Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“Álbum de Família” chega a Poceirão e Marateca

Álbum de Família.jpg

 

Depois de Palmela, Pinhal Novo e Quinta do Anjo, o Projeto “Álbum de Família”, desenvolvido pela Câmara Municipal de Palmela, chega agora a Poceirão e Marateca.

Ao longo do mês de maio, vão realizar-se quatro sessões públicas, que pretendem, à semelhança das anteriores, sensibilizar a população para a importância da partilha dos seus álbuns particulares e, simultaneamente, recolher informação que contextualize cada uma das fotografias, como forma de registar a história económica e social do concelho, no século XX.

A Autarquia desafia as/os munícipes a ajudarem a construir o Álbum de Família de Poceirão e Marateca, participando nas sessões públicas de projeção de fotografias e registo de memórias, levando os seus álbuns pessoais, identificando nomes e assinalando datas e factos. Mais informações: arquivo.municipal@cm-palmela.pt ou 212 336 313 (das 8h30 às 12h00 e das 13h00 às 16h30).

 

Sessões “Álbum de Família” em Poceirão e Marateca

 

8 de maio | 10h30 | Junta de Freguesia de Poceirão

12 de maio | 15h00 | Espaço Multiusos de Águas de Moura

25 de maio | 15h00 | Centro Cultural de Poceirão

29 de maio | 15h00 | Espaço Multiusos de Águas de Moura

 

TELA estreia “A Casa de Bernarda Alba” no Centro Comunitário de Águas de Moura

A Casa de Bernarda Alba.jpg

 

 

 

O TELA - Teatro Estranhamente Louco e Absurdo estreia, a 3 de maio, às 21h30, no Centro Comunitário de Águas de Moura, “A Casa de Bernarda Alba”, com adaptação de texto e encenação de Fernando Casaca. O espetáculo, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Palmela, volta a ser exibido no Centro Comunitário de Águas de Moura a 10 de maio e vai estar também em cena no Centro Cultural de Poceirão, a 15 de junho, e no Cineteatro S. João, em Palmela, a 28 de junho, sempre às 21h30.

“A Casa de Bernarda Alba” foi a última peça escrita por Federico García Lorca, dois meses antes de ter sido assassinado, em 1936, e é considerada uma das suas melhores obras. Conta a história de uma mulher autoritária e severa, Bernarda Alba, que após a morte do segundo marido, decreta luto na sua casa e sujeita as filhas à reclusão. Porém, duas delas entram numa disputa pelo amor do mesmo homem, o que culmina em tragédia. Trata-se de um texto que mostra como o poder autoritário e repressivo sobre a liberdade sexual das mulheres gera revolta e luta pela liberdade.

O espetáculo é destinado a maiores de 12 anos. Nos dias 3 de maio e 15 de junho, as entradas são mediante donativo e, a 10 de maio e 28 de junho, têm o valor de 2,5 euros.

 

Ficha artística

 

Encenação: Fernando Casaca

Elenco: Ana Carlos, Ângela Marques, Beatriz Silva, Carla Pereira, Clara Ferreira, Daniela Freitas, George Ardelean, José Marreiros e Rita Cerqueira

 

Palmela celebra Dia Mundial da Dança com iniciativas para diversos públicos

Dança.jpg

 

As comemorações do Dia Mundial da Dança (29 de abril), promovidas pela DançArte/Passos e Compassos, companhia residente no Cineteatro S. João e pela Câmara Municipal de Palmela, decorrem em vários pontos do concelho, entre 24 e 29 de abril. O programa inclui o espetáculo “Dançar Abril”, a iniciativa “Dança ao Largo”, com aulas diversas de participação livre, “Cinema(s) À Volta da Dança”, o “Baile da Liberdade” e um Baile de Danças Tradicionais do Mundo, com os Dahu.

O programa comemorativo abre, dia 24, às 22h00, com o espetáculo “Dançar Abril 2019”, no Centro Cultural de Poceirão, prossegue dia 28, entre as 10h00 e as 17h00, com a iniciativa “Dança ao Largo”, no Largo de S. João, em Palmela, que vai proporcionar aulas diversas de participação livre e encerra dia 29, com a apresentação de cinema(s) “À Volta da Dança”, às 10h00, 14h30 e 18h00, no Cineteatro S. João, em Palmela.

O programa integra, ainda, mais duas iniciativas: no dia 26, às 21h30, o “Baile da Liberdade”, em Águas de Moura, junto ao Sobreiro Centenário, uma iniciativa promovida pela União de Freguesias de Poceirão e Marateca, com o apoio da Câmara Municipal de Palmela, que também faz parte do programa comemorativo do 45.º aniversário do 25 de Abril e dia 28, às 16h00, na Biblioteca Municipal de Palmela, o Baile de Danças Tradicionais do Mundo, com os Dahu, promovido por Leónia de Oliveira, com o apoio da autarquia.

Valorizar a dança e o encontro entre as pessoas, cruzar linguagens e motivar públicos, sublinhando os benefícios da sua prática, são alguns dos objetivos das comemorações do Dia Mundial da Dança.

Mais informações em www.passosecompassos.pt ou 212 336 630.

 

Programa:

 

Dia 24 de abril 

22h00 | Centro Cultural de Poceirão

(exterior)

Dançar Abril

Org: Dançarte/Câmara Municipal de Palmela

 

Dia 26 de abril

21h30 | Águas de Moura (junto ao Sobreiro Centenário)

Baile da Liberdade

Entrada livre

Org: União das Freguesias de Poceirão e Marateca

 

Dia 28 de abril

10h00-17h00 | Largo de S. João, Palmela

Dança ao Largo

Aulas diversas de participação livre

Org: Dançarte/ Câmara Municipal de Palmela

 

Dia 28 de abril

16h00 | Biblioteca Municipal de Palmela

Baile de Danças Tradicionais do Mundo com Dahu

Org: Leónia de Oliveira

 

Dia 29 de abril

Dia Mundial da Dança

10h00/14h00 e 18h00 | Cineteatro S. João, Palmela

Cinema (s) À Volta da Dança

Org: Dançarte/ Câmara Municipal de Palmela

Arte, memória e festa celebram Abril no concelho de Palmela - Programa comemorativo do 25 de abril com alterações

25 de abril.jpg

 

 

Para celebrar os 45 anos do 25 de Abril, o concelho de Palmela apresenta um  vasto programa de comemorações baseado no trabalho de parceria entre o Município, as Juntas de Freguesia e o Movimento Associativo.

 

Cerca de 45 entidades vão promover um total de 123 eventos, que abrangem as áreas desportiva, cultural, recreativa e associativa.

 

A autarquia promove um conjunto de iniciativas que integram um programa central (ver abaixo), com destaque para os espetáculos, que criadores locais - músicos, maestros, bailarinos, artistas plásticos e população em geral – preparam para o efeito.

 

Refira-se que, devido às previsões meteorológicas de chuva, o espetáculo com Vitorino decorrerá nos Bombeiros Voluntários de Pinhal Novo e o Espetáculo “Dançar Abril” será realizado no dia 30 de abril. Programa  completo em www.cm-palmela.pt.

 

 

Programa central:

 

De 12 de abril a 10 maio |Galeria da Biblioteca Municipal de Palmela

Exposição “O 25 de abril na imprensa”

Com esta exposição ficamos a conhecer os principais jornais portugueses que mostram o fim de um regime e abriram caminho à instauração da Democracia em Portugal.

Alguns painéis reconstituem os momentos mais decisivos das operações desencadeadas pelo Movimento das Forças Armadas, de forma a facilitar a leitura e interpretação dos acontecimentos.

 

De 23 de abril a 23 de maio | Escola Secundária de Palmela

Exposição ”PIDE em Pinhal Novo. Para que a memória não esmoreça.”

O fundo documental da PIDE, enquanto polícia política e entidade repressora do regime fascista em Portugal, constitui um importante núcleo de estudo e investigação, para divulgação junto das gerações mais jovens que, felizmente, já não viveram sob o medo e o terror do fascismo, mas a quem importa transmitir a história e os testemunhos desse tempo a que Abril pôs fim.

30 abril | 22h00 | Centro Cultural Poceirão

Dançar Abril 2019

Espetáculo onde a dança se assume como a expressão dos valores de Abril, onde o desafio consiste em criar a simbiose entre o movimento e a liberdade. Num espaço (Poceirão), um momento (Abril) em que as sinergias (Comunidade) se (re)encontram e permitem (re)criar um projeto de todos e para todos. No equilíbrio entre o que cada um pode dar e pode fazer nasce um novo momento, um novo movimento, num encontro de partilhas, que irá permitir voltar a DANÇAR ABRIL.

 

26 Abril |21h30|Auditório Municipal Pinhal Novo

27 Abril |22h00| Centro Cultural Poceirão

Cinema “Raiva” de Sérgio Trefaut

Década de 1950. A vida no Alentejo é difícil. Os trabalhadores rurais, sob o domínio dos grandes proprietários, trabalham de sol a sol e o que ganham muitas vezes não é suficiente para alimentar as suas famílias. Uma noite, depois de ser vítima de uma grande injustiça, um homem perde a razão e transforma-se num assassino…

Com realização de Sérgio Trefaut, “Raiva” é um filme a preto e branco que adapta ao grande ecrã a obra “Seara de Vento” (1958), de Manuel da Fonseca, um clássico do neo-realismo português sobre a pobreza, a opressão e as injustiças sociais que se inspirou num evento verídico acontecido em Beja, em 1930.

Abril com cinema para todas as idades nos equipamentos municipais

Biblioteca Municipal de Palmela.jpg

 

Em abril, a Biblioteca Municipal de Palmela, o Centro de Recursos para a Juventude (CRJ) de Quinta do Anjo e o Auditório Municipal de Pinhal Novo apresentam várias propostas de cinema, para todas as idades.   

A Rede Municipal de Bibliotecas Públicas do Concelho de Palmela volta a convidar as/os pequenas/os munícipes a assistir a divertidas sessões de cinema, nas tardes de sábado. O filme de animação e comédia “Coco”, de 2017, é exibido no dia 6. Esta é a história de Miguel, de 12 anos, que sonha tornar-se um guitarrista famoso, tal como Ernesto de la Cruz, o seu maior ídolo. No entanto, a família desaprova e tenta fazê-lo abandonar a música. Até que Miguel acaba por evocar um encantamento que o leva para o Mundo dos Mortos. Lá, encontra muitos dos seus antepassados, que lhe vão revelar um mistério relacionado com a sua história familiar.

No dia 27, os mais pequenos podem assistir a “As fantásticas aventuras de Tad”, um filme de animação, de 2012. Tad Jones sonhava ser arqueólogo, mas tornou-se um trabalhador da construção civil, em Chicago. Até ao dia em que é confundido com um arqueólogo de renome e enviado para uma perigosa expedição ao Peru, onde vive a grande aventura da sua vida, ao tentar salvar Paititi, a lendária cidade perdida dos Incas.

Ambos os filmes são para maiores de 6 anos e as sessões, de entrada livre, começam às 16h00, na Sala Infantil da Biblioteca Municipal Palmela.

Também os “Filminhos Infantis: sessão de curtas de cinema” prosseguem em abril, desta vez com a exibição de “Viva a Primavera”, para maiores de 3 anos, a 14 de abril, às 11h30, no Centro de Recursos para a Juventude de Quinta do Anjo. A sessão é organizada pela Câmara Municipal de Palmela e tem entrada gratuita.

No Auditório Municipal de Pinhal Novo, destaca-se a exibição do filme “Raiva”, a 26 de abril, às 21h30, integrado nas Comemorações do 25 de Abril. Com realização de Sérgio Tréfaut, “Raiva” é um filme a preto e branco que adapta ao grande ecrã a obra “Seara de Vento” (1958), de Manuel da Fonseca, um clássico do neo-realismo português sobre a pobreza, a opressão e as injustiças sociais, que se inspirou num evento verídico acontecido em Beja, em 1930. Este drama, de 2018, que conta no elenco com nomes como Catarina Wallenstein, Rogério Samora e Herman José, tem 84 minutos de duração e é destinado a maiores de 14 anos. A entrada é gratuita, mediante levantamento de bilhete.

O Cineclube Odisseia leva ao Auditório Municipal de Pinhal Novo, a 17 de abril, às 21h30, “Waking life”, de Richard Linklater, uma viagem de um jovem pelos seus sonhos, que o faz encontrar uma série de personagens que lhe explicam os seus diferentes significados. O filme, de 2001, para maiores de 12 anos, mistura os géneros animação, drama e fantasia e tem 99 minutos de duração. A organização é da Associação Juvenil Odisseia, com o apoio da Câmara Municipal de Palmela (informações: cineclubeodisseia2017@gmail.com).

Bagageira aberta em Palmela a 27 de abril

 

Cartaz_Bagageira.jpg

 

No próximo dia 27 de abril é dia de Bagageira Aberta, no Largo de São João, em Palmela, das 09h00 e as 18h00.

Livros, peças de vestuário, utensílios diversos, peças de decoração e brinquedos são algumas das sugestões que poderá adquirir, a preços reduzidos, nesta iniciativa organizada pelo Centro Social de Palmela com o intuito de angariar mais receitas.

 

Bibliotecas Municipais oferecem livros aos novos leitores

 

No mês em que se celebra o Dia Internacional do Livro Infantil (2 de abril) e o Dia Mundial do Livro (23 de abril), as Bibliotecas Municipais do Concelho de Palmela incentivam à leitura, dinamizando a atividade “Um Livro para Um Novo Leitor”.

De 16 a 30 de abril, será oferecido um livro às/aos primeiras/os duas/dois utentes que se inscrevam como leitoras/es, em cada uma das Bibliotecas (Bibliotecas Municipais de Palmela, Pinhal Novo e Quinta do Anjo e Pólo de Marateca), de acordo com os seguintes escalões etários: 0 aos 6, 7 aos 12, 13 aos 17 e mais de 17 anos.

A iniciativa é organizada pela Câmara Municipal de Palmela, com o apoio da empresa Ronda das Letras.

 

 

Miguel Boieiro apresenta “As Plantas, Nossas Irmãs” em Palmela

Formação para a Comunidade.jpg

 

No âmbito do projeto “Formação para a Comunidade”, o autor Miguel Boieiro vai estar no Auditório da Biblioteca Municipal de Palmela, no dia 27 de abril, entre as 16h00 e as 19h00, para apresentar o seu livro “As Plantas, Nossas Irmãs”. A sessão, organizada pela Câmara Municipal de Palmela, vai incluir também leituras animadas, pelo Grupo das Plantas.

Com o volume 2 de “As Plantas, Nossas Irmãs”, Miguel Boieiro dá continuidade à divulgação dos benefícios que as plantas podem proporcionar às pessoas, com reflexos no seu bem-estar e felicidade. O autor pretende contribuir para despertar curiosidades e atrair estudiosos na prossecução infindável das vantagens da fitoterapia.

Miguel Boieiro, natural de Alcochete, é um apaixonado pelo mundo das plantas. Possui, entre outros, o Curso Avançado de Botânica e Flora Mediterrânica da Liga para a Proteção da Natureza e o Curso de Fitoterapia do Instituto Hipócrates. Vários artigos seus sobre botânica foram já publicados na imprensa regional e nacional. Para além de “As Plantas, Nossas Irmãs”, é também autor do livro “Plantas para Curar e para Comer”.

Palmela cumpre tradição | Segunda-feira das Merendas reúne população em convívio comunitário

Cartaz.jpg

 

Como manda a tradição, no próximo dia 29 de abril, Palmela vai recriar a Segunda-feira das Merendas, a partir das 12h00, no Parque Venâncio Ribeiro da Costa, em Palmela.

Promovida pela Câmara Municipal e pela Junta de Freguesia de Palmela, esta iniciativa, que habitualmente, se realiza na segunda-feira após o domingo de pascoela e conta com a participação da comunidade, evoca as antigas rotinas das/dos trabalhadoras/es rurais, com a entrada do horário de verão. Hoje, é uma oportunidade de convívio, em contacto com a natureza, num local privilegiado da Vila de Palmela.

O convite está lançado: traga a sua merenda, junte-se a nós e, por um planeta mais sustentável, neste dia de merendas evite o uso de plástico.

Poderá obter mais informações através dos contactos: patrimonio.cultural@cm.palmela.pt ou 212336640.

 

Ritual da Queima do Judas é recriado no Centro Histórico de Palmela

 

Queima do Judas.jpg

 

No dia 20 de abril, a Queima do Judas regressa às ruas do Centro Histórico de Palmela, numa iniciativa da Câmara Municipal com o movimento associativo do concelho.

 

O percurso, com animação assegurada pelo Bardoada – Grupo do Sarrafo, tem início às 21h30, no Largo dos Loureiros e passagem por vários locais onde é realizada “a queima do boneco” e a leitura do seu testamento. Este ano, a Queima conta com a participação de 15 grupos: Bardoada – Grupo do Sarrafo (animação), Grupo Coral “Ausentes do Alentejo” (bar), Serviços Sociais e Culturais dos Trabalhadores do Município de Palmela (bar), Passos e Compassos – Grupo Férias Culturais, Associação de Escoteiros de Portugal – Grupo 40, Motoclube de Palmela, Os Indiferentes, As Avozinhas, Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”, Teatro Sem Dono, Sociedade Columbófila de Palmela, Sociedade Filarmónica Humanitária, ATA – Teatro Artimanha, Associação dos  Idosos de Palmela e Teatro da Vila.

 

O percurso termina no Largo de S. João, onde a Orquestra e os Diabos do Bardoada – Grupo do Sarrafo apresentam uma animação com fogo de artifício e onde será lido o testamento da Câmara Municipal com a Queima do Judas.

 

Recuperado em 1995, o Ritual da Queima do Judas tem origens pagãs, ligadas à celebração da Primavera e integra o Programa Municipal de Teatro, contribuindo para a preservação do património cultural local.

 

 

Trânsito e estacionamento condicionados

 

 

No âmbito da realização da Queima do Judas, a circulação  de trânsito e o estacionamento estão sujeitos a alguns condicionamentos, no dia 20 de abril:

 

 

Corte e condicionamento de vias

Dia 20 de abril (sábado), das 20h00 às 00h00

 

  • Avenida dos Bombeiros Voluntários de Palmela
  • Largo 5 de Outubro
  • Rua Luis de Camões
  • Largo do Município
  • Praça Duque de Palmela
  • Rua do Castelo
  • Largo D. Afonso Henriques
  • Travessa da Saboaria
  • Rua da Saboaria
  • Travessa do Arrabalde
  • Rua do Brochado
  • Largo D. João I
  • Rua da Ladeira
  • Rua Mouzinho de Albuquerque
  • Rua Hermenegildo Capelo
  • Largo do Mercado
  • Rua 31 de Janeiro
  • Rua Heliodoro Salgado
  • Rua Joaquim Brandão
  • Largo Marquês de Pombal
  • Rua Almirante Reis
  • Rua do Passadiço
  • Rua Jaime Afreixo
  • Rua Serpa Pinto
  • Rua Coronel Galhardo
  • Rua Augusto Cardoso
  • Largo do Passo da Formiga
  • Rua de Olivença
  • Largo de São João Batista

 

Proibição de estacionamento de veículos

Dia 20 de abril (sábado) das 14h00 às 00h00

 

  • Largo dos Loureiros
  • Largo do Município
  • Praça Duque de Palmela
  • Largo D. Afonso Henriques
  • Largo D. João I
  • Largo do Mercado
  • Rua Hermenegildo Capelo
  • Rua 31 de janeiro
  • Rua Heliodoro Salgado
  • Largo Marquês de Pombal
  • Rua Joaquim Brandão
  • Largo Passo da Formiga
  • Rua de Olivença

 

A infração estará sujeita a penalização (reboque e coima).