Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Cultura | Artist Talk com artista Rosangela Rennó - "Do analógico ao digital, sem preconceitos, sem hierarquias, contra a ignorância estrutural"

Entrada livre, a 28 de abril, 18h30, na Universidade Católica no Porto, 

 

EA 28 abril.jpg

Artista plástica Rosangela Rennó participa em Aula Aberta sobre “Do analógico ao digital, sem preconceitos, sem hierarquias, contra a ignorância estrutural” 

 

No próximo dia 28 de abril, às 18h30, a Escola das Artes da Universidade Católica abre as portas a Rosângela Rennó, artista plástica brasileira, que participará em mais uma Aula Aberta, desta vez sob o tema “Do analógico ao digital,sem preconceitos, sem hierarquias, contra a ignorância estrutural”. O evento irá decorrer em modo presencial, no Auditório Ilídio Pinho, e é aberto aos estudantes e a toda a comunidade.  

 

O trabalho da artista caracteriza-se pela apropriação de imagens descartadas, sendo a grande maioria encontradas em mercados e feiras, e pela investigação das relações entre a memória e o esquecimento. Nas suas fotografias, objetos, vídeos ou instalações, Rosângela Rennó trabalha com álbuns de família e imagens obtidas em arquivos públicos ou privados. Partindo da apropriação e releitura de arquivos fotográficos, públicos e particulares, ou através da reinvenção de modos de arquivo de imagens, a artista desenvolve o tema do estatuto da fotografia e da transformação desde o modelo analógico ao digital há mais de 30 anos.  

 

Na aula aberta do dia 28 de abril, Rosângela Rennó apresentará uma seleção de trabalhos de diferentes épocas, realizados a partir de imagens de acervos históricos, que colocam em evidência as políticas de amnésia e da ‘ignorância estrutural’, percebidas tanto no Brasil como noutros países que têm uma considerável herança colonial. As suas obras já foram expostas individualmente em diversos países e instituições, como por exemplo, na Pinacoteca de São Paulo, Cristina Guerra Contemporary Art, Photographers’ Gallery, Instituto Moreira Salles, Centro Atlántico de Arte Moderno CAAM, Museum of Contemporary Art MOCA e Fundação Calouste Gulbenkian.  

 

“Anualmente, a Escola das Artes da Universidade Católica organiza estas Aulas Abertas para expor temas de maior relevância em torno das práticas artísticas contemporâneas. Nestas sessões públicas abertas à comunidade, os nossos estudantes têm uma oportunidade única de entrar em contacto com artistas, curadores e pensadores que estão na vanguarda das suas respetivas áreas”, afirma o professor Daniel Ribas, coordenador do mestrado em Cinema da Escola das Artes. 

 

O programa das Aulas Abertas 2022 da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa no Porto integra artistas, investigadores e ativistas de áreas e contextos distintos. Os encontros têm como objetivo contribuir para os debates contemporâneos que circundam as práticas artísticas e o pensamento crítico.  

 

As aulas abertas arrancaram no mês de fevereiro e além de Rosângela Rennó, os outros nomes já confirmados são Filipa Lowndes Vicente (12 de maio), Jessica Sarah Rinland (19 de maio) e Marinho de Pina (26 de maio). 

As Aulas Abertas são de entrada gratuita e realizam-se às quintas-feiras (18h30), entre fevereiro e maio de 2022, no Auditório Ilídio Pinho na Escola das Artes, Universidade Católica Portuguesa. 

 

AULA ABERTA COM ROSÂNGELA RENNÓ  

  • 28 ABRIL · 18H30

Entrada Livre  

Escola das Artes 

Universidade Católica Portuguesa no Porto 

Rua de Diogo Botelho, 1327, 4169-005 Porto 

Dia Mundial da Dança no TMJB com a CNB

 

TMJB.JPG

GAB_1832 br.jpg

 

O Teatro Municipal Joaquim Benite associa-se à Companhia Nacional de Bailado, nas comemorações do Dia Mundial da Dança. No dia 29 de Abril, às 19h, a bailarina Carla Pereira vai ministrar uma Masterclasse de Técnica de Dança Clássica gratuita, dirigida a alunos de dança.

Para mais informações e inscrições contactar o Serviço de Público do TMJB: publico@ctalmada.pt

 

Este dia especial, que é celebrado desde 1982 por milhares de bailarinos por todo o mundo, foi escolhido pela UNESCO — conselho internacional de Dança, que optou pelo dia 29 de abril como data comemorativa por ser o dia do nascimento de Jean-Georges Noverre, um reconhecido bailarino e professor de ballet francês.

 

No Dia Mundial da Dança a CNB marca a sua presença em diferentes cidades do território nacional com Masterclasses.

No âmbito de um trabalho que tem vindo a desenvolver junto das escolas de dança em Portugal, a CNB promove, em várias cidades do país, Masterclasses de Técnica de Dança Clássica. Orientadas por bailarinos da companhia, proporcionam um momento de contacto único entre os participantes e estes profissionais.

 

Carla Pereira

Natural de Lisboa, formou-se como bailarina na Escola de Dança do Conservatório Nacional de Lisboa em 1991. Nesse mesmo ano foi convidada a integrar o corpo artístico da Companhia Nacional de Bailado.

Em 1999 concluiu a Licenciatura em Dança – Ramo de Educação, pela Escola Superior de Dança (ESD), do Instituto Politécnico de Lisboa e adquire o Grau Intermédio, pela Royal Academy of Dance.

Entre 2015 e 2018, integrou o grupo de docentes da ESD, lecionando Técnica de Dança Clássica no Curso de Licenciatura em Dança.

No ano lectivo de 2016/2017 coordenou e lecionou Técnica de Dança Clássica a crianças nos Estúdios Victor Córdon – CNB e desenvolveu o projecto Ballet para adultos, onde também lecionou Técnica de Dança Clássica, para adultos.

Em 2019 foi convidada pela CNB para dar formação num projecto criado entre o Ministério da Cultura e o Ministério da Educação, Residências Artísticas nas Escolas.

Em 2022 desenvolveu um projecto artístico/educativo de Master Classes da CNB, em parceria com várias escolas do território nacional.

 

Masterclasse de Técnica de Dança Clássica (Sala de Ensaios, dia 29 de Abril, de 2022, sexta-feira, às 19h.) Dirigido a alunos de nível intermédio de dança | 1h30 | Gratuito

Casino Lisboa recebe os Trova na próxi8ma Sexta-Feira, 29 de Abril

Trova - Ana Caldeira - 29 de Abril (1).jpg

Com uma proposta inédita, o Casino Estoril acolhe, no próximo Sábado, 30 de Abril, a partir das 22h30, JazzNOTES by Andrew Fernandes & Rafael Oliveira. Um espectáculo, a não perder, no Lounge D. A entrada é livre.

 

Em JazzNOTES, o experiente duo sobe ao palco para apresentar os melhores registos de jazz e swing que marcaram, nas últimas décadas, o panorama da música internacional. Com um ambiente intimista, serão vários os músicos convidados que estarão, também, em destaque no Lounge D.

 

 

Distinguido com o certificado “Clean & Safe” do Turismo de Portugal, o Casino Estoril abre às 15h00 e encerra às 03h00. O acesso é livre, sendo que a partir das 22 horas, é para maiores de 14 anos, e maiores de 10 anos acompanhados pelos pais. Nas áreas de Jogo é para maiores de 18 anos.

CONFERÊNCIA| RELIGIÃO E MAGIA NO ANTIGO EGIPTO

descarregar (10).jpg

CONFERÊNCIA
| RELIGIÃO E MAGIA NO ANTIGO EGIPTO
por Antony Capitão


CONFERÊNCIA - 28 ABRIL DE 2022 ÀS 19.30H



Esta conferência terá por base a obra
"RELIGIÃO E MAGIA NO ANTIGO EGIPTO"
do Prof. e Filósofo Jorge Ángel Livraga

VIDE https://edicoes-nova-acropole-portugal.myshopify.com/...

Sobre Jorge Ángel Livraga
https://www.nova-acropole.pt/estructura-e.../fundador/
https://www.facebook.com/profile.php?id=100063474183864


INSCRIÇÕES ABERTAS 
Entrada Livre
com Inscrição no formulário:

https://bit.ly/Religiao_magia_egipto

Local:
Evento Presencial
Sede da Nova Acrópole

Casa da Malta, rua dos Lagares da Quinta, Oeiras

(entrada em frente ao número 15)


Orador do evento:
Conferência por Antony Capitão
Prof. no Curso de Filosofia Prática
na Nova Acrópole Oeiras-Cascais

 

 
Mais informações:
novacropoleoeirascascais@gmail.com
925872778

“NAVE DO BARÃO – MEMÓRIA E IDENTIDADE” APRESENTADO NA BIBLIOTECA DE LOULÉ

Nave do Barão - Memória e Identidade.png

A rubrica “Livros Abertos” acontece a 28 de abril, pelas 18h30, com a apresentação do livro “Nave do Barão – Memória e Identidade”, na Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé.

Trata-se de um projeto editorial de um grupo de quinze pessoas naturais ou residentes na Nave do Barão. A obra aborda temáticas como as mulheres e os homens da Nave do Barão, a sabedoria popular, tradições, crenças e mitos, associativismo e dinâmicas sociais, vida rural e atividade económica, plantas silvestres, gastronomia, entre outras.

 «Este livro convida o leitor para uma viagem no tempo, ao revisitar memórias, mapear percursos em terra rubra de sonhos e dar visibilidade ao pulsar de uma aldeia interior, no coração do Algarve Central, com os seus ritmos e ciclos de vida, marcados pelas estações do ano e os momentos socialmente significativos, característicos do mundo rural. Este projeto editorial nasce de um ato de amor a uma aldeia do Barrocal algarvio. Não foi protagonizado por especialistas ou estudiosos, mas foi caminhando na permanente incerteza da dúvida peregrina, alimentando-se da sede de saber, das fontes escritas disponíveis e dos testemunhos orais que recuperam memórias de passados distantes. Pretende ser uma narrativa ilustrada, feita de muitas fontes orais e pesquisas documentais, com diferentes olhares, e sobretudo de múltiplas vivências de pessoas concretas, que, animados pela esperança, no seu labor e devir coletivo, lutaram ao longo de séculos por uma vida e um mundo melhor».

Coordenada por Joaquim Guerreiro, esta obra é uma edição da Biblioteca Maria da Conceição Guerreiro, valência da Associação “Os Barões”, numa parceria com a Câmara Municipal de Loulé, Junta de Freguesia de Salir, Casa da Tita, Stressaway e Morgan’s Nature Walks.

A apresentação estará a cargo de Alberto Melo e Júlio Sousa. A entrada é livre.

MARIANA COSTA FALA SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E IMUNIDADE EM QUARTEIRA

cartaz_TERTÚLIA_ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL.JPG

“Vamos tirar dúvidas sobre” regressa ao Pólo da Biblioteca em Quarteira, no dia 29 de abril, pelas 21h00, com uma sessão dedicada à alimentação saudável e imunidade, apresentada pela nutricionista Mariana Costa.

Manter uma alimentação saudável para melhorar a imunidade é essencial! Sabe-se que de uma alimentação saudável, equilibrada e completa se consegue extrair ferramentas para um correto funcionamento do organismo e do sistema imunitário. Apesar de não haver consenso científico sobre este assunto, é certo que determinadas vitaminas desempenham um papel muito importante para o nosso sistema imunitário e, por isso, quando nos alimentamos bem, damos as armas necessárias para esse exército (o nosso sistema imunitário) proteger o seu maior património: a nossa saúde. Isso significa que vírus e bactérias invasoras serão expulsas com maior eficiência. Mas, se a alimentação é inflamatória, as células dos órgãos e tecidos ficam muito mais vulneráveis, comprometendo o bom funcionamento do exército. A alimentação não muda a imunidade de um dia para o outro. No entanto, se precisamos de cultivar novos hábitos alimentares, este pode ser o melhor momento.

“A minha missão enquanto nutricionista é sempre melhorar o estado de saúde do meu paciente e criar bons hábitos que perdurem para a vida!”, sublinha Mariana Costa.

Esta tertúlia é de entrada livre mas é necessária inscrição prévia através do telefone 289400846.

 

CML/GAP /RP

Passatempo FUTEBOL - Teatro O Bando

futebol_homepage_site_4025074306255666620c0a.png

O Blog Cultura de Borla em parceria com o TEATRO O BANDO tem bilhetes duplos para a peça O FUTEBOL - ESPECTÁCULO para o dia 28 de Abril aos primeiros leitores que de 5 em 5 participações:

 

- enviem um mail para culturadeborla@sapo.pt com a frase "Eu quero ver ir ver O FUTEBOL - espectáculo com o Cultura de Borla" com nome, BI e nº de telefone e sessão pretendida.

 

Só é aceite uma resposta válida por endereço de e-mail e por concorrente pelo que não adianta enviar mais do um e-mail.

Excepto em casos de força maior que deverão ser atempadamente comunicados através do email culturadeborla@sapo.pt, contamos que os participantes aproveitem os bilhetes que ganharam, portanto concorra apenas se tem a certeza que pode estar presente.

 

EPICENTRO 2022 - Casa do Cinema de Coimbra e Centro Cultural Penedo da Saudade e Liquidâmbar

 

 

EPICENTRO é um conceito criado pela Blue House, que se foca nos artistas e expressões culturais da Região Centro, tendo Coimbra enquanto pólo aglutinador.

Num evento anual, apresentam-se dezenas de actividades como concertos, DJ sets, filmes documentais, leituras musicadas, conversas, apresentações de livros, performances, visitas guiadas e oficinas. O evento pretende funcionar como um sismógrafo musical, fazendo um ponto de situação do que se faz na região, tomando o pulso, de forma contextualizada, à efervescência do momento emergente e à valorização de nomes consagrados.

O foco do EPICENTRO é a música, mas este é integrador de outras disciplinas, lançando desafios para reflexões e intervenções ligadas à literatura, cinema, teatro e artes plásticas. Finalmente, o eixo principal do EPICENTRO é o estabelecimento de pontes com diversos agentes da Região Centro, desde artistas, a estruturas culturais, passando por entidades públicas e privadas.

descarregar.png

LIQUIDÂMBAR . 23 e 30 ABRIL

O Liquidâmbar, bar cultural que regularmente recebe concertos num dos pontos nevrálgicos da cidade, a Praça da República, é um espaço ideal para assistir, de forma descontraída e informal, a duas propostas bem distintas. A primeira é protagonizada pelo coletivo de hip-hop A Velha Capital, com um concerto especialmente preparado para assinalar as vésperas da Revolução de Abril. Uma semana depois é a vez do Conjunto

Académico José Paulo (liderado por Paulo Carvalho) apresentar alguns temas inéditos que nos últimos anos tem composto e gravado, de forma discreta.

LIQUIDÂMBAR
sábado, 23 de Abril
21H30 / A VELHA CAPITAL [concerto]

Entrada Gratuita

 

 

 

 

descarregar.png

CENTRO CULTURAL PENEDO DA SAUDADE . 22 ABRIL e 05 MAIO

O espaço intimista do Centro Cultural Penedo da Saudade acolhe dois concertos de projectos relativamente recentes. Em abril apresenta-se o trio de Filipe Furtado, que tem desvendado as suas contagiantes canções de influência bossa nova e samba (do disco de estreia “Prelúdio”, a editar pela Marca Pistola), a quem se juntam o trompetista Pedro Jerónimo e o baterista Paulo Silva. Já em maio, o duo Peixinhos da Horta, de Luísa Levi e Constança Ochoa, mostra-se numa fase ainda embrionária mas muito promissora, onde a voz e as suas manipulações têm um papel primordial.

CENTRO CULTURAL PENEDO DA SAUDADE
sexta-feira, 22 de Abril
18H00 / FILIPE FURTADO [concerto]

Entrada Gratuita / Reserva obrigatória através de cultura@ipc.pt
Entrada Gratuita / Reserva obrigatória através de cultura@ipc.pt

Exposição dedicada à memória de Letizia Battaglia, fotógrafa "oficial" da máfia

 

descarregar (3).jpg



Exposição de Letizia Battaglia, pioneira fotojornalista italiana e fotógrafa "oficial" da máfia, falecida no passado dia 13 de abril.

A Festa do Cinema Italiano, em colaboração com a Sociedade Nacional de Belas Artes e o Instituto Italiano de Cultura de Lisboa, apresentam a exposição Per Letizia, composta por algumas das mais emblemáticas obras da fotógrafa. A exposição realiza-se durante uma semana, de 20 a 27 de abril, na Sociedade Nacional de Belas Artes de Lisboa, com entrada gratuita.

Uma oportunidade para conhecer e recordar uma das artistas mais irreverentes e a sua luta contra a mafia a través da fotografia, cujo arquivo conta com mais de 600 mil fotografias que retratam as últimas décadas de Palermo, vencedora do Prémio W. Eugene Smith for Humanistic Photography, marcando também os trinta anos dos violentos atentados contra os juízes Giovanni Falcone e Paolo Borsellino.

 
Letizia Battaglia

Desde que começou a fotografar em 1971, que a obra de Letizia Battaglia permanece estritamente ligada à cidade de Palermo.

Foi a partir de 1974, como editora de fotografia do jornal L’Ora, que documentou os conflitos que abalaram a cidade, especialmente nas décadas de 1970 e 1980, na época mais violenta da “guerra da Máfia”. Battaglia documentou também a vida dos bairros pobres de Palermo, os movimentos políticos, o despertar de novos comportamentos sociais, produzindo imagens que se tornaram conhecidas no mundo inteiro.

Encarou a fotografia como um instrumento de intervenção e de denúncia social , que se uniu a uma extraordinária força expressiva e uma consciência formal, que marcam as suas fotografias com uma assinatura inconfundível e a tornaram num dos mais emblemáticos nomes da fotografia europeia da sua geração.

Feminista, ambientalista, mulher de esquerda, Letizia Bataglia fundou a revista Mezzocielo, com textos e fotografias feitas exclusivamente por mulheres, fundou posteriormente uma agência fotografia de informação e em 2017 inaugurou o Centro Internacional de Fotografia de Palermo.

Sociedade Nacional de Belas Artes.
Rua Barata Salgueiro 36, 1250-044 Lisboa - Tel:  932 468 062 / 213 138 510
Horário das exposições: Dias úteis: 12h00 /19h00, Sábado: 14h00 / 19h00
Encerra aos domingos e feriados.