Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Central do Brasil

27 de Maio de 2011

19h

 

Casa da América Latina

Avenida 24 Julho, 118-B

Lisboa

 

O Brasil cabe inteiro, naquela estranha forma de costeleta recortada, no filme Central do Brasil. Estão lá dentro os cheiros, a diversidade, a felicidade inconsequente. Os ritmos, a música maior que o próprio país, a terra. Forró, mães de santo, água de coco, metrópoles e subúrbios tatuados numa película. Hoje a central do Brasil tem epicentro na 24 de Julho. Daí se contempla o país-irmão de longe, e só com essa distância se consegue profundidade e perspectiva. Irmãos de sangue que não conseguem viver juntos (nem separados), Portugal e Brasil são filhos de pais diferentes. Suspeito que o pai do Brasil é mulato, tem ritmo nas ancas, um charme dos diabos e uma tendência crónica para ser feliz. E, hoje, o Brasil cabe inteiro, naquela estranha forma de costeleta recortada, na lisboeta Casa da América Latina. / Inês Alvim

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.