Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Noite de Ronda

31 de Julho de 2011

22h

 

Largo de São Carlos

Chiado

Lisboa

Os corpos ganham uma gravidade especial: atraem-se muito mais. O atrito é outra força que muda de figura por aqui. Os corpos nos bailados de Olga Roriz questionam as normas da anatomia, da física e da química. Diz-se que Sophia MBA comentava “A única palavra portuguesa cuja ortografia precisa de ser mudada é dança, que se deve escrever com ‘s’, como era antes, porque o ‘ç’ é uma letra sentada, uma letra pesada.” Abri o dicionário dos elogios e folheai. Este é o mundo da arte contemporânea da fluidez, da excelência, da criatividade, da ficção e do movimento. Sucumbiremos na tentativa de eleger o momento, a imagem, a metáfora ou o bailarino de preferência, serão todos. Noite de Ronda, no Festival ao Largo. Olga Roriz deixe-me que lhe diga: tem sido um prazer conhecê-la. / Inês Pires

Fonte: LeCool

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.