Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

24 de Março, pelas 19h | TAÍSSA CUNHA (piano) | Beethoven, Rachmaninov, Lopes-Graça e Chopin

 

24 de Março, pelas 19h

Museu Nacional da Música

 

Associação dos Amigos do Museu Nacional da Música 
 
apresentam
 
Taíssa Cunha
 
Recital de Piano
 

24.jpg

 

PROGRAMA 

 

 
L.v. Beethoven (1770-1827): Sonata op. 7
Allegro molto e con brio
Largo con gran espressione
Allegro
Rondo. Poco allegretto e grazioso.

 

S. Rachmaninov (1873-1943): Dois Prelúdios op. 23
No. 6 - Andante
No. 7 - Allegro

 

F. Lopes-Graça (1906-1994): Três Epitáfios 
1. Para um Céptico 
2. Para uma Donzela
3. Para o Autor

F. Chopin (1810-1849): Fantasia op. 49 em fá menor

 

Nascida em Lisboa, TAÍSSA CUNHA iniciou os seus estudos musicais com a mãe, Svetlana Poliakova, e posteriormente no Conservatório Nacional de Lisboa, com as Professoras Sofia Vinogradova e Anne Kaasa. Formada com Honras pelo Conservatório Superior de Música de Castilla y León (Salamanca, Espanha. 2013), com a Professora Miriam Gómez-Morán.
Realiza apresentações pelo continente europeu com concertos a solo e em duo com a violinista portuguesa Matilde Loureiro. Juntas conquistaram o Primeiro Prémio em Música de Câmara no Concurso “Prémio Jovens Músicos” (Lisboa, 2008) e uma Menção Honrosa no Concurso Concertino Praga (República Tcheca, 2009). 
Apresentou-se com a Orquestra Sinfônica de Kiev no 3º Festival de Música “Dinastia” em Kiev, Ucrânia (2014). Esta apresentação valeu-lhe o prêmio Vox Populi. Entre as suas premiações incluem-se o Prémio Especial no 16º Concurso Internacional de Piano Santa Cecília (2014), o 1º Prémio e Melhor Interpretação de obra portuguesa no Xº Concurso de Piano da Póvoa de Varzim (2015), entre outras.
Actualmente é pianista-acompanhadora na Universidade de Aveiro, onde também realiza o Mestrado em Música sob a orientação do Professor Fausto Neves. Desde 2012 realiza cursos de aperfeiçoamento com a Profª Oxana Yablonskaya na cidade de Puigcerdá, Espanha.