Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

SERRALVES // 18 JUL 18H00 // // JAZZ NO PARQUE // CÍNTIA

 música dos CÍNTIA,  formado pelos jovens guitarrista Simão Bárcia, teclista Tom Maciel e baterista Ricardo Oliveira, está a destacar-se devido às suas invulgares maturidade e riqueza de ideias. É uma indicação do que será o jazz no futuro entre nós.

 

JAZZ NO PARQUE ENCERRA AO SOM DOS CÍNTIA

 

JAZZ NO PARQUE 2020

04 JUL 2020 a 18 JUL 2020

PARQUE DE SERRALVES

 

Imagem:

 

Programação: Rui Eduardo Paes

 

 

  • 18 de Julho, às 18h00, CÍNTIA (estreia no Porto)

 

 

Depois do projeto Gume, do trompetista e compositor de origem suazi Yaw Tembe, e de “The Deathless Horsie” do consagrado Paulo Chagas terem subido ao palco de Serralves, cabe aos CÍNTIA encerrar a 29º edição JAZZ NO PARQUE. No próximo sábado, dia 18, pelas 18h00, no ténis do Parque de Serralves, o jovem grupo formado por Simão Bárcia, Tom Maciel e Ricardo Oliveira dão o ultimo concerto de uma edição totalmente preenchida por músicos portugueses.

 

Banda formada por nomes da novíssima geração do jazz nacional, ativos também nos domínios da improvisação experimental e da pop alternativa, os CÍNTIA praticam um jazz que interioriza elementos de várias músicas, como o funk, o hip-hop, o rock e mais. Músicos com uma técnica apuradíssima, têm apenas como enquadramento, de um lado, um lounge todo ele feito de ambiências e subtilezas e, do outro, explosões punk de dramático efeito. Aliando paisagismo e groove, o trio está a ser recebido como uma das maiores surpresas da música portuguesa na atualidade.

 

 

Pág. 11/11