Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“BUMBS SHOWER” TERÁ TRANSMISSÃO ONLINE EM DIRETO

 

 

 

descarregar (13).jpg

 

No dia 3 de abril, o baby shower da "Bumba na Fofinha", terá transmissão online e em direto, aberta e gratuita, tanto no Instagram como no Youtube, com a possibilidade de ajudar o Banco do Bebé comprando um ou mais bilhetes-donativo.

Depois da lotação do espetáculo esgotar em menos de 1 hora, "podem sossegar porque Clarinete não vos deixa na mão". Para todos poderem assistir ao baby shower e ajudar o Banco do Bebé, uma IPSS que dá apoio a bebés de mais de 200 famílias carenciadas, são agora colocados à venda bilhetes-donativo e o espetáculo será transmitido no dia, em direto, através do Instagram e Youtube. 

"E uma vez que todos os envolvidos - convidados, equipa técnica, patrocinadores, etc. - estão a doar o seu trabalho também, a única coisa que vos peço em troca até lá é que contribuam a partir de hoje comprando um ou mais bilhetes-donativo, de acordo com aquilo que puderem e quiserem dar. Relembro que esta soma irá inteirinha para o Banco do Bebé, uma IPSS maravilhosa que sobrevive sem qualquer apoio do Estado a dar apoio a bebés de mais de 200 famílias carenciadas, desde o seu nascimento até aos 6 anos de idade. Gostava muito de rebentar com a escala de donativos e, com a vossa ajuda, domingo dia 3 cá estaremos a transmitir online, do Tivoli para o mundo! Catano que fico com contrações", confessa e apela Mariana Cabral.
 
"BUMBS SHOWER"
Sinopse:
Não há pessoa no mundo que abomine mais o conceito de Baby Shower e respetivos balões “It’s a Girl!”, cupcakes floridos, babygrows com golas à Luís de Camões e presentes de puericultura de complexidade inenarrável. Mas Bumbs está a pouco e pouco a perceber que, lamentavelmente, isto de o mundo girar não é sobre ela - mas sim sobre a geração de mudança que aí vem, onde se incluirá a sua filha (se não virar stripper ou, pior, tik toker). E, uma vez que o mundo está de pernas para o ar, achou que este pretexto era tão bom como qualquer outro para juntar a generosidade de estranhos, amigos e celebridades de significância mais ou menos razoável para ajudar quem tem problemas bem maiores do que mamilos gretados. Assim, todas as receitas da bilheteira revertem a favor do Banco do Bebé - Associação de Ajuda ao Recém-Nascido, que apoia mais de 200 famílias por ano em todas as frentes.


Este evento só acontece com a generosidade e doação do trabalho de todos os envolvidos, a quem fica desde já um agradecimento de coração à produtora WSA, aos patrocinadores Chicco e Superbock, à equipa técnica (Vasco Silva, Luís Alfredo e Ricardo Ferreira), audiovisual: You Are Live, ao teatro TivoliBBVA e à Ticketline.

Porto de Lisboa apoia ciclo sobre Almada Negreiros - ultima palestra on-line dia 25 de março

 

No próximo dia 25 de março (sexta-feira) realiza-se a nona e última do ciclo palestras mensais dedicadas à vida artística e obras de pintura mural de Almada Negreiros, iniciativa que tem sido transmitida gratuitamente pela Internet e que conta com o apoio da APL -Administração do Porto de Lisboa.

 

Recorde-se que este ciclo sobre a vida e obra de Almada, com oito palestras já realizadas em 2021 e 2022, sempre às 17h00 (GMT), via ZOOM, decorrem no âmbito do Projeto “ALMADA NEGREIROS - O desvendar da Arte da Pintura Mural de Almada Negreiros (1938-1956)”.

 

Esta nona palestra será apresentada por Leslie Rainer, conservadora de pinturas murais e especialista em projetos no Getty Conservation Institute, com o tema “History and Conservation of Murals in Los Angeles”, podendo ser acompanhada via ZOOM, através desta ligação.

Recorde-se que o Projeto “ALMADA NEGREIROS - O desvendar da Arte da Pintura Mural de Almada Negreiros (1938-1956)” é uma iniciativa transdisciplinar apoiada pela APL, que resulta da colaboração entre o laboratório HERCULES da Universidade de Évora, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC-IJF e DEPOF), e o Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (IHA-FCSH / UNL).

 

O projeto pretende estudar pela primeira vez com técnicas de imagem e de análise o legado de pintura mural de Almada Negreiros, uma das figuras-chave da vanguarda e do modernismo em Portugal.

Em destaque estão os cinco núcleos de pinturas murais encomendados na cidade de Lisboa entre 1938 e 1956, que são as Gares Marítimas da APL (de Alcântara e Rocha do Conde de Óbidos), Igreja de Nossa Sr.ª do Rosário de Fátima, Edifício DN e o Liceu EB Patrício Prazeres.

Os objetivos são a identificação e caracterização das técnicas pictóricas, constituintes dos suportes e das camadas cromáticas, e suas implicações nos processos de deterioração para sua conservação futura.

Os resultados obtidos ao longo dos três anos serão um passo vital no conhecimento, valorização e conservação da arte da pintura mural de Almada Negreiros.

 

Porto de Lisboa apoia ciclo sobre Almada Negreiros: próxima palestra dia 18 de fevereiro, às 17h00, via ZOOM

 

No próximo dia 18 de fevereiro (sexta-feira) realiza-se a penúltima do ciclo de nove palestras mensais dedicadas à vida artística e obras de pintura mural de Almada Negreiros, iniciativa transmitida gratuitamente pela Internet e que conta com o apoio da APL -Administração do Porto de Lisboa.

 

Recorde-se que este ciclo sobre a vida e obra de Almada inclui sete palestras já realizadas em 2021 e janeiro de 2022, e duas palestras a realizar em 2022 (6+3), sempre às 17h00 (GMT), via ZOOM, que decorrem no âmbito do Projeto “ALMADA NEGREIROS - O desvendar da Arte da Pintura Mural de Almada Negreiros (1938-1956)”.

 

Esta oitava palestra será apresentada pela investigadora Cláudia Nunes, abordando o tema “Um legado Cultural Brasileiro: As pinturas de Cândido Portinari no Palácio Gustavo Capanema, Rio de Janeiro, Brasil”, podendo ser acompanhada via ZOOM, através desta ligação.

Recorde-se que o Projeto “ALMADA NEGREIROS - O desvendar da Arte da Pintura Mural de Almada Negreiros (1938-1956)” é uma iniciativa transdisciplinar apoiada pela APL, que resulta da colaboração entre o laboratório HERCULES da Universidade de Évora, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC-IJF e DEPOF), e o Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (IHA-FCSH / UNL).

 

O projeto pretende estudar pela primeira vez com técnicas de imagem e de análise o legado de pintura mural de Almada Negreiros, uma das figuras-chave da vanguarda e do modernismo em Portugal.

Em destaque estão os cinco núcleos de pinturas murais encomendados na cidade de Lisboa entre 1938 e 1956, que são as Gares Marítimas da APL (de Alcântara e Rocha do Conde de Óbidos), Igreja de Nossa Sr.ª do Rosário de Fátima, Edifício DN e o Liceu EB Patrício Prazeres.

Os objetivos são a identificação e caracterização das técnicas pictóricas, constituintes dos suportes e das camadas cromáticas, e suas implicações nos processos de deterioração para sua conservação futura.

Os resultados obtidos ao longo dos três anos serão um passo vital no conhecimento, valorização e conservação da arte da pintura mural de Almada Negreiros.

“O Monstro das Cores” na “Hora do Conto” online

Hora do Conto.jpg

O Monstro das Cores”, de Anna Llenas, é a história desta semana da “Hora do Conto” online, contada por Pedro Silva, com tradução em Língua Gestual Portuguesa por Marisa Gomes.

O livro, recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, pretende explicar as emoções às crianças através das cores. A personagem principal é um monstro que muda de cor consoante o que está a sentir. Ele não percebe porque muda de cor e a sua amiga, a menina, explica-lhe o que significa estar triste, estar alegre, ter medo, estar calmo e sentir raiva.

Este projeto da Rede Municipal de Bibliotecas Públicas do Concelho, com regularidade quinzenal, é protagonizado por técnicas/os municipais, através da leitura de contos e histórias. Os vídeos são publicados às quintas-feiras, às 17h00, na página de Facebook do Museu Municipal de Palmela, com repetição aos sábados, às 10h00, na página de Facebook Palmela Município.

 

 

ALMA SHOPPING TRANSMITE LIVESTREAM DE CONCERTO DE SUSANA CHINA

image006 (1).png

O Alma Shopping, Centro Comercial gerido e comercializado pela consultora imobiliária CBRE, juntou-se ao projeto Ponto de Fuga e irá receber e transmitir o concerto da cantora Susana China.

 

Os visitantes do Alma vão poder assistir gratuitamente à apresentação em livestream do álbum da cantora “Ponto de Fuga”, onde a língua portuguesa predomina e encanta.

A transmissão do concerto será no dia 12 de fevereiro, às 21h30. O concerto intimista e com performance ao vivo que Susana China vai apresentar no Conservatório de Música de Coimbra, será transmitido em direto, em livestream, no Centro, não só nos ecrãs da Praça de Restauração, mas também num grande ecrã, instalado propositadamente na Praça Central, no piso 0, para oferecer aos consumidores e visitantes uma experiência imersiva do álbum “Ponto de Fuga”.

 

A música ao vivo é uma experiência única e o Alma Shopping, em parceria com o projeto Ponto de Fuga, através desta emissão quer proporcionar essa oportunidade a todos os conimbricenses, criando desta forma um momento cultural acessível a todos, num momento em que ainda enfrentamos algumas reservas no acesso e permanência em espaços restritos e muito fechados.

 

 

«NÃO OLHEM PARA CIMA», VALE A PENA PENSAR NISSO...

descarregar (10).jpg

Tertúlia cinéfila

«NÃO OLHEM PARA CIMA», VALE A PENA PENSAR NISSO...

O filme de Adam McKay em debate
 



Sábado, 5 de Fevereiro, às 17h

(antes da atividade, enviaremos o link para assistência)

Comunicações seguidas de debate:

«"Não Olhem para Cima", como uma sociedade morre»
Por José Carlos Fernández,
escritor, investigador e Director Nacional da Nova Acrópole

«Eis aqui chegados»;
Por José Antunes,
diretor da Nova Acrópole do Porto e investigador do IIH

«Alterações Climáticas, vamos compreendê-las»;
Por João Pedro Pio,
biólogo e formador da Nova Acrópole de Lisboa


«De que vale ter a chave da porta para entrar num novo mundo?»:
Por Solange Macedo,
formadora da Nova Acrópole de Guimarães


«Surdez mental e inteligência do Coração, actualidade da cosmovisão egícpia»;
Por Paulo Loução,
diretor da Nova Acrópole de Oeiras-Cascais e investigador do IIH

- DEBATE

 

Inscrição:
Atividade gratuita, com inscrição obrigatória no formulário:
https://bit.ly/3s5mCCs

 

Mais informações:
novacropoleoeirascascais@gmail.com
961 836 813


Organização:
Nova Acrópole Portugal

Porto de Lisboa apoia ciclo de palestras sobre Almada Negreiros_ próxima palestra dia 22 de janeiro, às 17h00, via ZOOM

 

No próximo dia 22 de janeiro (sábado) realiza-se a sétima palestra do ciclo de nove palestras mensais dedicadas à vida artística e obras de pintura mural de Almada Negreiros, uma iniciativa que será transmitida gratuitamente pela Internet e conta com o apoio da Administração do Porto de Lisboa (APL).

 

Recorde-se que este ciclo sobre a vida e obra de Almada inclui seis palestras já realizadas em 2021 e três palestras a realizar em 2022 (6+3), sempre às 17h00 (GMT), via ZOOM, que decorrem no âmbito do Projeto “ALMADA NEGREIROS - O desvendar da Arte da Pintura Mural de Almada Negreiros (1938-1956)”.

 

Esta sétima palestra será apresentada pela investigadora Mercedes Sánchez Pons, abordando o tema “What about Spanish murals of the 20th century? Needs and opportunities”, podendo ser acompanhada via ZOOM, através desta ligação.

Recorde-se que o Projeto “ALMADA NEGREIROS - O desvendar da Arte da Pintura Mural de Almada Negreiros (1938-1956)” é uma iniciativa transdisciplinar apoiada pela APL, que resulta da colaboração entre o laboratório HERCULES da Universidade de Évora, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC-IJF e DEPOF), e o Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (IHA-FCSH / UNL).

 

O projeto pretende estudar pela primeira vez com técnicas de imagem e de análise o legado de pintura mural de Almada Negreiros, uma das figuras-chave da vanguarda e do modernismo em Portugal.

Em destaque estão os cinco núcleos de pinturas murais encomendados na cidade de Lisboa entre 1938 e 1956, que são as Gares Marítimas da APL (de Alcântara e Rocha do Conde de Óbidos), Igreja de Nossa Sr.ª do Rosário de Fátima, Edifício DN e o Liceu EB Patrício Prazeres.

Os objetivos são a identificação e caracterização das técnicas pictóricas, constituintes dos suportes e das camadas cromáticas, e suas implicações nos processos de deterioração para sua conservação futura.

 

Os resultados obtidos ao longo dos três anos serão um passo vital no conhecimento, valorização e conservação da arte da pintura mural de Almada Negreiros.

 

 

 

Mais informações em: https://www.portodelisboa.pt/

- Sétima Palestra: 22 de janeiro de 2022 às 17h00 GMT – Assistir aqui!

- Programa completo das nove palestras

- Vídeo Promocional sobre o Projeto Almada

- Saiba mais sobre o projeto: Almada Negreiros – O desvendar da arte da pintura mural de Almada Negreiros (1938-1956) (uevora.pt)

 

 

CCB - Fábrica das Artes | PAOO Papalagui > estreia do novo espetáculo da companhia Caótica (ao vivo e/ou online) | 12 a 16 janeiro no Pequeno Auditório

PAOO Papalagui | companhia Caótica

Baseado no livro O Papalagui – Discursos de Tuiavii Chefe de Tribo de Tiavéa nos Mares do Sul. Ao vivo e/ou online, para maiores de 6 anos.

image003 (2).jpg

 

CCB . 12 a 16 janeiro . Pequeno Auditório

12 a 14 jan: 11h00 / 15 jan (sábado): 19h00 / 16 jan (domingo): 15h00

 

 

RESERVEM JÁ O VOSSO PEDAÇO DE PARAÍSO A PREÇO ESPECIAL DE LANÇAMENTO!

Nas Ilhas Selvagens do Arquipélago da Madeira, «o ecossistema mais intacto do Atlântico», existe uma tribo autossuficiente de origem portuguesa, comandada pela carismática Tuiavii. O agente imobiliário Cândido, da Selva Resorts, convidou a chefe da tribo a visitar Portugal e Tuiavii ficou abismada com o sistema social dos Papalagui («estrangeiros» em selvajanês): uma imensidão de objetos, roupas, prédios, veículos, máquinas, telemóveis, ecrãs e computadores, tudo embrulhado em conceitos desconhecidos para os selvaganeses, como a propriedade privada, a divisão social das tarefas, o dinheiro, a Internet ou mesmo o trabalho.

 

A Selva Resorts planeia construir nas Selvagens o «Resort de Luxo mais Selvagem do Mundo» e com a ajuda e desajuda de Tuiavii, Cândido tenta convencer o maior número de clientes, ao vivo e online, a comprar o seu pedaço de paraíso na Terra.

 

 

Festival PANOS realiza-se online, de 15 a 21 de novembro

PANOS Logo.png

 

Ao longo de uma semana, será possível assistir gratuitamente a 12 espetáculos criados por grupos de teatro escolar e juvenil, a partir de textos originais de Dulce Maria Cardoso, Gonçalo Waddington e Pascal Rambert.

PANOS - Palcos novos palavras novas encomenda, anualmente, peças originais a escritoras e escritores com reconhecimento, para serem representadas por adolescentes, cruzando o teatro escolar e juvenil com as novas dramaturgias. Depois de estrearem as suas criações originais, um júri seleciona 6 dos grupos de teatro participantes no projeto para apresentarem os seus espetáculos no Teatro Nacional D. Maria II, no Festival PANOS.

 

Em 2021, excecionalmente, o Festival PANOS realiza-se online, dando a possibilidade aos grupos que não puderam apresentar os seus espetáculos presencialmente este ano, devido à pandemia, de os dar a agora conhecer ao público. Sob coordenação de Sandro William Junqueira, o Festival PANOS Online contará com propostas de encenação de 12 grupos de teatro escolar e juvenil, que trabalharam a partir dos textos Lago, de Pascal RambertO dragão entre o céu e a terra, de Gonçalo Waddington, e O sentido da vida, de Dulce Maria Cardoso.

 

Os 12 espetáculos do Festival PANOS podem ser vistos online gratuitamente, de 15 a 21 de novembro, na Sala Online do D. Maria II.

Triplo D | Sessão de sensibilização online

Triplo D| Sessão de sensibilização online

Os direitos e a participação dos adultos mais velhos (65+)

image004.jpg

 

O Triplo D, projeto implementado pela Cáritas Diocesana de Coimbra, vai organizar no dia 4 de novembro de 2021, às 14h30, uma sessão de sensibilização online com o tema “Os direitos e a participação dos adultos mais velhos (65+)”.

 

Esta sessão é direcionada para colaboradores da Cáritas Diocesana de Coimbra e público em geral e tem como objetivo promover uma consciência crítica sobre os temas da participação e direitos humanos, que devem ser garantidos em qualquer etapa ao longo da vida. Será dinamizada pela Dra. Susana Alves, do Instituto Europeu de Ciências da Cultura Padre Manuel Antunes, parceiro oficial do projeto.

 

JUNTE-SE ao projeto Triplo D! Este é um evento online gratuito, mas sujeito a inscrição.

 

Registe-se em https://forms.gle/tkNbPiKNqLgWN5Jw8