Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Banda Plágio regressa ao Casino Estoril com êxitos do rock, pop, blues e soul

Plágio - 23 de Setembro.jpg

Com um registo revivalista, os Plágio apresentam-se, já na próxima Sexta-Feira, 23 de Setembro, a partir das 22h30, no Lounge D para recriar numerosos êxitos do rock, pop, blues e soul. A entrada é livre.

 

Inspirados nas décadas de 60 e 70, os Plágio recriam êxitos dos Queen, Led Zeppelin, Etta James, Beach Boys, Elvis Presley, James Brown e The Rolling Stones. A banda interpreta, ainda, outros sucessos, mais recentes, de nomes consagrados como, por exemplo, Maroon Five, Keane, Joss Stone, Muse ou Christina Aguilera.

 

Bem conhecidos dos visitantes do Casino Estoril, os Plágio asseguram sets muito dinâmicos. Trata-se de um quarteto constituído pela vocalista Vanessa Ferreira, por vezes ao piano, João Loureiro, na guitarra, Raphael Lopes, no baixo, e Ricardo Silva, na bateria. 

 

A actuação da banda Plágio insere-se no programa de animação musical que o Casino Estoril reservou, durante o mês de Setembro, para o Lounge D. A entrada é gratuita.

 

Centro de Artes e Criatividade apresenta fins de tarde musicais durante o verão

descarregar (1).jpg

O Centro de Artes e Criatividade (CAC) de Torres Vedras apresenta fins de tarde musicais nos meses de julho, agosto e setembro, no âmbito da iniciativa “Tocata”. Esta iniciativa é composta por três atuações, que decorrem no anfiteatro exterior do CAC, pelas 18h00: Floating Machine (29 de julho), Zen Baboon (19 de agosto) e Katia Leonardo (23 de setembro).

Floating Machine é um projeto de António Lourenço, que desde muito jovem aprendeu e tocou instrumentos, como guitarra, piano e saxofone, participando em vários projetos experimentais em áreas distintas como jazz, reggae e punk rock. Mais tarde, influenciado pela magia da música eletrónica, iniciou-se como DJ. Essa paixão levou à produção de música eletrónica, aplicando as suas influências num contexto techno e progressivo.

Zen Baboon é composto pela dupla Daniel Rosado e Henrique Palhavã. Ambos nasceram nos anos 70 em Portugal e desde muito cedo mantiveram uma estreita ligação com o mundo musical. Daniel Rosado é engenheiro de som e começou a produzir música eletrónica no final dos anos 90. Henrique Palhavã é zoólogo e começou como DJ ambiental (DJ Henriq) e produtor em 2001. Reuniram-se em 2003 e decidiram criar o Zen Baboon.

Katia Leonardo apresenta paisagens sonoras com música eletrónica criada ao vivo com uma loop station, uma guitarra e percussões. Um espetáculo com interpretações de temas de Mercedes Sousa, Argentina Santos, Lourdes VanDunem, Eva Cassidy, Rebecca Martin e Joni Mitchel, artistas que evocam a força da mulher enquanto ser que cria, nutre, protege, empodera, cuida e inspira. Associam-se a estes, temas originais sobre as mulheres que Katia Leonardo ama, traz na vida e na voz.

A “Tocata” visa a difusão e valorização de projetos musicais portugueses com forte conexão à cultura portuguesa e internacional. Pretende-se que este projeto dinamize o anfiteatro ao ar livre do CAC, tornando-o num espaço convidativo e familiar para toda a comunidade. Este evento musical, destinado a toda a população, é de entrada gratuita.

Conferência «Por Amor ao Património» | Teatrinho da Régua | 23 setembro 2022

image008.png

No âmbito das Celebrações dos 20 anos da classificação do Alto Douro Vinhateiro como Património Mundial, a Direção Regional de Cultura do Norte e a Liga dos Amigos do Douro Património Mundial promovem a Conferência «Por Amor ao Património», no próximo dia 23 setembro, no Teatrinho da Régua, no Peso da Régua.

A Conferência «Por Amor ao Património» pretende constituir-se como uma oportunidade para a troca de conhecimentos e experiências das diversas organizações que se ocupam da defesa do património, através da dinamização de atividades de investigação, salvaguarda e promoção.

Nas suas diversas manifestações, desde os nossos monumentos históricos e museus às práticas tradicionais e formas de arte contemporâneas, a cultura enriquece as nossas vidas quotidianas de inúmeras formas. O património constitui, assim, uma fonte de identidade e coesão que pretendemos enaltecer.

A data escolhida para o evento coincide com a celebração das Jornadas Europeias do Património (23, 24 e 25 setembro) que, este ano, decorre sob o signo do “Património Sustentável”.

A Conferência «Por Amor ao Património» vai contar com a participação de diferentes organizações que atuam no território de abrangência geográfica da Direção Regional de Cultura do Norte:

- Amigos do Convento de São Francisco (Braga)

- Associação Amigos do Mosteiro de Rendufe

- Associação de Amigos de Tongobriga

- Associação de História e Arqueologia de Sabrosa

- Associação Terras Quentes (Associação de Defesa do Património Arqueológico de Macedo de Cavaleiros)

- Comissão de Vigilância do Castelo de Sta. Maria da Feira

- Grupo de Amigos do Mosteiro de Tibães

- Projeto Arqueológico da Região de Moncorvo

- Real Irmandade Rainha Santa Mafalda (Mosteiro de Arouca)

 

A Conferência «Por Amor ao Património» terá entrada livre, sujeita à capacidade de lotação do espaço e requer inscrição prévia através do seguinte formulário: https://bit.ly/3ccHhAx

Será emitido certificado de participação.