Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Dura Dita Dura

 

 

 

9 de Novembro de 2011

 

10h30

 

Fórum Cultural José Manuel Figueiredo

Rua José Vicente

Baixa da Banheira

Barreiro

 

Baltazar é um menino. Baltazar é mudo. Este menino vem um sítio perdido do seu país. Baltazar vem de um sítio qualquer de Portugal. Qualquer?! Vem de um sítio preso. Mas aprisionado Baltazar não quer estar: expressa-se melhor do que muitos com mais meios de expressãoEsta peça, estreada no Festival Internacional de Marionetas do Porto, evoca um país onde as paredes tinham ouvidos e onde os meninos não molhavam os pés no mar. O Teatro de Ferro convoca bonecos desprovidos de rosto e identidade, um ensaio sobre o reverso dessa palavra: marioneta. Convoca sombras. Convoca pequenas máquinas e o tempo que passa. A história da ditadura é contada através de uma criança bem amada que se deixou contaminar pelo mal-estar envolvente. Não se escolhe o lugar e o tempo onde se nasce. / Pedro Ventura

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.