Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Música dos anos 80 para reviver no Auditório Municipal de Pinhal Novo

Viagem aos Anos 80.jpg

 

 

 

No dia 16 de fevereiro, às 21h30, o Auditório Municipal de Pinhal Novo vai ser palco de uma “Viagem aos Anos 80”. O espetáculo, pelo Coro do Conservatorium, vai levar o público a reviver as sonoridades do imaginário da década de 80, que tanto marcou a música a nível nacional e internacional.

A organização é da Associação de Amigos Juntos pela Orquestra Nova de Guitarras, com o apoio da Câmara Municipal de Palmela. O valor das entradas é um donativo, a reverter a favor dos músicos intervenientes no espetáculo. Informações e reservas pelo 960 317 046.

 

 

Guilherme Castro vai estar em Portugal

.

image010.jpg

 

Guilherme Castro tem uma carreira profissional com mais de 25 anos, formado em Composição e Música, é professor universitário no Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix e na UEMG. Membro e fundador do projeto Orquestra Mineira de Rock e da banda SOMBA, onde lançou vários álbuns, como Clube da Esquina dos Aflitos (2003), Cuma? (2007), Aos Vivos do Stonehenge (2010) e Homônimo (2014).

Da “Fábula Rasa” apresentamos o single “Do Olhar”, um tema que representa e soa como uma filosofia sensível, que pode ser ouvida aqui: https://bit.ly/2sXssaC.

. Prepara-se para apresentar “Do Olhar”, assim como outros temas da “Fábula Rasa” de 1 a 4 de maio

 

Andor Violeta já não significa "vai-te embora", mas boa música no MAR Shopping Matosinhos

MAR Shopping Cartazes_Concertos.jpg.png

 

Com Rita Ventura na voz e João Gusmão na guitarra, "Andor Violeta" deixou de significar, apenas, "vai-te embora". O projecto de versões do estilo pop/acústico, criado em 2012 no Porto, foi o responsável por mudar essa semântica. Na verdade, Andor Violeta é, hoje em dia, para as muitas pessoas que os ouvem, o mesmo que boa música, bom ambiente e boa energia! Para ficar, sentar e ouvir em concerto na próxima sexta-feira, 8 de fevereiro, às 21h00.

 

O concerto integra-se na programação gratuita MAR Shopping Food Experience, que se estenderá até maio de 2019, contemplando concertos, performances de magia e ilusionismo, espetáculos infantis, workshops, showcookings e até gaming.  A agenda é diversificada para não deixar ninguém de fora. O MAR Shopping Matosinhos volta a ser este ano o ponto de encontro de famílias e amigos. Os momentos de diversão estão garantidos e constituem o ingrediente que irá enriquecer as refeições de todos.

 

As segundas sextas-feiras à noite do mês estarão reservadas aos fãs de música. Performances de novas gerações de músicos dão o lamiré para o fim-de-semana. Andor Violeta, Cassette, Soulbossa e We Find You são as bandas que comporão a banda sonora das noites de 8 de fevereiro, 8 de março, 12 de abril e 10 de maio, respetivamente.

 

PROGRAMAÇÃO

Espaço de Restauração, Piso 1

 

Dia

Hora

Programa

FEVEREIRO

Sexta, 8

21h00

Concerto de Andor Violeta

Sábado, 16

15h00

Showcooking com Sebastião Castilho, autor do blog “Simply Sebastião – Just Cook It” ii

Sexta, 22

21h00

Espetáculo de magia de Leandro Morgado

MARÇO

Sábado, 2

15h00

Workshop de magia com a Escola de Magia do Porto

Sexta, 8

21h00

Concerto de Cassette

Sábado, 16

15h00

Workshop sobre Nutrição Vegan com Regina Lima, autora do blog “Nutree” i

Sexta, 22

21h00

Espetáculo de magia de Ruben Félix

Sexta, 29

A partir das 15h00

Gaming com “Clash Royale” ii

ABRIL

Sábado, 6

15h00

Teatro Infantil: “Os 3 Porquinhos”

Sexta, 12

21h00

Concerto de Soulbossa

Sábado, 20

15h00

Workshop sobre decoração DIY com Mafalda Galamas, autora do blog “Decoralista” i

Sexta, 26

21h00

Espetáculo de magia de João Souto

MAIO

Sábado, 4

15h00

Teatro infantil “João e o Pé de Feijão”

Sábado, 10

21h00

Concerto de We Find You

Sábado, 18

15h00

Showcooking com Olívia Fagundes Rocha, autora do blog “Alquimia dos Tachos” ii

Sexta, 24

21h00

Espetáculo de magia de Nuno Rodrigues

Sexta, 31

A partir das 15h00

Gaming com “Clash Royale” ii

 

 

Notas:

i Sessões Limitadas a 20 participantes (por ordem de chegada)

ii Os regulamentos de participação nos showcookings e nos eventos de gaming serão disponibilizados no website www.marshopping.com brevemente.

(Matosinhos) "Dominguinhos": Celebrar o amor à luz das velas

“Dominguinhos” de 10 de fevereiro trazem ateliê de Dia dos Namorados

Cartaz Dominguinhos 2019.jpg

 

O amor, tratando-se de um sentimento universal e transversal a todas as idades, deverá ser vivido e expressado por todos. Assim, nos “Dominguinhos” de 10 de fevereiro, os mais novos serão convidados a criar uma lanterna de sombras. Numa folha de papel dobrada serão recortadas várias formas, que depois irão forrar um frasco de vidro. Este servirá de apoio a uma vela pequena, que, quando acesa, refletirá as formas recortadas. Uma excelente prenda para oferecer à cara-metade ou aos primeiros amores das nossas vidas – os nossos pais!

 

Os “Dominguinhos” são compostos por diferentes temáticas mensais e surgem da parceria com a Catavento, empresa da incubadora de indústrias criativas da Fundação de Serralves, que se dedica a projetos educativos. Aos domingos, entre as 11h00 e as 12h30, no corredor de Moda Infantil do MAR Shopping Matosinhos, Piso 0, acontece um leque de atividades gratuitas de lazer, numa simbiose perfeita de momentos alegres e educativos.

 

As manhãs didáticas e diferentes querem-se sobretudo divertidas e em família. A Preguiça, a mascote dos “Dominguinhos”, também não fica em casa… Espera todos os domingos de manhã por mais uma brincadeira para partilhar com os seus amiguinhos!

Com um pedaço de papelão... Fazemos um lindo coração!

Os “Dominguinhos” de 10 de fevereiro ensinam a reaproveitar materiais

MARShopping Algarve Dominguinhos.jpg

 

Entre outras coisas, o amor desperta muitas vezes a criatividade e os “Dominguinhos” de 10 de fevereiro lançam um desafio: bate, bate coração com… um pedaço de papelão! Estimulando a criatividade, as crianças irão recortá-lo em forma de coração e decorá-lo como quiserem. Terão fitas, brilhantes e outros materiais à disposição, só é preciso usarem a imaginação! Em formato cartão ou para pendurar, podem ainda escolher a quem o vão oferecer. Mesmo a tempo do “Dia dos Namorados” ou apenas porque quem amamos merece… Que bonito presente!

 

A programação dos “Dominguinhos” é semanal, com iniciativas gratuitas para preencher as manhãs de domingo das crianças que visitem a zona infantil interior do MAR Shopping Algarve, no piso 0, entre as 11h00 e as 12h00. Uma hora sempre diferente e mágica com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas, proporcionando momentos que as crianças vão recordar com entusiasmo, podendo repetir a experiência todos os domingos, ao longo do ano.

Museu de Lamego - Serviço Educativo Exposição Censura

ExpCensuraSE.jpg

 

O Serviço Educativo do Museu de Lamego disponibiliza a partir do próximo dia 19 de janeiro e até 10 de fevereiro um conjunto de visitas orientadas à mais poderosa e duradoura instituição do Estado Novo. A censura está em exposição, numa parceria entre o museu e o Ephemera - Biblioteca e Arquivo de José Pacheco Pereira, e agora abre-se ao exterior para explicar o porquê de gerações inteiras terem nascido e morrido sem ler um jornal em liberdade.

Ter bom coração durante todo o ano é o desafio proposto pelos "Dominguinhos"

Em fevereiro, chegam ateliers criativos, contos e teatrinhos que celebram o Amor!

image005.jpg

 

O “mês do amor” não é exclusivo dos mais crescidos ou dos namorados. Os “Dominguinhos” defendem que o amor é um sentimento incrível que deve ser celebrado todo o ano. Por isso, desafiam os mais novos a terem bom coração todos os dias e a valorizarem a importância de amar sob todas as formas e feitios. Em fevereiro, os “Dominguinhos” trazem ateliers criativos, teatrinhos e contos sobre este sentimento capaz de “mover montanhas” e até uma aula de matemática para provar que é possível amar os números!

 

A programação dos “Dominguinhos” é semanal, com iniciativas gratuitas para preencher as manhãs de domingo das crianças que visitem a zona infantil interior do MAR Shopping Algarve, no piso 0, entre as 11h00 e as 12h00. Uma hora sempre diferente e mágica com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas, proporcionando momentos que as crianças vão recordar com entusiasmo, podendo repetir a experiência todos os domingos, ao longo do ano.

 

 

 

PROGRAMAÇÃO DOMINGUINHOS

Zona infantil interior, piso 0

Domingos, 11H

 

Fevereiro

 

Dia 3 – TEATRALIZAÇÃO –  O AMOR É...

Todos falamos dele, todos o queremos, mas, afinal, o que é o amor? Por quem sentimos? Como podemos demonstrar?

A partir da história “O Amor é…”, as crianças serão envolvidas num contexto de teatralização onde aprendem a reconhecer os sentimentos e a expressá-los de forma positiva. Valorizando as emoções que acompanham toda a vivência. Irão também aprender que O Amor é… algo que quanto mais se partilha mais se tem. 

 

Dia 10 – ATELIERS CRIATIVOS – CORAÇÃO DE PAPELÃO

A criatividade será estimulada a partir de um pedaço de papelão que as crianças irão recortar em forma de coração e decorar,  para oferecer a quem mais amam. Poderão fazê-lo com uma fita ou brilhantes, poderá ser em forma de cartão ou algo para pendurarem. As opções e apoio à execução serão coordenados pela monitora que explicará também o manuseamento dos materiais.

 

Dia 17 – CONTO INFANTIL – O MENINO QUE PERDEU O CORAÇÃO

Este conto infantil demonstra a alegria, a tristeza e o medo, sentimentos, por vezes, tão contraditórios e confusos para as crianças.
O coração é um órgão do corpo humano mas, é também uma caixinha onde se guardam sentimentos e pessoas. Esta história ensina que todos temos um coração que bate ao seu ritmo e ama com intensidades diferentes.

 

Dia 24 – APRENDER| BRINCAR| CRESCER: A DESCOBERTA DOS NÚMEROS E OPERAÇÕES

Os números rodeiam-nos por todos os lados. As somas, as subtrações, as multiplicações e as divisões são parte integrante dos nossos dias e vamos aprender a conviver com elas, sem receio. O objetivo é entender as operações com facilidade e ganhar o gosto pelas matemáticas.

(Matosinhos) Nos "Dominguinhos" o amor e a diversão andam de mãos dadas

Cartaz fevereiro.jpg.png

 

O amor está no ar! Com o Dia dos Namorados à porta, os “Dominguinhos” de fevereiro convidam as crianças a preparar uma vela especial para um momento único. Ao longo do mês, os mais novos terão ainda a oportunidade de participar em ateliês de desenho e de educação ambiental, bem como numa hora do conto em que irão sonhar desde a primeira página. No MAR Shopping Matosinhos o amor e a diversão andam de mãos dadas!

 

Os “Dominguinhos” são compostos por diferentes temáticas mensais e surgem da parceria com a Catavento, empresa da incubadora de indústrias criativas da Fundação de Serralves, que se dedica a projetos educativos. Aos domingos, entre as 11h00 e as 12h30, no corredor de Moda Infantil do MAR Shopping Matosinhos, Piso 0, acontece um leque de atividades gratuitas de lazer, numa simbiose perfeita de momentos alegres e educativos.

 

As manhãs didáticas e diferentes querem-se sobretudo divertidas e em família. A Preguiça, a mascote dos “Dominguinhos”, também não fica em casa… Espera todos os domingos de manhã por mais uma brincadeira para partilhar com os seus amiguinhos!

 

PROGRAMAÇÃO DOMINGUINHOS FEVEREIRO

Corredor Moda Infantil, piso 0

Domingos, 11h00-12h30

 

3 fevereiro | Ateliê de Desenho: Extensores para pintar

Pintura sobre papel com os dedos, aos quais estarão penas agarradas como se fossem extensoras. A dança das penas sobre as folhas de papel permitirá criar desenhos com formas livres e originais.

 

10 fevereiro | Ateliê de Dia dos Namorados: À luz da vela

Criação de uma lanterna de sombras. Uma folha de papel dobrada algumas vezes será recortada em várias formas. Depois irá forrar um frasco de vidro que servirá de apoio a uma vela pequena, que, quando acesa, irá fazer refletir as formas recortadas.

 

17 fevereiro | Hora do Conto: A que sabe a lua?

Há já muito tempo que os animais desejavam averiguar a que sabia a Lua. Seria doce ou salgada? À noite, olhavam ansiosos para o céu. Esticavam-se e estendiam os pescoços, as pernas e os braços, tentando alcançá-la. Só queriam provar um pedacinho mas, por mais que se esticassem, não eram capazes de lhe tocar. Então, a tartaruga teve uma ideia genial. Qual será?

 

24 fevereiro | Ateliê de Educação Ambiental: A vida no subsolo

Num frasco, colocar-se-ão camadas intercaladas de terra e areia e folhas no topo. O objetivo é recriar subsolo. Nesta casa para minhocas, as crianças poderão observar este bicho a instalar-se e a escavar túneis. 

Museu de Lamego - Exposição sobre a censura

Censura1.JPG

 


A maior coleção sobre censura em Portugal está até ao próximo dia 10 de fevereiro em exposição no Museu de Lamego. Documentos todos originais, produzidos ao longo de 48 anos, mostram como a censura foi “global” e como “gerações inteiras nasceram e morreram sem ler um jornal em liberdade”. As palavras são de José Pacheco Pereira, presente na cerimónia de inauguração da exposição, em mais uma iniciativa desenvolvida ao abrigo da colaboração entre o Museu de Lamego e o Ephemera - Biblioteca e Arquivo de José Pacheco Pereira.

“Uma Lágrima que Cega” de Casimiro de Brito apresentado em Loulé

Casimiro de Brito.JPG

 

O poeta, romancista, contista e ensaísta algarvio Casimiro de Brito apresenta no próximo dia 9 de fevereiro, pelas 15h30, na Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé, a obra “Uma Lágrima que Cega”.

O romance “Uma Lágrima que Cega” é uma peregrinação lúcida e erótica a todos os santuários do amor. Um amor lunático e antropófago. É a história em fragmentos de uma aventura luminosa e incandescente e depois trágica que se inicia num festival de poesia na Provence e atravessa (como se fosse um barco louco) as ilhas do Adriático, as margens do Arno em Florença (onde ele bebe esse vinho), as ruas de Paris, as cidades milenares de Byblos e Tyr no Líbano, as montanhas de neve de Faraya e os fjords da Noruega, Mozart e os blues de Billie Holiday, a cascata de Astarte e a casa de Khalil Gibran. Um amor que acaba por se matar.

Casimiro de Brito nasceu em Loulé, a 14 de janeiro de 1938. Teve  várias profissões e acabou a sua carreira fora da Literatura como diretor de um banco. Atualmente dedica-se exclusivamente à escrita.

Começou a publicar em 1957 (Poemas da Solidão Imperfeita) e, desde então, lançou mais de 40 títulos. Dirigiu várias revistas literárias, entre elas Cadernos do Meio-Dia (com António Ramos Rosa), os Cadernos Outubro/ Fevereiro/ Novembro (com Gastão Cruz) e Loreto 13 (órgão da Associação Portuguesa de Escritores).

Atualmente é responsável pela colaboração portuguesa na revista internacional “Serta”. Esteve ligado ao movimento Poesia 61, um dos mais importantes da poesia portuguesa do século XX.

Ganhou vários prémios literários, entre eles o Prémio Internacional Versilia, de Viareggio, para a "Melhor obra completa de poesia", pela sua Ode & Ceia (1985), obra em que reuniu os seus primeiros dez livros de poesia.

Colabora nas mais prestigiadas revistas de poesia e tem obras suas incluídas em mais de 238 antologias, publicadas em vários países.

Participou em inúmeros recitais, festivais de poesia, congressos de escritores, conferências, um pouco por todo o mundo.

Foi diretor de festivais internacionais de poesia de Lisboa, Porto Santo (Madeira) e Faro. Foi vice-presidente da Associação Portuguesa de Escritores, presidente da Association Européenne pour la Promotion de la Poésie, de Lovaina, e presidente do P.E.N. Clube Português.  Obras suas foram gravadas para a Library of the Congress, de Washington.

Foi agraciado pela Academia Brasileira de Filologia, do Rio de Janeiro, com a medalha Oskar Nobiling por serviços distintos no campo da literatura — entre outras distinções, nomeadamente, em Portugal, a Ordem do Infante.

Conselheiro da Associação Mundial de Haiku, de Tóquio, foi nomeado “Embaixador Mundial da Paz” (Genebra, 2006).

A Académie Mondiale de Poésie (da Fundação Martin Luther King), galardoou-o, em 2002, com o primeiro Prémio Internacional de Poesia Leopold Sédar Senghor, pela sua carreira literária. Ganhou o Prémio Europeu de Poesia Aleramo-Mario Luzi, para o “Melhor Livro de Poesia Estrangeiro”, publicado em Itália, em 2004, e o “Poeteka”, na Albânia.

Tem traduzido poesia de várias línguas, sobretudo do japonês, e foi traduzido para galego, espanhol, catalão, italiano, francês, corso, inglês, alemão, flamengo, holandês, sueco, polaco, esloveno, servo-croata, macedónio, grego, romeno, búlgaro, húngaro, albanês, russo, árabe, hebreu, chinês e japonês. A sua obra é composta por mais de 45 livros 

Em 2016, recebeu a Medalha de Mérito Municipal atribuída pela Câmara Municipal de Loulé.

Esta sessão de “Livros Abertos” tem entrada livre.

 

CML/GAP /RP