o Vila do Conde The Style Outlets posiciona-se como pioneiro na celebração da experiência do smart shopping.

 

Michael Kors, Carolina Herrera, Calvin Klein, Furla, Bimba & Lola, Lacoste, Polo Ralph Lauren, Tommy Hilfiger, Timberland, Tous, El Ganso, Nike, Asics, Villeroy & Boch ou Converse são algumas das mais de 130 marcas que pode encontrar no centro.

 

 

Concerto Fadoando em Constância - Ana Laíns convida Mafalda Arnauth e Maria Ana Bobone

572d964e-6857-446d-a8df-07331b602b2e.jpg

 

Este concerto acontece no âmbito das Pomonas Camonianas e das Comemorações do Dia de Portugal e das Comunidades portuguesas, sendo uma aposta da Câmara Municipal de Constância.

Ana Laíns convida Mafalda Arnauth e Maria Ana Bobone.

 

Conceito: A Fadoando é uma associação cultural sem fins lucrativos, que nasce da convicção da cantora Ana Laíns, sobre a necessidade de fundir o conceito de Cultura com Filantropia e Eu Colectivo. Todos os dias dezenas de cantores, músicos, e artistas de uma forma geral, são convidados a cantar graciosamente pelas mais diversas causas. Porém, e numa altura em que as necessidades de todos nós se confundem, não me parece justo que a comunidade artística portuguesa deva oferecer o que tem para vender, e que é, de resto a sua forma de sustento. Complementando esta ideia, existe também a certeza que cultivar pessoas, é principalmente, educá-las, sensibilizá-las e torná-las melhores seres humanos. A arte é o alimento da alma. Uma alma bem “alimentada” , é uma alma com maior capacidade para co-habitar, partilhar e respeitar o conceito de Eu Colectivo, ou cuidado com os outros! Partindo do ideal que a Cultura e a Filantropia devem caminhar de mãos dadas, e tornar-se sustentáveis de uma forma que não pese a Artistas, Instituições e Estado, propomos às autarquias, associações, comissões de festas e outras instituições, que têm responsabilidade com a programação cultural nos seus municípios, e têm a seu cargo a gestão dos dinheiros para viabilizar estes calendários culturais (Festas do Município, Feiras, programação dos seus espaços culturais), que se associem à Fadoando, programando em parceria, e de forma a assegurar que uma parte desses orçamentos, será disponibilizada para dar assistência, nas mais diversas frentes, na resolução parcial ou total das dificuldades de associações ou particulares do seu Município. A direcção dessa ajuda será sempre discutida entre o promotor e a Fadoando.

“A Monarquia Portuguesa e as Ordens Militares (I Dinastia)” - 14.º Curso sobre Ordens Militares | 28 e 29 de maio - Palmela

A Monarquia Portuguesa e as Ordens Militares (I Dinastia)”

Câmara de Palmela e Universidade de Lisboa promovem 14.º Curso sobre Ordens Militares

 

CARTAZ.jpg

 

Nos dias 28 e 29 de maio, o GEsOS – Gabinete de Estudos sobre a Ordem de Santiago da Câmara Municipal de Palmela e o Centro de História da Universidade de Lisboa promovem o 14.º Curso sobre Ordens Militares, a decorrer no Auditório da Biblioteca Municipal de Palmela.

Subordinado ao tema “A Monarquia Portuguesa e as Ordens Militares (I Dinastia)”, este curso divide-se num dia de trabalho teórico, com a apresentação da investigação mais recente, produzida por alguns dos maiores historiadores nacionais, e num dia prático, com visitas de estudo à Igreja de Vera Cruz de Marmelar, em Portel, e às ruínas da Igreja de Santiago, no Castelo, e ao Museu de Arte Sacra, em Moura.

Destaque, no programa, para a assinatura de um acordo de colaboração entre o Município e o Centro de História da Universidade de Lisboa e para a apresentação da obra “Comendas Urbanas das Ordens Militares”, das Edições Colibri, que resulta do 13.º curso, realizado em 2014.

As inscrições estão abertas até 27 de maio e têm o valor de dez euros para o público em geral, incluindo transporte para as visitas (inscrição gratuita para professores que lecionem no concelho e estudantes que estudem ou residam no concelho; cinco euros para estudantes e professores de fora do concelho, sócios do Grupo de Amigos do Concelho de Palmela e membros do GEsOS; desconto de 10% para portadores do Palmela Tourist Card e do Cartão Municipal Idade Maior).

 Inscrições e mais informações através do telefone 212336640 ou do email patrimonio.cultural@cm-palmela.pt

 

Programa:

 

Sábado, 28 de maio

 

09h30  Receção aos participantes e entrega de documentação

 

10h00 Sessão de Abertura e assinatura de Acordo de Colaboração entre o Município de Palmela e o Centro de História da Universidade de Lisboa

 

10h30  D. Afonso Henriques – José Mattoso (FCSH – Universidade Nova de Lisboa/IEM)

 

11h00  Pausa

 

11h30  O papel das Ordens Militares e a construção da legitimidade: D. Sancho I – Maria João Violante Branco (FSCH-Universidade Nova de Lisboa/IEM)

 

12h00  D. Afonso II e D. Sancho II: as Ordens Militares e a crise do império almôada – Hermenegildo Fernandes (FLUL/CH-Universidade de Lisboa)

 

12h30  Debate

 

13h00  Pausa para almoço

 

14h45  Um novo mundo para as Ordens Militares: D. Afonso III e o fim da guerra na fronteira – Leontina Ventura (FL-Universidade de Coimbra/CHSC)

 

15h15  A nacionalização Dionisina – Bernardo de Sá-Nogueira (FLUL/CH-Universidade de Lisboa)

 

15h45  D. Afonso IV e as Ordens Militares – Bernardo de Vasconcelos e Sousa (FSCH-Universidade Nova de Lisboa/IEM)

 

16h15  João, Mestre de Avis, um bastardo de D. Pedro I. Novos rumos para as Ordens Militares – Cristina Pimenta (CEPESE)

 

16h45  D. Fernando e as Ordens Militares no palco peninsular: entre a guerra e a incorporação – Hermínia Vilar (Universidade de Évora/CIDEHUS)

 

17h15  Debate

 

18h00  Apresentação da obra “Comendas Urbanas das Ordens Militares” - Edições Colibri.

 

Lanche e Moscatel de Honra

 

 

Domingo, 29 de maio

 

Visita de estudo a Portel (Igreja de Vera Cruz de Marmelar) e a Moura (ruínas da Igreja de Santiago, no Castelo, e Museu de Arte Sacra).

 

Partida às 9h00 de Palmela, junto ao Cine-teatro S. João.

Regresso Moura - Palmela com chegada entre as 19h00 e as 20h00.

Apoios: Paróquia de Vera Cruz de Marmelar e Câmara Municipal de Moura

 

 

 

Gala flamenco no Salão Preto e Prata do Casino Estoril a 7 de Junho

Rocio%20Molina%2040.jpg

 

Noite de Gala no Salão Preto e Prata

 

Rocio Molina e Rosario "La Tremendita"

trazem "Afectos" ao Casino Estoril

 

 

 

Em noite de Gala, Rocio Molina e Rosario "La Tremendita" protagonizam, a 7 de Junho, pelas 22 horas, um inédito espectáculo de flamenco no Casino Estoril. A prestigiada dupla espanhola estreia-se no espaço cénico do Salão Preto e Prata para apresentar "Afectos".

 

A obra de Rocio Molina e Rosario "La Tremendita" é uma reflexão na luta do ser e da capacidade de encontrar o simples, a naturalidade e a confiança através da existência. Um trabalho interessante, dinâmico e emotivo, onde o silêncio, a vibração, as texturas sonoras, a estética, o som, a voz, a dança e a cena percorrem um caminho de uma pesquisa profunda ao mais profundo de cada um.

 

Com um percurso de relevo internacional, Rocio Molina e Rosario "La Tremendita" prometem um genuíno espectáculo de flamenco no Salão Preto e Prata, revelando uma singular cumplicidade em palco. "Afectos" está construído sobre várias peças, todas com imagens e registos muito diferentes.

 

A obra expõe a sua própria investigação para chegar a conceitos como a imperfeição, que de alguma maneira pode chegar a ser perfeita. Desafiar as verdades e acreditar nas mentiras é o que ambas artistas defendem nesta proposta conjunta. Acreditam em algo que não é real, mas fazem com que afinal exista.

 

Rocio Molina

Coreógrafa, iconoclasta, Rocio Molina cunhou uma linguagem própria fomentada na tradição reinventada de um flamenco que respeita as suas essências e abraça o vanguardismo. Bailarina inquieta, Rocio Molina nasceu em Málaga em 1984. Logo aos 17 anos, licenciou-se no Real Conservatório de Dança de Madrid. Integrou Companhias internacionais, distinguindo-se em várias tournées internacionais. É, desde 2015, artista associada do Teatro Nacional de Chaillot, em Paris.

 

Rosário "La Tremendita"

Rosario Guerrero nasceu, em 1984, no bairro de Triana, em Sevilha, tendo iniciado o seu percurso no flamenco por tradição. Autora por vocação e artista por amor, tem o "jondo" nos seus genes e uma inquietude adquirida. Bisneta de Enriqueta La Pescaera, sobrinha neta da Gandinga de Triana e filha de José El Tremendo, Rosario apanhou o canto no ar e começou a soltá-lo, desde pequena, em festas e "penhas". Já nessa altura a sua meta era ser cantora e sobretudo cantora "de adelante".

 

 

 

 

Ficha Artistica:

Ideia e música original: Rocio Molina/ Rosario La Tremendita/ Paulo Martin

Coreografia e baile: Rocio Molina

Direcção musical e canto: Rosario La Tremendita

Iniciativa criada pelo Casino Estoril e organizada pela Associação Flamenco Atlântico no intuito de para trazer as melhores figuras do flamenco a Portugal.

 

Contactos para Reservas

Tel: 214 667 708

Email: reservas@artfeist.pt

Preços:Plateia - 30€ / Balcão Central - 30€ / 1º Balcão - 25€ a 35€ / 2º Balcão - 20€ / 3º Balcão - 20€ / 4º Balcão - 20€

 

O Salão Preto e Prata do Casino Estoril acolhe, no próximo dia 7 de Junho, a partir das 22 horas, o espectáculo "Afectos" que será protagonizado por Rocio Molina e Rosario "La Tremendita". Preço: 20€ a 35€.

M6

 

As BLX na 86ª. Feira do Livro de Lisboa

image001.jpg

 

A Feira do Livro de Lisboa constitui uma das manifestações mais significativas da vida cultural da cidade, com particular incidência na promoção do livro, da leitura e do diálogo entre autores e o público.

Em 2016, celebra-se a 86.ª edição, a ter lugar no Parque Eduardo VII, entre 26 de maio e 13 de junho de 2016. Organizada pela
APEL – Associação Portuguesa de Editores e Livreiros conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa em termos logísticos, assim como ao nível da programação cultural, destinada ao público escolar, famílias e público em geral.
E tantas outras histórias para acampar na Estufa Fria de Lisboa.

 

HORÁRIO
2ª. a 5ª. feira > 12H30 – 23H00
6ª. feira e vésperas feriado > 12H30 – 24H00
sábados > 11H00 – 24H00
domingos e feriados > 11H00 – 23H00

Faça o download do programa completo das BLX (ficheiro em PDF)

Palmela nos Jogos dos Futuro da Região de Setúbal 2016

Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016

Palmela organiza competições de Judo e Orientação

 

image005.jpg

 

Entre 3 e 5 de junho, realiza-se a 4.ª edição dos Jogos dos Futuro da Região de Setúbal 2016, numa organização conjunta dos nove municípios da Região de Setúbal (Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal), movimento associativo popular, escolas e associações distritais das modalidades aderentes. Prevê-se a participação de cerca de 2.500 jovens, com idades compreendidas entre os 12 e os 16 anos, que durante os três dias, irão competir em vinte e duas modalidades desportivas, disputadas nos vários municípios.

A Palmela cabe a organização das competições de duas modalidades: Judo e Orientação, ambas a 4 de junho. A prova de Orientação tem lugar na Quinta do Padre Nabeto (Aires, freguesia de Palmela), junto ao Clube Desportivo e Recreativo, entre as 9h30 e as 12h30, numa organização do Município com as Escolas Secundárias de Palmela e de Pinhal Novo. Uma prova aberta à participação da população realiza-se em paralelo. As competições de Judo (individual e por equipas) decorrem no Pavilhão Desportivo Municipal, em Pinhal Novo, entre as 14h00 e as 18h00, numa iniciativa do Município com a Associação Distrital de Judo de Setúbal. A par destes dois eventos, o concelho terá onze equipas a participar nas competições de Basquetebol (sub14 masculinos e femininos, sub16 masculinos e femininos), Beisebol, Boccia, Ginástica de Trampolins, Futebol de 7, Futebol de 11, Karaté e Natação, além de uma classe de Ginástica Rítmica, que atuará na cerimónia de abertura dos Jogos. Estão envolvidos, em representação do concelho de Palmela, cerca de 350 jovens e 70 adultos, oriundos de 14 associações/entidades do concelho.

Concurso Internacional de Fotografia: Emergentes dst | Aberto o período de candidatura | Prémio no valor de 7500 euros

Imagem_Emergentes%20dst.jpg

 

O Grande Prémio de Fotografia Emergentes dst, promovido pelo grupo dst e organizado pelos Encontros da Imagem, regressa com um prémio pecuniário de 7.500 euros, uma das mais importantes distinções desta área atribuídas em Portugal. Integrado nos “Encontros de Imagem – Festival Internacional de Fotografia”, o concurso visa premiar o melhor trabalho de fotografia contemporânea, assumindo-se como uma plataforma privilegiada para cada artista receber um feedback devidamente fundamentado sobre a sua obra, o que, eventualmente, lhe poderá abrir portas para outros projetos expositivos ou editoriais. O vencedor será anunciado a 24 de setembro, na gala de entrega do prémio a realizar-se no Theatro Circo, em Braga.

A expectativa de candidaturas para esta edição é uma das maiores dos últimos anos, uma vez que as edições anteriores têm revelado um crescendo de participações, oriundas dos mais variados cantos do mundo. O objetivo para este ano é o de conquistar mais de mil candidaturas ao Prémio Internacional de Fotografia Emergentes dst, consolidando de forma definitiva este prémio em Portugal e noutras geografias além-fronteiras.

O conjunto das fotografias dos vinte finalistas selecionados pelos críticos estará exposto durante a cerimónia de anúncio do vencedor do prémio “Emergentes dst” e ficará patente, no Salão Nobre do Theatro Circo, até ao fim do Festival Internacional da Fotografia, que termina a 5 de novembro.

Para José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do grupo dst, esta edição do Prémio de Fotografia Emergentes dst “promete ser a maior de sempre, reforçando o lugar central que esta distinção ocupa em Portugal na promoção da fotografia enquanto forma de manifestação artística”, frisando ainda que “esta é uma oportunidade única para refletirmos o mundo através da lente de diferentes fotógrafos, nacionais e internacionais, estabelecendo a cultura como veículo privilegiado para uma visão diferente de tudo aquilo que nos rodeia”.

 

Regulamento Emergentes dst

A primeira fase do «Emergentes dst» é de pré-seleção, com os candidatos a necessitarem apenas de submeter online um projeto fotográfico que não exceda as 20 imagens (preto e branco ou cor) em formato digital. O portfólio deverá ser original e recente e enviado até ao dia 24 de julho de 2016. O custo de pré-inscrição é de 30 euros e deverá ser efetuado por transferência bancária à ordem dos Encontros da Imagem. Um comité de pré-seleção especializado elegerá 70 autores que serão convidados a submeter os seus portfólios à posterior análise de especialistas e críticos de fotografia e artes visuais. Nesta fase serão valorizados critérios como interesse, originalidade e coerência dos projetos, bem como a qualidade conceptual das obras. Os finalistas serão informados dos resultados até ao dia 1 de agosto. Numa segunda fase, os candidatos selecionados devem escolher oito especialistas para a leitura do seu portfólio, até ao dia 15 de agosto, leitura essa que terá lugar no decorrer do Festival Encontros da Imagem, nos dias 21 e 22 de setembro.

 

As inscrições ao prémio podem ser efetuadas em http://encontrosdaimagem.com/pt/2016/award/

 

 

ENCONTROS DA IMAGEM

Com 27 anos de existência, os Encontros da Imagem apresentam em 2016 a XXVI edição do Festival, que irá decorrer de 20 de setembro até 5 de novembro, contando ainda com uma semana de abertura de 20 a 25 de setembro. Nesta edição, é gerado um campo de criação dinâmica e social em que fotógrafos, artistas, curadores e estudiosos são convidados a explorar o tema da Felicidade, Memória e Revelações. O Festival, com origem em Braga, apresenta um conjunto de atividades que promovem a fotografia contemporânea, quer através de um núcleo expositivo, quer através de ações como workshops, masterclasses, projeções e livros de fotografia.