Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Poesia à Mesa arranca amanhã em S. João da Madeira | Poesia encenada, cantada e servida à mesa até ao final do mês

Iniciativa decorre até ao final do mês

POESIA à MESA A PARTIR DE AMANHÃ

EM S. JOÃO DA MADEIRA

 

*Homenagem a poetas António Aleixo, António Torrado, Cláudia R. Sampaio, Edito Gonçalves, Joaquim Pessoa e Olinda Beja

 

  1. João da Madeira recebe, a partir de amanhã, a 15ª edição da Campanha Poesia à Mesa, evento que decorre naquela cidade desde 2003. A Poesia à Mesa, projeto da Câmara Municipal de S. João da Madeira, tem vindo a assumir gradualmente um grande papel cultural, não só a nível local como nacional, sendo hoje uma das imagens fortes da cidade. A edição deste ano destaca os poetas António Aleixo, António Torrado, Cláudia R. Sampaio, Edito Gonçalves, Joaquim Pessoa e Olinda Beja. O programa, sempre vasto e diversificado, tem contado todos os anos com inovações culturais, demonstrando que a poesia pode ser encenada, cantada, recitada e, sobretudo, servida à mesa de restaurantes e bares. 

Mais do que apenas assinalar o Dia Mundial da Poesia (21 de Março), a campanha tem vindo a contribuir para a promoção e divulgação de um vasto conjunto de poetas e suas obras, incentivando a população a adquirir hábitos da leitura através de um conjunto de ações muito diversificado e dirigido a diferentes segmentos de públicos.

“Poesia à Mesa” tem, a cada ano que passa, uma maior adesão, envolvendo a comunidade não apenas na sua condição de espetadora mas também de produtora de conteúdos e mensagens, como é o caso evidente da Peregrinação Poética ou da Poesia na Corda.

Para além dos públicos locais e fruto de uma programação diversa e de qualidade que contempla espetáculos, exposições, oficinas criativas poéticas, declamações em bares, restaurantes e fábricas, animação de rua, apresentações de livros, conferências com poetas, entre outras, este evento tem aproximado, a S. João da Madeira, públicos provenientes de toda a região norte do país.

Como marca distintiva desta iniciativa, saliente-se a produção de um vasto conjunto de materiais (toalhetes de mesa e bases de copos e chávenas, sacos de pão, aventais, lápis) onde são impressos os textos dos seis poetas homenageados em cada campanha. Este ano são destacados os poetas António Aleixo, António Torrado, Cláudia R. Sampaio, Edito Gonçalves, Joaquim Pessoa e Olinda Beja. Distribuídos massivamente, estes materiais levam aos restaurantes, cafés, bares, padarias e comércio em geral, a palavra do poeta e a sua própria imagem.

 

PROGRAMA | 10 a 31 de Março de 2017

Festival de Comédia em S. João da Madeira | Com Eduardo Madeira, Quim Roscas e Zeca Estacionâncio e Fernando Rocha

Festival de Comédia a 18 e 19 de novembro

 

GARGALHÃO PÕE S. JOÃO DA MADEIRA A RIR

 

*Com Quim Roscas e Zeca Estacionâncio, Eduardo Madeira e Fernando Rocha

 

 

  1. João da Madeira reúne, nos próximos dias 18 e 19 de novembro, alguns dos melhores nomes da comédia portuguesa para a segunda edição do Gargalhão. O festival de humor estreia na Sala dos Fornos, da Oliva Creative Factory, para duas noites de pura diversão.

 

Pedro Neves e Jaimão serão os anfitriões do evento que nasceu no ano passado, por iniciativa do humorista sanjoanense Pedro Neves, conhecido pelas suas participações em programas como “Levanta-te e Ri”, da SIC, “Sempre em Pé”, da RTP, e “Bolhão Rouge”, do Porto Canal. A festa do humor, que conta com o apoio da Câmara Municipal de S. João da Madeira, regressa este ano com programa reforçado e algumas novidades.

 

O Gargalhão arranca no dia 18 de novembro, sexta-feira, às 21h45, com Joel Ricardo Santos, Paulo Baldaia, Hugo Sousa e uma dupla bem conhecida dos portugueses, Quim Roscas e Zeca Estacionâncio. No sábado, Rui Xará, Eduardo Madeira e Fernando Rocha tomam conta do palco para uma noite repleta de humor e gargalhadas até às lágrimas. Fernando Alvim e Martim Azevedo fazem as honras de fecho com o set musical "Bem-vindo aos entas: 70's,80's, 90's".

 

O Gargalhão vai animar também as escolas básicas do concelho, com o espetáculo de ventriloquismo “Sidónio vai à escola”, de João Seabra. O comediante de stand-up vai pôr os mais pequenos, do primeiro ao quarto ano, a rir durante a tarde de sexta-feira.

 

A segunda edição do festival de humor surge com outra novidade, a criação de um vinho dedicado ao festival que partilha o mesmo nome, “Gargalhão”. O néctar, proveniente das castas do Alentejo, será servido em vários pontos de S. João da Madeira, nomeadamente nos restaurantes da cidade. Pedro Neves, o humorista que está na génese deste festival, está satisfeito com esta iniciativa, que acredita ser um "elixir do próprio Gargalhão”.

 

Os bilhetes podem ser adquiridos na Casa da Criatividade, em S. João da Madeira, e nas bilheteiras online habituais e custam dez euros para um dia e quinze euros para os dois dias do festival , permitindo o acesso gratuito ao Núcleo de Arte da Oliva. A organização espera receber mais de 1600 pessoas no festival de comédia

 

 

GARGALHÃO – 18 e 19 de Novembro

Oliva Creative Factory – S. João da Madeira

 

Preços:
1 dia – 10 euros

2 dias – 15 euros

 

Bilhetes: www.bol.pt, Casa da Criatividade, Paços da Cultura, Núcleo de Arte da Oliva, lojas FNAC, CTT, Centro Comercial 8.ª Avenida (Worten), El Corte Inglês, Pousadas da Juventude, a linha 24h de reservas e informações 18 20 do MEO e os Quiosques Serveasy (novos locais)

O Natal chega ao 8ª Avenida com concerto da Academia de Música de São João da Madeira

Centro promove concerto gratuito para os seus visitantes

O Natal chega ao 8ª Avenida com concerto da Academia de Música de São João da Madeira

O 8ª Avenida recebe no próximo dia 6 de novembro, pelas 16h00, o Concerto da Orquestra de Sopros da Academia de Música de São João da Madeira, proporcionando assim mais um momento de lazer gratuito a todos os visitantes do Centro.

Esta é uma iniciativa que conta com a participação de cerca de 37 crianças da Academia de Música de São João da Madeira, que farão entoar pelo corredor central do Centro várias sinfonias conhecidas do público, sob a direção do Maestro Nuno Choupeiro.

De vários pontos do Centro será iniciado um Flash Mob, em que a orquestra, composta por instrumentos de sopro, iniciará o concerto ao som de Pachelbel's Canon. A partir daí, segue-se o concerto de temas natalícios “A Swinkling Christmas”.

O Concerto de Natal do 8ª Avenida é uma iniciativa que decorre no âmbito do projeto “Ciclo de Orquestras”, integrado no programa de responsabilidade social da Sonae Sierra.

Este projeto, que teve início no Dia Mundial da Criança (1 de junho), organiza concertos em parceria com as escolas da Orquestra Geração e Conservatórios de Música. Estas atuações decorrem de norte a sul do país, incluindo ilhas, proporcionando aos visitantes dos 22 Centros da Sonae Sierra um momento de lazer e enriquecimento musical, com temas bem conhecidos do reportório clássico e popular.

 

Sapatos gigantes invadem S. João da Madeira para inauguração do Museu do Calçado

 

IMG_1289.JPG

 

Shoe Street Art até 27 de novembro

 

DOZE SAPATOS GIGANTES INVADEM

RUAS DE S. JOÃO DA MADEIRA

 

*Iniciativa insere-se no programa de inauguração do Museu do Calçado

 

 

A Shoe Street Art instalou-se em S. João da Madeira, espalhando pela cidade uma coleção de 12 sapatos gigantes, produzidos por diversos artistas, que utilizaram técnicas urbanas, desde o grafiti à pintura, passando pela colagem. A exposição é uma ideia original do Instituto Tecnológico do Calçado e Indústrias Conexas, em Espanha, e integra-se no programa de inauguração do Museu do Calçado de S. João da Madeira, que abre portas no próximo dia 5, às 11 horas.

 

Com 2,10 metros de largura por 2,40 metros de altura, os sapatos estão expostos em algumas das principais ruas e praças de S. João da Madeira, numa homenagem a uma indústria com grande tradição no município e um dos principais motores económicos da região, cujo design, qualidade e inovação são já internacionalmente reconhecidos.

 

As 12 peças retratam o sapato feminino, com salto agulha, em abordagens estilizadas que valorizam um dos produtos mais emblemáticos e diferenciadores na área da moda. Sob a égide do luxo e do glamour, a Shoe Street Art valoriza e homenageia, a par do novo Museu do Calçado que agora nasce em S. João da Madeira, uma indústria que congrega empresários, trabalhadores, criadores e designers, entre outros profissionais.

 

A iniciativa, que pode ser vista até dia 27 de Novembro, transforma o ícone do sapato numa expressão artística que intervém no espaço urbano procurando surpreender e envolver os visitantes.

 

O Museu do Calçado, em S. João da Madeira, será inaugurado no próximo dia 5 de novembro, às 11 horas, numa cerimónia que contará com a presença do secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Sousa, do presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Ricardo Figueiredo, e dos criadores Miguel Vieira e Luís Onofre.

 

Scott Matthews | Ao vivo em Portugal | 28 e 29 de Outubro

view.php.jpg

 

28 DE OUTUBRO - S. João da Madeira - Casa da Criatividade, 21h30
1ª parte - Pedro e os Lobos
 
29 DE OUTUBRO- Ponte de Lima - Teatro Diogo Bernardes, 22h00
 
 
Scott Matthews lançou seu quinto álbum de estúdio, “ Home Part 2”, em Setembro 2016, o primeiro disco a ser lançado pela sua própria editora, Shedio Records.
2016 celebra o 10º aniversário do seu álbum de estreia, “Passing Stranger", um disco muito bem recebido pela crítica generalizada.
Com o primeiro single,  “Elusive” Scott Matthews ganhou o prémio Ivor Novello para Melhor Música e melhor letra.
 
No single deste novo trabalho, The Flower Lantern, Scott Matthews reacende o seu amor pela guitarra elétrica numa narrativa folk-rock épica que explora novas sonoridades com a sua banda, e sobre a sensação do novo single, explica: “Senti que era hora para inclinar a balança e escrever uma música com um ritmo mais up-beat, que é algo que eu realmente não tenho feito desde o meu primeiro álbum."
 
 
 
Para ver ao vivo:
28 DE OUTUBRO - S. João da Madeira - Casa da Criatividade, 21h30 | 1ª parte - Pedro e os Lobos.
Bilhetes à venda em:
 
29 OUTUBRO - Ponte de Lima  - Teatro Diogo Bernardes - 22h00
Bilhetes à venda na bilheteira do Teatro: 2€
 
 

Dia Mundial da Saúde Mental

cartaz_finalíssimo.jpg

 

Apresentação do projeto realiza-se no dia 10, na Oliva Creative Factory

 

  1. João da Madeira promove oficinas de

artes visuais para doentes psiquiátricos

 

*Projeto “Normativos? Talvez… não” conta com a colaboração do Centro Hospital de Entre Douro e Vouga

 

 

 

O Município de S. João da Madeira e o Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (CHEDV), assinam na próxima segunda-feira, Dia Mundial da Saúde Mental, um protocolo de cooperação, que visa oficializar o projeto de colaboração intitulado “Normativos? Talvez… não”, cuja apresentação está integrada no evento “Encontro Dignidade em Saúde Mental”, uma jornada conjunta da Município com o CHEDV, que se realiza na Oliva Creative Factory, a partir das 9 horas.

 

O projeto, que arrancou em 14 de setembro e envolve o Núcleo de Arte da Oliva Creative Factory e o Serviço de Psiquiatria do CHEDV, prevê que um grupo de utentes desenvolva ao longo de um ano letivo, quinzenalmente, um conjunto de oficinas de artes visuais. Integrada nas comemorações dos 90 anos da criação do município sanjoanense, a iniciativa decorre no Núcleo de Arte da Oliva, um espaço museológico que acolhe, entre outros acervos, uma das melhores coleções de arte bruta a nível mundial, produzida por autores sem qualquer ligação ao meio artístico, muitos deles internados em unidades de saúde psiquiátrica. Patente até final de fevereiro, a exposição, denominada “Arte Bruta: Uma história de mitologias individuais. Obras da Coleção Treger/Saint Silvestre”, comissariada pelo curador francês Christian Berst, reúne nas instalações da emblemática metalúrgica Oliva, reconvertidas pelo Município sanjoanense à promoção da arte e da criatividade, um dos mais impressionantes e invulgares acervos de Arte Bruta do mundo.

 

Do programa das comemorações do Dia Mundial da Saúde Mental fazem ainda parte, para além da visita à exposição, conferências e mesas redondas com reconhecidos profissionais nacionais e estrangeiros da área da saúde mental, assim como a apresentação de projetos ligados à saúde mental comunitária, atualmente em prática, seja na área escolar, em puerpério e grávidas, seja nos cuidados primários de saúde ou em consultas. A jornada termina às 19 horas, com o concerto, com entrada gratuita, dos Bruta, um projeto de Ana Deus e Nicolas Tricot.