Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Transboavista

Até 20 de Novembro de 2010

às 22h

 

Transboavista

Rua da Boavista 84

Lisboa

Sou desajeitada com palavras faladas. Prefiro-as impressas. Menos gasosas, volúveis, mais físicas. Escrevo segredos ente parêntesis. Mentira. (Escrevo segredos entre parêntesis). Agora sim. Como um redoma que os protege de ouvidos e paredes alheias. (As paredes têm ouvidos). Vou contar um segredo. Contar nada, que sou desajeitada com palavras. Vou aqui deixar aqui impresso um segredo. Aliás (vou deixar aqui impresso um segredo). Hoje é um dia fervilhante no Transboavista. E devia escrevê-lo entre parêntesis, para espantar olheiros indiscretos. Dizia eu que (hoje é um dia fervilhante no Transboavista). São 3 as exposições que inauguram no caldeirão de arte mais efervescente da capital. E mais não digo. Mãos nos bolsos, assobio insuspeito, um arzinho levemente aparvalhado de quem-não-quer-a-coisa. É aparecer e deixar-se maravilhar. / Inês Alvim