Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

3 - 5 MARÇO - 5ª EDIÇÃO DO SCIANEMA - FESTIVAL DE CINEMA DEDICADO AOS OCEANOS E À SUA PROTEÇÃO

descarregar.png

A Sciaena - ONG portuguesa de conservação marinha - organiza, de 3 a 5 de março, a 5ª edição do Scianema, festival de cinema dedicado ao oceano, à sua preservação, e sensibilização e educação do público relativamente às principais ameaças que os mares enfrentam, e o que pode ser feito para recuperar e proteger os seres que neles habitam.

O Scianema decorre, como tem vindo a ser hábito, em Faro, sendo cada vez mais um marco na agenda cultural da cidade que tem acolhido este festival desde o início em 2016. Destaca-se, também, por ser o único festival de cinema ambiental exclusivamente dedicado ao oceano, em Portugal. Pela primeira vez, o festival decorre no Teatro Lethes, espaço icónico da capital algarvia, nas noites de 3, 4 e 5 de março, pelas 21h. Este evento tem entrada gratuita e no grande ecrã é apresentada uma diversidade de filmes e temas que surpreenderão, criarão debate e alterarão a nossa perceção do mundo marinho. Em cada noite, além dos filmes escolhidos, há também espaço para um breve debate com especialistas de cada tema e com os próprios realizadores dos filmes, onde o público poderá interagir, questionar e pensar o mar e o nosso lugar na sua proteção.

primeira sessão do Scianema é às 21h de quinta-feira, dia 3, com a exibição do filme “Picture a Scientist”, de Sharon Shattuck e Ian Cheney. Este filme, que nos chega dos EUA, analisa o percurso da Mulher na ciência ao longo das últimas décadas, e as desigualdades, as pressões e abusos de que foi alvo. É um momento de confronto com uma realidade que permaneceu escondida durante largas décadas, que teremos a oportunidade de discutir após o filme com a investigadora Lisa Borges, especialista em ciência pesqueira há mais de 25 anos, que nos dará a sua perspetiva sobre esta realidade a nível nacional e global.

No segundo dia do festival, o Cineclube de Faro toma o leme da programação, tendo escolhido o filme “Se o Mar Deixar”, de Luís Alves de Matos - um cruzamento do olhar de um homem vindo da cidade sobre um homem do mar que habita uma aldeia piscatória, numa sessão que contará com a presença do realizador.

A 5ª edição do Scianema encerra no sábado, dia 5, numa noite dedicada à Ria Formosa, às suas gentes, biodiversidade e respetivas ameaças, com a exibição de dois documentários filmados nesta incrível zona costeira. Primeiro, mergulhamos para conhecer os cavalos-marinhos da Ria Formosa com o filme “Cavalos de Guerra” de João Rodrigues, e a luta para proteger aquela que já foi a maior população destes seres no mundo. Depois, teremos a estreia mundial do documentário “From Culatra”, da realizadora Ana Monteiro, que nos dará uma perspetiva única da Ilha da Culatra e do dia-a-dia da sua comunidade, a forma como evoluiu e como pretende evoluir. Para fechar, teremos uma conversa com ambos os realizadores para falar sobre as suas perceções e experiências na Ria Formosa.

“Foi um desafio dar continuidade aos nossos eventos virados para o público nos últimos dois anos, portanto dá-nos um enorme orgulho poder voltar ao mundo físico, e sobretudo realizarmos este evento pela primeira vez no incrível Teatro Lethes”, diz Nicolas Blanc, da Sciaena, sobre o evento. “É natural que tenha havido uma ligeira desconexão do público relativamente à natureza e ao oceano, tendo em conta as enormes adversidades que temos atravessado, mas é de uma importância enorme partilhar estes filmes, que nos mostram a beleza do oceano, mas também as ameaças que enfrenta, e o que podemos fazer enquanto indivíduos mas sobretudo enquanto sociedade para limitar os nossos impactos e recuperar a saúde dos nossos mares”, concluiu.

Para além do Teatro Lethes e do Cineclube de Faro, esta edição conta com a parceria da Associação Recreativa e Cultural de Músicos, o Centro de Ciências do Mar, o Centro de Investigação Marinha e Ambiental, o Erasmus Student Network Algarve, o Município de Faro, a Sociedade Recreativa Artística Farense e a RUA FM.

descarregar (1).png