Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

«365 ALGARVE» RENOVA FIMA E APRESENTA FESTIVAL DO CONTRABANDO

A primeira edição do «365 Algarve» completa no mês de março seis meses de existência e continua a presentear a região algarvia com um cartaz rico em novidades culturais. Para assinalar este marco o programa preparou 31 eventos de música, ópera, dança, teatro, cinema, literatura, artes visuais e performativas e de animação de património, perfazendo um total de 151 apresentações.

 

Os eventos musicais são os principais destaques do mês de março, mais precisamente o 1.º Festival de Piano do Algarve, que acontece no Teatro Municipal de Portimão (TEMPO) nos dias 04, 11, 18 e 25 e que conta com a presença de grandes nomes portugueses, como Pedro Burmester, Mário Laginha e Armando Mota; o Festival Internacional de Orquestra de Guitarras do Algarve que passa por Silves (dia 18), Tavira (dia 19) e Faro (dia 25); e ainda o 32.º Festival Internacional de Música do Algarve (FIMA) que regressa renovado, depois de uma paragem de oito anos, a onze concelhos da região e que vai contar com orquestras internacionais e alguns dos mais relevantes ensembles, além da Orquestra Clássica do Sul. Os primeiros concertos do FIMA acontecem no Teatro das Figuras, em Faro (dia 18), no Teatro Mascarenhas Gregório, em Silves (dia 25) e no Hotel Conrad, na Quinta do Lago (dia 31) para um inesquecível jantar-concerto.

 

O Ciclo Euterpe, que estreou no mês de fevereiro, continua a trazer um elenco de grandes nomes que fazem parte da singularidade da música portuguesa ao Teatro Lethes, em Faro, num programa que integra espetáculos de fado, jazz, canto lírico e world music, entre os dias 02 e 11, destacando-se a 03 de março Rão Kyao.

 

Ao Hostel 1878, em Faro, no dia 03, chega mais um Concerto ao Entardecer, desta vez num registo pop e folk, pela voz e pelo dedilhar de cordas de Carlos Medeiros e Pedro Lucas, mais conhecidos como “Medeiros/Lucas”.

 

Medeiros Lucas.jpg

 

A ópera Dido e Eneias, de Henry Purcell, uma das mais emblemáticas óperas europeias que conta a história de amor entre a rainha de Cartago e um príncipe que escapou à destruição de Tróia, estreia no Auditório Municipal de Lagoa, no dia 03 de março; e O Universo de Henry Purcell regressa em versão concerto, com libreto de Nahum Tate, à Igreja Matriz de Alte, no dia 18.

 

Ainda nas novidades musicais enquadra-se o evento Tavira, Património e Artes, que concilia o património religioso, arquitetónico e pictórico com o património musical (dias 04, 11, 17, 18 e 25 de março, em Tavira); a Missa da Coroação (dia 25, em Quarteira); e Segredos de Lucía – Friday nights de Lucía, um concerto que vem homenagear Paco de Lucía, um génio universal da guitarra, no Centro Cultural de Lagos (dia 10) e na Biblioteca Municipal de Castro Marim (dia 17).

 

O Ciclo “Guitarras e Património” viaja até ao Museu da Cidade de Olhão (dia 03), à Igreja Matriz de Castro Marim (dia 04) e à Igreja de São Pedro, em Faro (dia 11).

 

À dança volta o espetáculo Villa-Lobos em Movimento, que conduzirá o público numa viagem pela evolução da identidade cultural do Brasil. O evento estará em cena na Biblioteca Municipal de Olhão, no dia 04.

É no teatro que estreiam algumas outras grandes novidades do «365 Algarve». A Carripana, um conceito inovador de teatro móvel, onde os atores passam por Castro Marim, entre os dias 11 e 13 de março e por Alcoutim, entre os dias 25 a 27, numa carrinha Citroen Berlingo e convidam o teatro a sair à rua e os peões a parar para assistir; o Festival Internacional de Teatro de Vila Real de Santo António (dias 16, 18, 24, 25 e 30); e o 10º Festival T – Festival de Teatro de Albufeira, que decorre de 23 a 27 de março, no Auditório Municipal de Albufeira.

 

Também março será rico em cinema com Vídeo Lucem a levar quatro novos filmes pelos concelhos de Vila Real de Santo António, Lagoa e Albufeira: «O Evangelho Segundo São Mateus» (Igreja de Cacela Velha, dia 09); «Habemus Papa» (Igreja Matriz de Vila Real de Santo António dia 10), «Stromboli» (Igreja de Nossa Senhora da Conceição, em Ferragudo, dia 23) e «A Paixão de Joana D’Arc» (Igreja de Sant’Ana em Albufeira, dia 24). Todas as sessões de cinema são de entrada gratuita e iniciam-se às 21h30.

 

A literatura também chega ao programa cultural, de 05 a 12, com Maré de Contos, que prometem contar os segredos mais íntimos da região de Santo Estevão, Cachopo (Tavira).

 

Retratos na Ria é uma exposição fotográfica sobre o ambiente costeiro das múltiplas margens da Ria Formosa e estará patente de 01 de março a 30 de abril no cais das praias e ilhas do sotavento. Viagem ao Interior é, tal como o próprio nome indica, uma seleção de imagens sobre o interior algarvio e pode ser vista de 03 a 20 de março na Casa dos Condes de Alcoutim e de 03 a 30 de março na Casa de Odeleite, em Castro Marim.

O projeto LAVRAR o MAR, As Artes no Alto da Serra e na Costa Vicentina chega com Medronho, um espetáculo itinerante nas destilarias da serra de Monchique que será apresentado de 31 de março a 02 de abril.

Com o espetáculo que alia a gastronomia às artes visuais Fazer Render o Peixe em Portimão traz-nos este mês pela mão do chef Fernando Agrasar del Rio, um jantar no Museu de Portimão (dia 03) antecedido da inauguração das exposições de Miki Leal “Uma Casa Portuguesa”, Beatriz Lobo “Bivalvia” e Bela Silva “Na mesa”, patentes até 9 de abril.

 

Na animação de património estreia mais um grande festival: o Festival do Contrabando, a junção e fusão da homenagem a uma atividade que ao longo da história foi importante para as gentes da fronteira de Alcoutim e San Lúcar (Espanha) com as artes e a cultura e que vai permitir que, entre os dias 24 e 26, seja possível atravessar a pé o Rio Guadiana. Além deste, ao património chegam outras iniciativas: a exposição Cal Viva, residência artística em torno da cal (Centro Histórico de Aljezur, dias 09 a 12); a encenação Be P-Art (Castelo de Tavira, dia 10; Castelo de Loulé, dia 28); e Momentos Fantásticos com o Património (Vila do Bispo, dia 25; Lagos, dias 29 e 30).

 

Contrabandista.jpg

 

À semelhança dos meses anteriores do «365 Algarve», o mês de março vai contar com o evento Fado & Wine todas as quartas-feiras, no Ginásio Clube de Faro; a exposição Documentar o Algarve Interior, de 11 de março a 04 de abril, em Silves; a viagem interativa Faro Desvendado (dias 03 e 24).

 

O espetáculo que mistura jazz e vinho, Jazz nas Adegas, decorre no dia 10 na Quinta do Francês (Silves) e no dia 17 na Quinta Rosa (Silves), mas já se encontra esgotado.

 

A programação completa pode ser consultada na página do «365 Algarve» no Facebook e o programa está disponível para download no sítio da Região de Turismo do Algarve na Internet.

 

---

 

«365 Algarve» é um programa cultural que complementa a oferta tradicional deste destino turístico com mais de mil apresentações de música, dança, teatro, exposições, animação de património, entre outras. A primeira edição decorre de outubro de 2016 a maio de 2017 e os eventos que vão ter lugar em todo o território algarvio convidam a uma visita à região. Porque todos os dias contam!