Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Festa pontiaq - Esta sexta-feira, dia 2 de Dezembro, sexta-feira - TimeOut Market no Mercado da Ribeira

c8ffe923-c0e3-4f00-9b84-c561e0e91c2d.jpg

 


 

Uma editora, uma festa, um mercado,e 7 bandas! Dia 2 de Dezembro, a família pontiaq junta-se para uma grande comemoração no TimeOut Market. As portas abrem às 19h00 e está prometida muita música, copos e amor até às 04h00. Por isso é indispensável calçado confortável, uma sesta durante a tarde e muita energia para aproveitar uma das melhores noites do ano.  

Por ordem alfabética, porque são todos incríveis, preparem-se para concertos de: 
 

Basset Hounds | Ditch Days Juba | Marvel Lima | Pista | Savanna | Treehouses 2090 

Art In Town já deixou marca no Barreiro | Da arte de Odeith nasceu Augusto Cabrita

Da arte de Odeith nasceu a imagem de Augusto Cabrita. O célebre cineasta/fotógrafo barreirense, que tem, entre os seus muitos reconhecidos trabalhos, a direção de fotografia do filme Belarmino, encontra-se, agora, eternizado num edifício municipal, no Largo Alexandre Herculano, vulgo “Largo das Obras”, onde estão instalados os serviços de Planeamento. Uma pintura de grande formato de Augusto Cabrita é a primeira de várias imagens a surgir em forma de arte pública, numa primeira fase, exclusivamente nas zonas mais antigas do Barreiro.

 

Sérgio Odeith “é um dos percursores do graffiti” que, depois, “evoluiu para a arte pública”, contextualizou, Ricardo Manso “Tota”, curador de Art In Town - desafio lançado pelo Município à ADAO - Associação de Desenvolvimento de Artes e Ofícios.

 

Amália Rodrigues, Zeca Afonso, Carlos Paredes e Nicolau Breyner

 

Odeith, que já esteve no Barreiro em três ocasiões, “representa muitas personagens” da cultura portuguesa, entre as quais, nomeadamente, Amália Rodrigues, Zeca Afonso, Carlos Paredes e Nicolau Breyner. O artista tem trabalhos seus em Portugal e no estrangeiro.

 

O projeto enfatiza a “relação com a memória da cidade”, explica “Tota”. Vários serão os artistas de renome internacional que deixarão o seu marco em vários edifícios do Concelho, estando, já, agendadas, para este ano, as intervenções: do próprio e do artista Gonçalo MAR. 

 

Naturalmente que estas intervenções, no exterior, poderão ser afetadas (alteradas) devido às condições climatéricas.

 

Para além da pintura de murais, terão lugar diferentes encontros com os artistas convidados na ADAO, onde se realizarão pinturas coletivas permitindo a interação entre os artistas e conversas sobre a importância da arte pública na cidade.

O primeiro "meeting at ADAO" está marcado para dia 3 de dezembro entre as 10h00 e as 18h00 com o Odeith. A participação é gratuita, basta a cada participante trazer algumas latas de spray e boa disposição. 

 

Desafio do Município à ADAO

 

A Câmara Municipal do Barreiro (CMB) lançou o desafio à ADAO para que, em conjunto, desenhassem um projeto que enaltecesse a arte pública na cidade e se manifestasse de forma a envolver a comunidade local, artistas locais e nacionais, com forte incidência nas zonas antigas da cidade. Assim nasceu o Art In Town.

 

O Art In Town tem como “pano de fundo” o património imaterial que se reflete nas pessoas e na História do Barreiro, permitindo, assim, dar a conhecer a memória coletiva através da arte acessível a todos, numa cidade onde abundam, cada vez mais, os fenómenos criativos e culturais.

 

Em paralelo com intervenções de requalificação do espaço público

 

Barreiro Art In Town-49.jpg

 

A obras nascerão em paralelo com as intervenções, em curso, de requalificação do espaço público. No caso do Largo Alexandre Herculano, em paralelo com as que, agora, decorrem na Urbanização das Cordoarias, com a execução do arruamento de ligação da Praça da Amizade ao Largo das Obras, criação de novas bolsas de estacionamento e áreas pedonais, e arranjo paisagístico/introdução de novos espaços verdes.

Além da vertente artística, procurar-se-á que o Art in Town seja o catalisador para o desenvolvimento socioeconómico da cidade, associando-se ao potencial fator turístico e cultural da cidade.

As influências que estas práticas exercem sobre a cidade podem ser, também, catalisadoras de diálogo e de experiências, empenhadas na reconstrução do tecido social.

Para além destes objetivos, procurar-se-á, também, através da conceção de obras de arte, que, mesmo efémeras, tornar possível a reconstrução de novas infraestruturas e habitação, através da valorização do local.

 

+INFO sobre Art In Town: http://www.artintown.pt/

+INFO sobre Augusto Cabrita: http://www.cm-barreiro.pt/pages/1215

 

 

CMB

No Museu Berardo em Dezembro

 

 

620px_e583daeef9a641734407.jpg

 

Vista da exposição Coleção Berardo (1900-1960), com obras de Phillip King, Allan D'Arcangelo e Bob Stanley.

Em dezembro, destaque para as Férias de Natal no Museu Coleção Berardo, que incluem atividades especialmente preparadas para crianças dos quatro aos treze anos. As inscrições continuam abertas. Não perca também o último mês da exposição A Conversa Inacabada: Codificação / Descodificação, que encerra já no dia 31. Devido à quadra natalícia, no dia 24 de dezembro o museu estará aberto somente até às 14h30. No dia 25 de dezembro, o museu estará encerrado.

 

Exposições temporárias

300px_e57c6b2506cf424811148.jpg

 

Exposição A Conversa Inacabada: Codificação / Descodificação. John Akomfrah, The Unfinished Conversation, 2012 (video still). Vista da instalação: The Power Plant, 2015, em parceria com Autograph ABP. Cortesia de: John Akomfrah; Smoking Dogs Films; Lisson Gallery. Fotografia: Toni Hafkenscheid.

Descodificação
Até 31 de dezembro | Entrada gratuita

Tomando o ensaio de Stuart Hall, Encoding and Decoding in the Television Discourse, como ponto de partida, os visitantes são convidados a refletir sobre a construção do sentido, sobre a sua sistemática distorção pela audiência que o recebe e como aquele pode ser separado e esvaziado do seu intuito original para produzir narrativas particulares ou oblíquas. Ao apresentar obras de artistas que trabalham com o tempo, a memória e os arquivos, de modo a construir novas leituras do passado, a exposição enfatiza a ideia de que o "visual" é um processo de assimilação em permanente trabalho na construção de identidades culturais, politicas, pessoais e nacionais.

Curadoria de Gaëtane Verna (Diretora, The Power Plant Contemporary Art Gallery), e de Mark Sealy (Diretor, Autograph ABP).

 

 

 

300px_e57fb66dd408004591101.jpg

For Mozambique (model n°1 screen-kiosk-tribune celebrating a post independence utopia), 2008, de Ângela Ferreira. Fotografia: Luís Colaço.

 

Visualidade & Visão – Arte Portuguesa na Coleção Berardo II
Até 12 de março | Entrada gratuita


Exposição que procura definir alguns dos fios condutores entre o entendimento da visualidade e uma perspetiva sobre o mundo. As práticas artísticas têm suscitado variadas interrogações sobre estas relações. Desde um processo de racionalização normativa ao de uma subtração material pelo digital, o espaço de uma visão crítica parece estreitar-se. Estas obras põem em questão os limites supostos pelos regimes da visualidade referidos e procuram dar lugar ao acontecer de uma outra visão da imagem e do mundo.
 
Com: Ângela Ferreira, Helena Almeida, Joaquim Bravo, José Barrias, José Luís Neto, Miguel Palma, Pedro Barateiro, Pedro Cabrita Reis, Rui Chafes. Curadoria de Pedro Lapa.

 

300px_e57fba0973001d630319.jpg

 Fernando Lemos, Azevedo / Pilar / Vespeira / Mirar para serem vistos, 1949. Prova cromogénea / chromogenic print, 60 x 50 cm.

Fernando Lemos: Para um retrato coletivo em Portugal, no fim dos anos 40
Até 2 de abril | Entrada gratuita

Entre 1949 e 1952, Fernando Lemos desenvolveu um impressionante trabalho fotográfico, que assumiu múltiplas direções. Esta exposição reúne o vasto conjunto de retratos, que realizou no seu atelier, de muitos protagonistas do mundo intelectual, nos meados do século XX, em Portugal. Pela sua extensão, poder-se-á dizer que inventaria parte significativa de uma geração, encerrada num país isolado e alheio ao mundo que despontava depois da devastação do conflito mundial.

Curadoria de Pedro Lapa.

 

Coleção Berardo (1900-1960)

 

Coleção Berardo (1960-1990)

 

As exposições permanentes da Coleção Berardo apresentam um vasto conjunto de obras representativas dos maiores artistas e movimentos que definiram a história da arte ocidental do século XX.

300px_0482_DLR.jpg

Vista da exposição Coleção Berardo (1960-1990). Obras de Anish Kapoor, Mario Merz e Alighiero e Boetti. Fotografia: David Rato.

 

Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Atrás de uma cortina... um museu para todos
 
Atividade para escolas e instituições com grupos com necessidades educativas especiais: 2 dezembro  | 10h00, 11h30, 14h00 e 15h30
 
Atividade para famílias com crianças e jovens com necessidades educativas especiais: 4 dezembro | 10h00-12h30 |  Inscrição prévia | 2€ por participante

300px_e583db2dbd754d746451.jpg

 Vista da exposição Coleção Berardo (1900-1960). Fotografia: Alexandra Sumares, 2014

 

Outras atividades em dezembro

Adultos

Visita orientada à exposição "A Conversa Inacabada: Codificação / Descodificação"

11 dezembro | 16h00 | Entrada gratuita, sem inscrição prévia

299px_e57c6c6e671b78542138.jpg

 

Zineb Sedira, Gardiennes d'images, 2010. Projeção dupla 19 min. e projeção mono-canal 30 min. Vista da instalação no Palais de Tokyo. Fotografia: André Morin.

 

 

Para todos os públicos
 
Espelhos viajantes

Atividade contínua | Domingos | 15h30-17h30 | Entrada gratuita, sem inscrição prévia

300px_e583d747e730b05611246.jpg

 Atividade "Espelhos viajantes", 2016. Fotografia: Marília Pascoal.

 

 

 
 

 

 

 

 

SENZA no Comboio de Bambu

f5f55b46-ed4f-4b38-b232-f03d90afc220.jpg

 

O novo single: "Comboio de Bambu" 

 

Depois do lançamento, no primeiro trimestre deste ano, do seu disco de estreia intitulado "Praia da Independência", os SENZA lançam agora o segundo single, com um arranjo inédito: "Comboio de Bambu".
A versão que consta no disco foi gravada com os diminutos recursos disponíveis durante uma viagem de 3 meses da dupla de músicos Catarina Duarte e Nuno Caldeira ao sudeste asiático. De forma simbólica, foi assim mesmo incluída no disco: simples, esboçada, e de certa forma, autêntica.
Com um novo arranjo a que se juntaram os músicos
Quiné Teles (bateria e percussão) e Pedro Almeida (piano), o tema "Comboio de Bambu" volta a ver a luz do dia... ou antes, é finalmente contemplado com a luz da minúcia dada aos restantes temas do disco.
Inspirada num comboio improvisado existente no norte do Cambodja, a canção conta uma experiência vivida com uma fusão de estéticas sonoras, atmosferas e paisagens musicais bem ao jeito do que é possível encontrar no disco. Mais um exemplo a relembrar-nos que a fusão-lusófona dos SENZA se encontra bem, de saúde, e que se recomenda.

 

 

 

Alinhamento do álbum ( letras e músicas: Catarina Duarte e Nuno Caldeira)

 

01 | Praia da Independência
02 | Em Viagem
03 | Guesthouse
04 | Menino da Pedra Preciosa
05 | Dólar Americano
06 | Khao San
07 | Coração Gigante
08 | Palco
09 | Poeteira
10 | Comboio de Bambu ( gravado no Cambodja)
11 | Raiz
 
FICHA TÉCNICA “Praia da Independência”
Este álbum contém captações áudio realizadas em Sihanoukville, Siem Reap
(Cambodja); Bangkok, Hua Hin (Tailandia), em Shanghai (China) e no estúdio de
pré-produção de SENZA (Aveiro, Portugal).
Co-produção: Catarina Duarte e Nuno Caldeira
Mistura: Nuno Caldeira
Masterizado por Daniel Lopes @ Soundsculp Dublin

“HERE, I’M FINE”, O NOVO EP DOS BEAR ME AGAIN

image001.jpg

 

Longe vão os dias em que o nome Bear Me Again causava estranheza entre os fãs de indie rock. Actualmente basta pronunciar o nome do quarteto de Belo Horizonte para provocar sorrisos e um menear de cabeça, conquistando fãs e seguidores logo às primeiras audições.

Depois do primeiro álbum homónimo os ter catapultado para o estrelato, e do single “Here, I’m Fine” ter confirmado todo o talento demonstrado anteriormente, chegou finalmente a altura de concretizarem o seu segundo lançamento europeu! Sob o título “Here, I’m Fine”, estes são três poderosos temas de indie rock que fascinaram a critica especializada e que chegam ao mercado através do reputado selo da Music For All.

 

 

WINDPASSENGER® JÁ CHEGOU À FNAC

 
 
 

Gift Cards com voos de balão para o Natal

 

primage_17866.png.jpg

 

 
 
 
 
    
 
 
 
WINDPASSENGER® JÁ CHEGOU À FNAC
Gift Cards com voos de balão para o Natal

A Windpassenger, empresa líder nacional em voos de balão de ar quente, lançou um produto exclusivo nas lojas FNAC em Portugal. Três Gift Cards (Discovery, Portugal e Dream & Fly Away) com experiências de voo únicas a partir de 99€ para oferecer neste Natal.

Os Packs variam consoante o destino, duração do voo e vantagens incluídas. O Gift Card Discovery, versão low cost, oferece um voo de 50 minutos sobre as serenas planícies de Coruche e Ribatejo. Já o Gift Card Portugal, leva-o a descobrir algumas das mais bonitas paisagens de norte a sul do país em destinos selecionados como Lisboa Vale do tejo, Alcochete, Montemor-o-Velho, Aveiro, Alqueva, Évora, Castro Verde, Algarve, entre outros, num voo com duração até 1H30 por 159,90€. Já o Gift Card Dream & Fly Away, oferece a experiência mais completa e vantajosa, que inclui um voo para duas pessoas e alojamento com pequeno-almoço em Coruche ao preço promocional de 299,90€.

 

Fácil, acessível e certamente inesquecível, o Gift Card da Windpassenger é o presente certo para impressionar quem mais gosta neste Natal. Uma experiência que fica para a vida.

CONHEÇA AS MARCAS ESCOLHIDAS PELOS PORTUGUESES

EC_Logotipo.jpg

 

O que valorizam os portugueses? Quais são as marcas que mais satisfazem os nossos consumidores? São questões às quais o selo “Escolha do Consumidor” responde, ano após ano. Na 5ª edição deste que é o maior projeto de avaliação de marcas em Portugal, foram reveladas as 138 marcas identificadas pelos portugueses como a “Escolha do Consumidor 2017”.

 

Nesta edição, a ConsumerChoice – Centro de Avaliação da Satisfação do Consumidor, envolveu 318.487 consumidores no processo de escolha, colocando 866 marcas à sua avaliação com o objetivo de identificar as que atingem os resultados mais elevados, ou seja, as marcas que melhor completam os requisitos e atributos definidos e valorizados pelos consumidores.

 

Foram 138 as marcas vencedoras; 125 marcas eleitas “Escolha do Consumidor 2017”; 8 marcas eleitas “Escolha dos Profissionais”, um selo orientado para produtos e serviços profissionais B2B (business-to-business) onde a avaliação é feita por profissionais com afinidade aos segmentos em causa; e 5 marcas eleitas a “Escolha Sénior”, o selo dirigido ao target sénior.

HUMOR, AVENTURA E NOSTALGIA NA FOX COM MACGYVER

image005.jpg

 

 

ESTREIA de ‘MACGYVER’, terça-feira, dia 06 de dezembro, às 22h15, na FOX (episódio duplo)

 

O mais famoso engenhocas dos anos 80 está de volta… mas mais moderno e seguindo os avanços tecnológicos da nossa época.

 

‘MacGyver’ é o reboot da clássica série homónima que conquistou uma vasta legião de fãs nos anos 80 e 90 e que tem alcançado grandes audiências nos Estados Unidos. O jovem Lucas Till (‘X-Men’ e ‘Walk the Line’) é o protagonista desta série no papel do engenhocas Angus MacGyver que consegue escapar ileso às mais perigosas situação com a ajuda do seu fantástico canivete suíço.

 

Esta é já considerada uma das melhores estreias do ano nos EUA. A estreia foi vista por mais de 14 milhões de espectadores, o melhor dado para uma série estreada à sexta-feira (dia de emissão nos EUA) desde 2014.

 

O protagonista deste reboot, Angus MacGyver encontra-se na casa dos 20 e cria uma organização clandestina dentro do governo americano onde usa o seu extraordinário talento para resolver problemas pouco convencionais e o seu grande conhecimento científico para salvar vidas. A acompanhá-lo nas missões de alto risco está a sua equipa que é composta pelo antigo agente da CIA Jack Dalton (George Eads), Patricia Thornton (Sandrine Holt), uma ex-agente de campo que se transforma na diretora de operações e Riley Davis (Tristin Mays), uma imprevisível hacker.

 

Em casa, MacGyver é entretido pelo seu ambicioso colega de casa, Will Bozer (Justin Hires). Sob a égide do Departamento dos Serviços Externos, MacGyver tem a responsabilidade de salvar o mundo através dos seus fantásticos engenhos e com pouco mais do que uma pastilha elástica e um clip.  

 

Uma antestreia NOS

A NOS associou-se à estreia de MacGyver e vai promover a antestreia desta série, no dia 05 de dezembro às 21h00 nos cinemas NOS no Centro Colombo em Lisboa e no NorteShopping. Esta antestreia é exclusiva para clientes da operadora que deverão habilitar-se a ganhar convites duplos no site NOS.pt, de 23 de novembro a 02 de dezembro. Os vencedores para além de poderem ver em primeira mão o episódio da série, vão poder disfrutar de surpresas inusitadas bem ao estilo de MacGyver.

NATAL DAS CRIANÇAS

image001.jpg

 

A cidade das Caldas da Rainha está pronta para tornar o Natal dos mais pequenos ainda mais mágico e divertido. De 19 de Novembro a 6 de Janeiro contar histórias e viver sonhos, está apenas à distância de uma visita ao Centro-Oeste de Portugal.

 A Casa do Pai Natal será um dos palcos centrais da cidade. O barrigudo de barbas brancas estará sempre acompanhado dos duendes e das renas, convidando todas as crianças a participarem nas mais diversas atividades: pinturas faciais, balões, música, dança e contos infantis.

Este ano, toda a família poderá também andar no Comboio Mágico de Natal, que irá percorrer e animar diversas ruas na cidade através de um trajeto que levará a descobrir as ruas históricas e os monumentos emblemáticos.

Acontece ainda a 2ª edição do Festival de Street Food, considerado um dos melhores do país em 2015, com comida do mundo, degustações, showcookings e tudo o que os pais precisam para resistir a um dia cheio de energia dos mais novos.

A este brilho e cores dos milhares de luzes led das Iluminações de Natal que transformam a cidade num verdadeiro cenário natalício de sonho, não poderia faltar a magia da grande Árvore de Natal, a maior do país, com cerca de 40 metros de altura e 20 metros de diâmetro, instalada na Praça 25 de Abril. Serão mais de 5km iluminados, contemplando 45 artérias.