Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

A Sardinha é Minha

Até 30 Julho de 2011

 

Fundação Millenium BCP

Núcleo Arqueológico (NARC)

Rua Augusta                           

Lisboa

A_sardinha_e_minha_2

Lisboa é feita de símbolos, e da ignorância de me perguntar o porquê dos corvos como representação da capital, só me chega a ideia de os substituir por pombas, bastante mais abundantes nas praças, pelourinhos e rossios da cidade. A bandeira que na infância era desenhada como um catavento branco e negro perde o estatuto, ainda mais agora que, ao invés de corvos ou pombas (da minha proposta), se vê quase que esquecida e substituída por esse grande peixe, e base da minha alimentação de verão: a sardinha! Elas andam por aí, e em tom de política nacional, celebram a cidade das sete colinas, desenhadas pelo povo, criação deste berço nacional, em apoteose gritando à laia de quem sabe o que gosta: 'a sardinha é minha' que a da vizinha veio o gato e comeu! / Von Rau Pipiska

Fonte: LeCool

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.