Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição Vida Dupla, Casa Arrumada

Até 14 de Março

Ter-Sex das 11h-17h
FDS das 14h-18h
 
Ermida Nª Sª Conceição
Travessa do Marta Pinto, 21
Lisboa
 
 

Vidaduplacc_m
 

Criatividade. É esta a palavra que me ocorre quando penso na intensa e imensa obra de Eduardo Nery. Parece um lugar comum. Criar-Arte – Em- Actividade – Constante. Nery mostrou e provou ser fabuloso e eloquente a trabalhar sobre tela, papel, mosaico, tapeçaria, pavimentos, movendo-se para a fotografia, escultura e para a Arte Pública (aquele painel de azulejos às lista amarelas, azuis, laranjas que nos fazem despertar na da Infante Santo é obra dele). Formas geométricas, cores fortes, vibrantes, equilibro das formas. Agora é rumar a esta exposição de fotografia, a preto e branco, com recurso à sobreposição de figuras – pessoas e objectos do quotidiano – criando uma atmosfera quase bizarra e perturbante. Um outro lado do percurso do artista que vale a pena complementar, como a peça do puzzle que faltava para o entender tão cheio de tudo. Há uma novo termo que me ocorre quando observo a obra de Eduardo Nery: Energia.Daniela Catulo

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.