Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Ensemble Darcos no CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

4 de junho | 21:00 | Grande Auditório

Celebrar o futuro. O passado tem 10 anos
Encontro entre autores portugueses: Nuno Côrte-Real (compositor), Maria João (cantora), José Luis Peixoto ( escritor). Um concerto onde se festeja a música com um ciclo de canções originais para voz e ensemble.
Comprar

A Atriz e o Medo São José Lapa no CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 7 a 9 de junho | 21:00 | Pequeno Auditório

São José Lapa volta a mergulhar no universo de realismo fantástico da dramaturga Griselda Gambaro, encenando as peças A Actriz (peça curta em que a atriz – Inês Lapa Lopes – nos expõe às muitas dificuldades por que tantos cidadãos de Portugal passaram) e O Medo (que nos transporta para as memórias da mais sangrenta ditadura da história da América do Sul).

"Vila Sassetti regista mais de 20.000 passagens pedestres por mês"

 

 

 

Villa_Sassetti_aerea_creditos_PSML-Wilson_Pereira.

 

 

O percurso pedestre gratuito da Vila Sassetti, propriedade adquirida e recuperada pela Parques de Sintra, tem registado um elevado interesse por parte dos visitantes da Serra de Sintra, contabilizando uma média de mais de 20.000 passagens por mês.

Este percurso é utilizado não só por quem passeia na Serra de Sintra, mas também pelos que pretendem aceder ao Parque e Palácio da Pena e ao Castelo dos Mouros, a partir do centro de Sintra, a pé, sem convívio com os automóveis, e com passagem por uma cafetaria e pontos com amplas vistas sobre a Serra.

Entre setembro de 2016 (quando a Parques de Sintra deu início à contagem permanente das passagens pelo local) até maio de 2017, foram registadas cerca de 200.000 passagens, com uma média mensal superior a 20.000.

Estes valores atingiram máximos diários durante o fim de semana da Páscoa e o 1º de maio deste ano, altura em que chegaram a registar-se perto de 3.000 passagens por dia.

 

Confirma-se desta forma o interesse crescente dos visitantes de Sintra em percorrer a Serra a pé e aceder aos parques e monumentos através de percursos pedestres, distantes dos automóveis. Conseguem desta forma desfrutar melhor do passeio, convivendo com a natureza que caracteriza o local e descobrindo as vistas sobre a paisagem.

O percurso pedestre da Vila Sassetti permite o acesso ao Palácio Nacional da Pena e ao Castelo dos Mouros, desde o Centro Histórico de Sintra. A sua abertura faz parte de um projeto global de recuperação, da Parques de Sintra, que incluiu a intervenção no exterior do edifício principal da Vila Sassetti (desenhado pelo arquiteto Luigi Manini), a adaptação dos edifícios anexos a instalações sanitárias, a adaptação da Casa do Caseiro a cafetaria, e a recuperação dos jardins, designadamente de caminhos, muros, infraestruturas, sistema de águas, portões e gradeamentos, bem como a valorização da vegetação existente e novas plantações, e ainda nova sinalética de orientação.

 

A Vila Sassetti está integrada na Paisagem Cultural de Sintra, classificada como Património da Humanidade pela UNESCO. Desenvolve-se na vertente norte da Serra numa faixa de terreno estreito, com uma área de aproximadamente 12.000m2, dos quais cerca de 200m2 correspondem ao conjunto edificado composto pelo edifício principal, a Casa do Caseiro e os edifícios anexos. O jardim, concebido por Luigi Manini, procura obedecer a uma estética naturalista, sendo estruturado por um caminho sinuoso que é atravessado por uma linha de água artificial. O jardim expressa a relação de harmonia entre a arquitetura e a paisagem, que assim parecem fundir-se naturalmente.

 

Victor Carlos Sassetti (1851-1915), proprietário do Hotel Braganza, em Lisboa, e do Hotel Victor, em Sintra, foi o proprietário original dos terrenos onde se localiza atualmente a Vila Sassetti. O projeto foi encomendado ao amigo, arquiteto e cenógrafo Luigi Manini (1848-1936), sendo o edifício principal casa de recreio revivalista concebida para habitação estival, construída entre 1890 e 1894. Após a morte do proprietário, a vila esteve arrendada a Calouste Gulbenkian, entre 1920 e 1955, que a ocupou esporadicamente até ao ano da sua morte. Entre 1955 e 1958, a então proprietária construiu a Casa do Caseiro, aumentou o edifício principal, acrescentando o atual corpo nascente e as instalações sanitárias. Em 1984 a nova proprietária desenvolveu algumas obras de requalificação da vila e do jardim.

 

Em 2011 a Parques de Sintra comprou a Vila Sassetti e a propriedade adjacente, com o intuito de preservar o seu valor patrimonial e disponibilizar um novo percurso pedestre desde o Centro Histórico até ao Palácio Nacional da Pena/Castelo dos Mouros, em alternativa à rampa da Pena (na qual circulam os automóveis).

 

O percurso encontra-se aberto diariamente, de forma gratuita, entre as 10h00 e as 18h00 durante a época alta, e entre as 9h00 e as 17h00 na época baixa.

 

Sobre a Parques de Sintra - Monte da Lua

A Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A. (PSML) é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade. Não recorre ao Orçamento do Estado, pelo que a recuperação e manutenção do património que gere são asseguradas pelas receitas de bilheteiras, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos.

Em 2016, as áreas sob gestão da PSML (Parque e Palácio Nacional da Pena, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, Chalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre) receberam 2.625.011 visitas, cerca de 83% das quais por parte de estrangeiros. Recebeu, em 2013, 2014, 2015 e 2016, o World Travel Award para Melhor Empresa em Conservação.

São acionistas da PSML a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.

 

Mais informação: www.parquesdesintra.pt / www.facebook.com/parquesdesintra / www.instagram.com/parquesdesintra

 

Sé de Braga recebe CAUM e coro escocês de Edimburgo em Junho

image001.jpg

 

Edinburgh University Renaissance Singers liderado pelo maestro Noel O’Regan.

 

A Sé de Braga recebe, a 5 de Junho, o Coro Académico da Universidade do Minho e os Edinburgh University Renaissance Singers para um concerto de canto coral que se inicia às 21,30 horas. Organizado em parceria com o coro escocês com o objectivo de fomentar os laços além-fronteiras, o concerto proporcionará uma viagem por obras litúrgicas da Europa Ocidental. Esta celebração do canto coral a capella terá entrada livre e gratuita.

Com cerca de 30 cantores dedicados ao canto coral, os Edinburgh University Renaissance Singers entoam temas geralmente de música sacra e de música dos séculos XV a XVII. Os seus membros incluem funcionários e alunos universitários, assim como outras pessoas de Edimburgo. O coro canta em concertos em Edimburgo e na Escócia durante todo o ano lectivo, dando a conhecer ao público do seu país grandes obras como as Vésperas de Monteverdi, de 1610.

Celebrando, em Março, 50 anos de existência, os Edinburgh University Renaissance Singers não actuam apenas na Escócia, tendo já apresentado o seu trabalho em tournée pela Europa, o que incluiu a passagem pela Croácia, Portugal, Espanha, Itália, França, Alemanha, Hungria, Áustria, República Checa, Irlanda, Chipre e Arménia, para além das ilhas britânicas.

O coro escocês é dirigido por Noel O’ Regan, regente de Música na Universidade de Edimburgo que se reformará no final do presente ano lectivo. O maestro é uma autoridade munidal na área da música sacra dos finais do século XVI e inícios do século XVII. Em 1995, foi presenteado com o prestigiado prémio Palestrina em reconhecimento do seu trabalho de investigação sobre o compositor italiano Giovanni Pierluigi da Palestrina e sobre a sua obra. Com os Edinburgh University Renaissance Singers, o maestro Noel O’Regan pôs em prática a sua investigação ao dirigir regularmente e em estreia composições modernas de larga escala extraídas de diversos institutos, como a Biblioteca do Vaticano, de Roma.

Na Sé de Braga, o coro de Edimburgo entoará, entre outros temas de compositores portugueses, a obra ‘Commissa Mea Pavesco’, de Filipe de Magalhães (1571-1652), compositor de música polifónica sacra.

NOVO SERVIÇO "DISNEY ON DEMAND" O MUNDO DISNEY EM EXCLUSIVO NO MEO

image004.png

 

A Disney e o MEO lançam hoje, 1 de junho e Dia da Criança, um novo serviço exclusivo com o nome DISNEY ON DEMAND, onde será possível desfrutar do vasto e incrível mundo Disney.

 

Este será o primeiro serviço DISNEY ON DEMAND em Portugal e inclui mais de 60 filmes Disney e Pixar com novidades todas as semanas desde clássicos como “Toy Story 2 – Em Busca de Woody” ou “Carros” até êxitos mais recentes, entre os quais “Zootrópolis” e “O Livro da Selva” ou “À Procura de Dory” que estará disponível brevemente.

 

Outra novidade deste serviço é o facto de proporcionar aos seus clientes a antestreia exclusiva de alguns dos conteúdos de maior sucesso dos canais Disney Channel, Disney Junior e Disney XD. A partir de agora, episódios de séries como “Soy Luna”, “Entrelaçados. A Série”, “Mickey e os Superpilotos” ou “Lab Rats” poderão ser vistos em primeira mão no DISNEY ON DEMAND no MEO.

 

Para além dos episódios em antestreia, quem subscrever o serviço terá também acesso a mais de 200 episódios de séries Disney como “A Guarda do Leão”, “A Casa do Mickey Mouse”, os primeiros 80 episódios de “Soy Luna” e ainda o melhor dos super-heróis da Marvel, como “Ultimate Spider-Man” e “Guardiões da Galáxia”, entre outros.

 

Agora é possível entrar diretamente no mundo mágico da Disney com o DISNEY ON DEMAND, em exclusivo no MEO, e à distância de um botão. Disponível para clientes MEO ADSL e MEO Fibra (com MEOBox), este serviço pode ser subscrito premindo o Botão Vermelho no canal 48 ou nos canais Disney Channel e Disney Junior. O DISNEY ON DEMAND é um serviço de subscrição mensal, com um preço de 5,50 euros/mês.

 

O Dia da Criança celebra-se da melhor forma e na melhor companhia de sempre, com muitas novidades Disney, em exclusivo no MEO, para ver primeiro, quando e onde quiser.

 

Festival Beja na Rua inaugura com obra de Vhils

primage_19617.png.jpg

 

Alexandre Farto, mais conhecido por Vhils, trabalha em arte urbana um pouco por todo o mundo. Nesta segunda edição do Festival Beja na Rua, o grafitter deixará obra sua em Beja - até ao momento a única no Baixo Alentejo.

Alexandre Farto aka Vhils (n. 1987), começou a interagir com o espaço urbano através da prática do graffiti no início da década de 2000 e, desde aí, tem sido aclamado como um dos mais inovadores artistas da sua geração. Os seus retratos poéticos e comoventes esculpidos em paredes podem ser vistos a adornar paisagens urbanas em mais de 30 países pelo mundo fora.

Conhecido pela sua técnica de escultura inovadora, considerada uma das abordagens mais originais da arte urbana dos últimos tempos, Vhils é um ávido experimentalista e tem vindo a desenvolver o seu conceito artístico numa pluralidade de meios, do stencil às explosões pirotécnicas, passando pela modelagem 3D, instalações ou mesmo os videoclipes.

A Vhils juntar-se-ão, entre outros, os já anunciados Bordalo II e Add Fuel, igualmente reconhecidos nacional e internacionalmente pela excelência dos seus trabalhos na área da arte urbana.

Sobre o Beja na Rua

De 16 de junho a 15 de julho, Beja volta a mostrar Alma Criativa. Está de regresso o Beja na Rua, Festival de arte pública que celebra as artes na rua. Promovido pela Zarcos – Associação de Músicos de Beja, em parceria com associações e entidades do concelho, a iniciativa é uma aposta de Beja na afirmação das indústrias criativas, que fazem desta cidade uma montra para criadores locais e convidados, onde a cultura local se funde com o que de melhor se faz ao nível nacional e internacional.

São Gonçalo em festa entre 25 de maio e 1 de junho | Freguesia de Quinta do Anjo, Palmela

festas s. gonçalo.jpg

 

A Associação de Festas de São Gonçalo promove as tradicionais Festas em Honra de São Gonçalo entre os dias 25 de maio e 1 de junho, com o apoio do Município de Palmela e da Junta de Freguesia de Quinta do Anjo.

A festividade decorre em São Gonçalo, Cabanas, na freguesia de Quinta do Anjo, e apresenta um programa cultural diversificado, que conjuga o desporto e a participação de vários artistas musicais com a componente religiosa, de homenagem ao padroeiro.

O Município atribuiu um apoio financeiro de mil euros, acrescido da cedência de ocupação de espaço público (importante apoio à atividade, que permite o aluguer de terrados e consequente arrecadação de receita) e de apoios logísticos no valor estimado de 6.500 euros, incluindo infraestruturação elétrica.

 

Programa:

 

25 de maio

20h00  Inauguração da Festa com as Entidades Oficiais e Religiosas

21h00  Grupo Coral “Ausentes do Alentejo”

21h30  Grupo Coral “Moda do Alentejo”

22h00  Grupo Coral “Feixe Luminoso”

22h30  Grupo Coral “As Ceifeiras”

 

26 de maio

22h30  Espetáculo musical com a banda Big Show

 

27 de maio

15h00  Cavalhadas à Antiga Portuguesa

17h00  ELITE4U Battle Power Zumba vs. Combat (aula aberta)

22h00  Tributo aos anos 80: banda Oitentamente

 

28 de maio

15h00  Procissão em Honra de S. Gonçalo

17h00  Missa na Capelinha de S. Gonçalo

18h30  Leilão

22h00  Espetáculo musical com Mónica Sintra

 

29 de maio

17h30  Largada de Touros

22h00  Espetáculo musical com Micaela

 

30 de maio

17h30  Largada de Touros

22h00  Espetáculo musical com Pedro Porta

23h00  Espetáculo musical com Toy Cascão

 

31 de maio

17h30  Largada de Touros

22h00  Espetáculo musical com Banda Coronel Cantiga

 

1 de junho – Dia Mundial da Criança

09h00  Pinturas faciais, insufláveis e jogos tradicionais com o apoio do Espaço GO Cabanas, Junta de Freguesia da Quinta do Anjo e Agrupamento de Escuteiros 504 da Quinta do Anjo

15h00  Zumba Kids pelo Grupo Popular e Recreativo Cabanense

18h00  Grandioso espetáculo para crianças com o Mister Banana

22h00  Espetáculo com o comediante Serafim

 

No Dia Mundial da Criança o Alegro leva a brincadeira à séria

Programação Dia da Criança_Alegro Alfragide.png

 

O Dia Mundial da Criança está a chegar e o Alegro leva a premissa deste dia – o direito à brincadeira – muito a sério. Para crescer, é fundamental brincar e, por isso, os Centros Comerciais Alegro assinalam esta data com uma programação muito especial, dedicada ao universo dos mais novos, onde a diversão é a palavra-chave.

 

Preparados? Pinturas faciais, jogos de tabuleiro, guloseimas, experiências científicas, workshops, sessões fotográficas e muitas mais atividades, que começam dia 1 de junho e se prolongam até ao fim de semana, são as propostas dos Centros Comerciais Alegro que vão assegurar momentos de pura diversão entre pais e filhos!

                                                           

Alegro Alfragide

No dia 3 de junho, entre as 15h e as 18h, para que todos estejam a rigor e em ambiente de festa, as pinturas faciais vão fazer as honras da casa. No mesmo horário, o Alegro Alfragide desafia os mais curiosos para divertidas experiências científicas, em parceria com a Science4You. A partir das 16h, a Praça Olá recebe um showcooking infantil de “receitas com mini formas” promovido pelo Sabor do Ano. Já os mini fashionistas vão poder contar, a partir das 17h, com a stylist do Alegro para um serviço gratuito de consultoria de imagem*, uma experiência única para mais tarde recordar. Durante o dia irá também decorrer na praça principal a Maratona da Saúde, onde os mais novos vão poder adquirir o brinquedo didático e solidário Anatomia 2 em 1. Enquanto os filhos brincam, os pais podem aproveitar para fazer um check up cardiovascular.

No dia 4 de junho, a partir das 15h, a praça principal dá lugar à atividade Trocar Cromos, dedicada aos mini colecionistas, encerrando assim um fim de semana em cheio.

 

*necessária inscrição no balcão de informações.

 

Alegro Castelo Branco

Porque um doce não faz mal de vez em quando, o Alegro Castelo Branco conquista os mais pequenos pelo estômago. No dia 1 de junho, o algodão doce vai ser oferta da casa.

No dia 3 de junho é a vez dos salgados. Das 15h às 18h, todos os mini chefs Alegro vão poder fazer mini pizzas, em parceria com o Mr.Pizza. Nos dias 3 e 4 de junho, entre as 15h e as 18h, os mais fotogénicos são convidados a assinalar o dia com um shooting fotográfico, com oferta de 1 fotografia, em parceria com a Hallo Studio

 

Alegro Setúbal

Nos dias 3 e 4 de junho o Alegro Setúbal desafia os mais novos a deixar de lado os tablets e as consolas e a atreverem-se a experimentar o mundo dos Jogos de Tabuleiro da Devir. Sábado, das 10h às 23h, toda a família está convidada a aprender as melhores estratégias vencedoras e domingo, dia 4, a manhã será dedicada aos jogos infantis. A partir das 14h arranca o Campeonato Nacional de Carcassonne, cujo vencedor representará Portugal no Campeonato do Mundo de Carcassonne de 2017, que se realizará na Alemanha. Já se imaginou a construir uma cidade medieval ou a recriar as formas de vida da Idade da Pedra com os seus filhos? Pode ser verdadeiramente divertido. Com uma boa estratégia e um pouco de sorte, pais e filhos podem alcançar a glória do tabuleiro.

Receba as dicas dos campeões e divirta-se em família com jogos de tabuleiro!

 

Os Centros Comerciais Alegro dispõem ainda de um conjunto infraestruturas que habitualmente fazem as delícias dos petizes e que podem complementar a festa do Dia da Criança. As zonas de playground infantil ou as salas de cinema, com programação atual, são sempre uma boa opção complementar para desfrutar um dia feliz em família.

 

“Paralelismos” no Mosteiro de Santa Maria de Salzedas junta música e dança barroca

Paralelimos_CONCERTO_MSMS.jpg

 

No próximo dia 2 de junho, às 21h30, o Claustro do Capítulo do Mosteiro de Santa Maria de Salzedas junta música e dança num só espetáculo. “Paralelismos” promete reviver histórias e trazer à imaginação as vidas musicais nas cortes portuguesa e francesa do século XVIII, funcionando este concerto barroco como um agradável sarau palaciano da época, com alternâncias e contrastes entre obras a serem dançadas ou cantadas. A entrada é livre.

O concerto é uma iniciativa da Associação de Desenvolvimento Douro Generation com o apoio do Museu de Lamego e rede de monumentos Vale do Varosa. A lotação do concerto está sujeita ao número de lugares disponíveis.

Noites de música ao vivo no Casino Lisboa em Maio

As noites de música ao vivo constituem, em Maio, uma das principais apostas do Casino Lisboa. O palco-multiusos do Arena Lounge recebe, de Quarta-Feira a Sábado, um elenco de jovens bandas nacionais. Com um cartaz diversificado, o Casino Lisboa propõe, ainda, de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite, diferentes Dj’s que prolongam a animação até de madrugada. A entrada é livre. 

 

Folkways_Foto 4teto.jpg

 

 

A banda The Sweets será, de 10 a 13 de Maio, a protagonista da animação musical no Arena Lounge. Com Ru Vasconcelos (voz e guitarra), Diogo Santos no teclado, Elmano Caleiro no contrabaixo e Luís Varatojo na bateria.

 

The Sweets_ Ru Vasconcelos_Foto.jpg

 

Num registo dinâmico, a banda The Sweets propõe um repertório entre standards de jazz clássico e bossas, passando pela soul até à pop, com arranjos que merecem a atenção do público.

 

Os Blonde & Black actuam, de 17 a 20 de Maio, no Arena Lounge. Trata-se de um duo internacional constituído pela vocalista eslovaca Kristína Zakuciová e pelo guitarrista português Miguel Nunes. 

 

Conheceram-se em Lisboa e decidiram juntar a sua criatividade, talento e experiência para criar algo novo no panorama artístico. A música é influenciada pela cultura eslovaca misturada com a paixão e ritmos de Portugal. O seu repertório apresenta versões acústicas com composições próprias em inglês, português, checo e eslovaco.

 

Em estreia absoluta no Casino Lisboa, a banda Keep it in the Trunk apresenta-se, de 24 a 27 de Maio, no Arena Lounge para interpretar grandes êxitos no panorama da pop, soul e blues.

 

A banda Keep It in the Trunk é um projecto de interpretações únicas. A vocalista Inês Andrade será acompanhada por Tiago Moreira na guitarra, Paulo Calado no baixo e João Colaço na bateria.

 

The Peakles.jpg

 

Com um enquadramento revivalista, os The Peakles são uma banda de tributo aos Beatles que se apresenta, de 31 de Maio a 3 de Junho, no Arena Lounge. Recusam ser um grupo "look alike", apostando, ao invés, na sua própria interpretação dos êxitos da mítica banda de Liverpool.

 

Os The Peakles iniciaram, em 2013, o seu percurso musical, tendo, logo de seguida, recebido um convite para integrar o cartaz do mítico festival “Internatinal Beatle Week 2014”, em Liverpool, onde apresentaram 10 concertos, sempre esgotados, em salas como “The Cavern” e o luxuoso “The Adolphi Hotel”. Foram, assim, a primeira e única banda portuguesa a fazer parte deste festival.

 

Arena Lounge - Jukebox

O programa de animação musical propõe, ainda, de Quinta-Feira a Sábado, pouco depois da meia-noite, as dinâmicas sonoridades da Juke Box do Arena Lounge. São diferentes DJ’s que seleccionam os ritmos ideais para um público predominantemente jovem. A entrada é livre. 

 

Programa de Maio

04 - Pelota

05 - Bruno Safara

06 - Diogo Pires

 

11 - Pan Sorbe

12 - Luís Patraquim

13 - Dj Al

 

18 - Nuno Di Rosso

19 - Mr. Mute

20 - Johnny Deep

 

25 - Ka§par

26 - Luis Leite

27 - John Holmes

 

Por imperativo legal, o acesso aos espaços do Casino Lisboa é reservado a maiores de 18 anos.

INAUGURAÇÃO A 1 DE JUNHO DA EXPOSIÇÃO DE OZIAS FILHO :: CASA DA AMÉRICA LATINA

headerozias.jpg

 

A Casa da América Latina inaugura a 1 de junho a exposição fotográfica Quasinvisível, do artista brasileiro Ozias Filho. Esta ficará patente na sede desta associação (Av. da Índia, 110) até 27 de julho, numa iniciativa promovida no âmbito da Passado e Presente – Lisboa Capital Ibero-americana de Cultura 2017.

O projeto urbano assenta em três pilares: arquitetura, vitrines e sinalética vária. Desde 2008 que Ozias Filho fotografa a temática das cidades nestas vertentes, não interessando tanto o lugar onde as imagens foram registadas, pois qualquer um dos instantâneos guarda entre si uma memória de cidade coletiva que, no entanto, não é vista pelos seus atores principais – as pessoas que nascem, definem uma trajetória de vida e morrem na cidade.

Este projeto coordenado pela Casa da América Latina inclui ainda a publicação de um catálogo onde se colocarão em destaque os conceitos e técnicas abordadas nesta exibição.