Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Escola Secundária de Casquilhos vencedora da 3ª Amarsul “Eco Sound”

Ranking maio´ 18.jpg

 

 

Escola Secundária de Casquilhos vencedora da

3ª Amarsul “Eco Sound”

 

A Escola Secundária de Casquilhos, do Barreiro, é a vencedora da 3ª edição do Amarsul Eco Sound. Este estabelecimento de ensino venceu o desafio da Amarsul -  Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos S.A, pela quantidade de resíduos entregue (12,27 kg/aluno). 

No TOP 5 está posicionada outra escola do concelho do Barreiro, a Escola Secundária de Santo André, em 4º lugar.

Com o apoio do Município do Barreiro e da AMARSUL, a escola vencedora irá promover no último dia de aulas, a 15 de junho, sexta-feira, pelas 16h00, o concerto de Holly Hood, no recinto exterior da mesma.

 

Para além do Eco Sound premiar a escola vencedora com o referido concerto, oferece € 1 000 em material pedagógico, à escolha da escola, e mais uma verba de € 1 000, que deverá ser distribuída pelos elementos que mais contribuíram para o sucesso da iniciativa.

 

 

 

 CMB

“Chapeuzinho Amarelo: Uma História para Combater o medo!” | Inscrições abertas

Chapeuzinho.jpg

 

 

No dia 16 de junho, sábado, pelas 11h00, terá lugar a atividade de promoção da leitura e música "Chapeuzinho Amarelo: Uma História para Combater o Medo!", na sala multiusos da Biblioteca Municipal do Barreiro.

 

A criação e interpretação da atividade é de Susana Quaresma e Tânia Cardoso e a produção é de “A Monda - Teatro-Música”.

O texto de "Chapeuzinho Amarelo: Uma Histórias para Combater o Medo!" é de Chico Buarque e a música de Tom Zé e Luiz Gonzaga.

Público-Alvo: Famílias com crianças dos 2 aos 5 anos | Limite: 25 crianças e família

Inscrições - 21 206 86 59

Criação e interpretação:

Produção: A Monda - Teatro-Música

No âmbito da Oficina de Contos do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, na exposição “Animalia e Natureza na Coleção do CAM”, 2015.

 

Sinopse:

"Era uma vez uma rapariga que usava um chapeuzinho amarelo. Ouvia histórias de embalar, mas estremecia, não subia escadas nem descia, não ria e em festas não aparecia, não estava constipada, mas tossia. Tinha medo de tudo, aquela “Chapeuzinho”, principalmente de encontrar o lobo, que ela nem sabia se existia. Até que um dia… A rapariga de chapéu amarelo encontrou o lobo e foi perdendo o medo do medo que tinha… O medo sentou-se no chão e a rapariga aproveitou para ficar só com o Lo -BO. Esta é uma história-canção sobre a liberdade de inventar brincadeiras, transformando o que nos assusta num grande e único companheiro, e descobrindo a liberdade de abraçar os medos que, de tão medonhos, afinal, não existem…".

 

 CMB

Dia Internacional dos Arquivos no Espaço Memória | 9 de junho, no Barreiro

 

image002.jpg

 

9 de junho, no Barreiro

Dia Internacional dos Arquivos no Espaço Memória

 

O Arquivo Municipal do Barreiro, integrado no Espaço Memória, abre as suas portas à População no Dia Internacional dos Arquivos, assinalado a 9 de junho. Trata-se de uma atividade, gratuita, aberta ao público em geral, mediante marcação através do número de telefone 21 206 81 89.

 

Será esta uma excelente oportunidade para descobrir alguns dos “segredos” mais bem guardados do Barreiro.

 

 

CMB

Inauguração da Exposição | “A Muleta do Tejo – Recuperar Memórias”

Inauguração da Exposição

“A Muleta do Tejo – Recuperar Memórias”

 

film (2).JPG

 

O Espaço Memória recebe, até 19 de agosto, a Exposição “A Muleta do Tejo – Recuperar Memórias”. Na inauguração, inserida na programação do Dia Internacional dos Museus, a 18 de maio, o Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Frederico Rosa, salientou que a muleta “é uma imagem de marca do Concelho”.

 

Histórias, Vivências e artefactos que integram o património material e imaterial do Barreiro estão representados nesta exposição iconográfica da embarcação tradicional do Rio Tejo. A mostra está patente de terça a sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. As Visitas Guiadas podem ser efetuadas mediante marcação para o número 21 206 81 85.

Considerando a mostra “um trabalho excecional”, o Presidente da CMB fez um agradecimento a todos os envolvidos na construção desta exposição e referiu que a muleta, “um dos símbolos maiores do Barreiro”, deverá estar a navegar, previsivelmente, em julho.

O Técnico da CMB, António Camarão, explicou quais os tipos de muleta do Tejo que existiam, as suas funções e a sua história e apresentou aos presentes todas as áreas da exposição.

A inauguração da exposição estiveram presente, além do Presidente da CMB, os Vereadores João Pintassilgo, Sara Ferreira, Rui Braga, o Presidente da Assembleia Municipal, André Pinotes Batista, e a Presidente da UF Barreiro e Lavradio, Gabriela Guerreiro.

A programação do Dia Internacional dos Museus incluiu também o Debate “Património Industrial como gerador de Conhecimento”, no Museu Industrial da Baía do Tejo (BT). Este evento contou com a presença da Vereadora da CMB responsável pela Cultura, Sara Ferreira, do Vogal Executivo do Conselho de Administração do Parque Empresarial BT, Sérgio Saraiva, Leal da Silva e Condinho de Araújo, ligados à CUF, e Pedro Costa, professor do ISCTE, como moderador. Esteve, ainda, na sessão, o Vice-Presidente da CMB, João Pintassilgo.

A encerrar a noite, no Edifício A4, junto ao mural de VHILS assistiram-se a sessões de cinema integradas no “Circuito Itinerante Arquiteturas Film Festival 2017 – Barreiro” - Trienal de Arquitetura de Lisboa.

 

CMB

Exposição Flor de Abril na Biblioteca Municipal do Barreiro

exposição.jpg

 

A exposição “Flor de Abril” encontra-se patente ao público até 2 de junho, na Biblioteca Municipal do Barreiro.

 

A mostra é baseada no livro “A Flor de Abril – Uma História da Revolução dos Cravos”, de Pedro Olavo Simões, com ilustrações de Abigail Ascenso.

 

Em "A Flor de Abril", o autor “conta aos mais novos os acontecimentos do 25 de Abril, usando uma linguagem simples e expressiva. Um pai explica ao filho como um cravo vermelho no cano de uma espingarda se fez símbolo da alvorada de um novo Portugal”.

 

 

 CMB

Histórias Vivas na Biblioteca | Grãozinho de Areia | 2 de junho | 11h00 | Sala multiusos da Biblioteca Municipal do Barreiro

cartaz 37.jpg

 

No próximo sábado, 2 de junho, pelas 11h00, terão lugar as “Histórias Vivas na Biblioteca” dedicadas ao livro “Grãozinho de Areia”, de Joana Maurício e Cristina Arvana, na Sala multiusos da Biblioteca Municipal do Barreiro.  A criação e interpretação é da Arteviva – Companhia de Teatro do Barreiro. 

 

Sinopse

“E se uma garrafa abandonada se transformasse numa prova de amizade? Amoroso e Grãozinho são os protagonistas desta aventura com sabor a mar”.

 

Público-Alvo: Famílias com crianças dos 3 aos 8 anos

Duração: Cerca de 60 min

Entrada livre sujeita à lotação da sala

 

Informações 21 206 86 59

Horário: 2ª feira – 9h30 - 12h30 e das 14h00 - 17h45

De 3ª feira a 6ª feira – 9h30 - 19h45

Sábado – 9h30 - 12h30 e das 14h00 - 17h45

 

CMB

25º Aniversário do Coral TAB | Concerto a 9 junho na ESSA

Coral Tab.jpg

 

 

Integrado nas comemorações do 25º aniversário do Coral dos Trabalhadores das Autarquias do Barreiro (TAB), no próximo dia 9 de junho, pelas 21h00, terá lugar uma atuação do Coral acompanhado de danças de salão a cargo deMarina Popova e dos bailarinos do Russkii Klub, no Auditório da Escola Secundária de Santo André.

Tango, Valsa, Chachachá, Rumba, Foxtrot, serão algumas das danças interpretadas.

 

“Um quarto de vida deste coro que vai ser assinalado com um conjunto de iniciativas, a decorrer ao longo do ano 2018.

Um dos projetos em que apostámos, é a realização de um conjunto de concertos, cada um deles dedicado a um tema.

Para um destes concertos, foi pensado unir a voz do Coral à dança e para isso convidámos dois grupos de danças de salão”.

 

De referir que este espetáculo poderá ter duas sessões, dependendo da adesão do público.

 

 

 CMB

Bolsa de Criação OUT.RA 2018: Vencedor(es)

Conhecidos os vencedores da Bolsa de Criação OUT.RA 2018 

Projecto conjunto explora as origens rurais da identidade barreirense.

DSC_0022.JPG

 

 

Atribuída pelo primeiro ano em regime de candidatura aberta, a Bolsa de Criação da OUT.RA – Associação Cultural a criadores barreirenses será, também pela primeira vez, partilhada por um grupo de artistas com um projecto conjunto.

João Antunes, João Pinheiro e Hélder Menor, com idades compreendidas entre os 20 e os 21 anos, propõe-se a, ao longo de 2018, explorar as dimensões sonoras e visuais das raízes rurais dos seus antepassados antes da sua deslocalização para o Barreiro – analisando, dessa forma, as identidades plurais do interior do país que constituem grande parte da memória colectiva local.

No caso concreto dos três artistas, as aldeias de Rosmaninhal (Idanha-a-Nova), Paiágua (Castelo Branco) e Santiago do Escoural (Montemor-o-Novo) constituirão os pontos de partida onde as matérias-primas para o seu projecto serão recolhidas.

O trabalho que desenvolverão será materializado num documentário audiovisual, a exibir em vários pontos da cidade, e numa performance multimédia final, ambos em datas e locais a designar.

 

Programação Infantil | abril, maio e junho - Barreiro

Programação infantil

Abril, maio e junho

 

A programação dirigida ao público infantil continua em vários espaços culturais do Concelho. AMAC, Biblioteca Municipal e Espaço Memória e Oficina de Artes no Ateliê Municipal vão acolher várias iniciativas nos próximos três meses.

 
 

abril | ESPETÁCULO DE MARIONETAS

dia 28 sábado 11h00 sala multiusos

HISTÓRIAS DO 25 DE ABRIL

COM ANTÓNIO REBOCHO

histórias do 25 de abril - Cópia.jpg

 

Público-Alvo: Dos 3 aos 8 anos | Duração: Aprox. 60 min

Entrada livre sujeita à lotação da sala

Criação e Interpretação: Maurício Rebocho

O Zé Povinho é o personagem central desta estória que conta, de forma romanceada, alguns episódios que conduziram à Revolução dos Cravos, nomeadamente a falta de liberdade de um povo.

 

maio | HISTÓRIAS VIVAS NA BIBLIOTECA PELA ARTEVIVA

dia 05 sábado 11h00 sala multiusos

O GRANDE ASSALTO AO QUEIJO, DE TIM WARNES

o grande assalto ao queijo.jpg.png

 

LEITURA ENCENADA

Público-Alvo: Famílias com crianças dos 3 aos 8 anos

Entrada livre sujeita à lotação da sala

Criação e Interpretação: Arteviva - Companhia de Teatro do Barreiro

Um rato malvado e espertalhão, Cornélio Bolorini de seu nome, aparece para roubar o queijo lá de casa, ele não sabe o que há-de fazer. Será que o Henrique, apenas um pequeno elefante, conseguirá salvar o queijo e o próprio papá?

 

 

 

 

 

junho | HISTÓRIAS VIVAS NA BIBLIOTECA PELA ARTEVIVA

dia 02 sábado 11h00  sala multiusos

GRÃOZINHO DE AREIA,

grãozinho de areia - Cópia.jpg.png

 

DE JOANA MAURÍCIO E CRISTINA ARVANA - LEITURA ENCENADA

Público-Alvo: Famílias com crianças dos 3 aos 8 anos

Entrada livre sujeita à lotação da sala

Criação e Interpretação: Arteviva - Companhia de Teatro do Barreiro

 

 

 

ESPAÇO MEMÓRIA

abril | ANIMAÇÃO DA LEITURA

dia 28 sábado  15h30

A CONTAR É QUE A GENTE SE ENTENDE!

a contar é que a gente se entende 2 - espaço mem

 

COM LEONOR TENREIRO

Público-Alvo: Maiores de 3 anos | Duração: 45 min

Entrada livre

No mundo das histórias, tudo é possível! Os animais falam, as princesas tropeçam, os sapos transformam-se em príncipes e os reis têm dores de dentes. Há meninas que conseguem voar e meninos que não tiram os pés do chão; há palácios feitos de areia e florestas cobertas de açúcar; há bruxas boazinhas e rainhas com cara de poucos amigos... 

 

maio | OFICINA ORIENTADA

dia 26 sábado  15h00

O TEMPO PERGUNTAVA AO TEMPO...

o tempo perguntava ao tempo - Cópia.jpg.png

 

COM PATRÍCIA GODINHO

Público-Alvo: Famílias com crianças maiores de 5 anos

Atividade Gratuita

… quanto tempo cabe num fio – o fio do tempo. O tempo perguntava ao tempo quantas profissões cabem num homem, e numa mulher. O tempo perguntava ao tempo quantas indústrias cabem numa região, ao longo do tempo.

Nesta visita poderás saber as respostas a estas questões e ficar a conhecer um pouco da história do Barreiro ao longo dos tempos. No final serás desafiado a prever o futuro e, quiçá, adivinhar que novas profissões poderão vir a surgir.

O que é? Visita de descoberta do Espaço Memória e das histórias que lá se guardam e oficina futurista.

 

CONTATOS

AMAC: Para informações, reserva e venda de ingressos: 21 206 82 30 | Horário: 3ª a domingo, das 14h00 às 20h00. Sempre que existam espetáculos agendados, a bilheteira abrirá uma hora antes dos mesmos.

POSTO DE TURISMO: 21 206 82 87 | Horário: 3ª a sábado, das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00.

OUTROS LOCAIS DE VENDA: www.ticketline.sapo.pt, Fnac, Worten, El Corte Inglés, C. C. Dolce Vita, Casino Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Ag. Abreu, A.B.E.P., MMM Ticket e C.C. Mundicenter, Forum Aveiro, U-Ticketline, CCB, Time Out Mercado da Ribeira, Shopping Cidade do Porto, Lojas NOTE, SuperCor – Supermercados e ASK ME Lisboa.

OFICINA DE ARTES/ATELIÊ MUNICIPAL DO BARREIRO: Informações e inscrições através do e-mail: oficinadeartes17@gmail.com

BIBLIOTECA MUNICIPAL DO BARREIRO: Para informações e inscrições: 21 206 86 59 | Horário: 2ª feira, das 9h30 ás 12h30 e das 14h00 às 17h45. De 3ª a 6ª feira, das 9h30 às 19h45, sábado das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h45.

ESPAÇO MEMÓRIA: Para informações: 21 206 81 85 | Horário: 3ª a sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

 

Organização: Câmara Municipal do Barreiro             

 

CMB