Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Impermanências

Até 14 de Novembro (Residência)

4ª a Dom das 19h às 23h

 

Fábrica Braço de Prata

Rua da Fábrica de Material de Guerra 1
Lisboa

Dois espaços entre dois tempos, uma residência artística, aberta ao público e uma exposição de desenho a realizar-se em 6 carruagens do Metropolitano de Lisboa, transformadas em galerias, com 6 exposições individuais, com a participação dos artistas: Daniel Barroca, Daniel Melim, Martinha Maia, Raquel Feliciano, Sílvia Simões e Susana Gaudêncio. Neste caso as Impermanências são Interferências a que devemos sucumbir. Apreciar arte no constante movimento da vida urbana é algo que tu citadino não podes perder. / Joyce