Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição Fluxos, de Roberto Santandreu, na SNBA a partir de 7 de janeiro de 2021

Convite Expo Roberto Santandreu_Fluxos.jpg

 

A SNBA e o fotógrafo Roberto Santandreu apresentam a partir das 15h00 de 7 de janeiro, na Galeria de Arte Moderna a exposição Fluxos.

 

Com curadoria do pintor Jaime Silva, Roberto Santandreu apresenta 26 fotografias de grande dimensão (1410x910mm) impressas em papel Canson, dando a ver o invisível, real reduzido, sintetizado, em tampas de esgoto, no chão de várias cidades.

 

A exposição com entrada livre, estará aberta de segunda a sexta-feira, das 12h00 às 19h00 e aos sábados das 14h00 às 19h00. Encerra aos domingos e dias feriados e respeita as normas emitidas pela DGS e pelo Governo Português, nomeadamente quanto à lotação de espaços interiores e ao uso obrigatório de máscara.

METROPOLITANA | "Café com Mozart" nas manhãs de janeiro > 11H. Teatro Thalia

transferir (3).jpg

 

Parte da reputação da tradição musical clássica constrói-se com base nos valores da transcendência estética e de uma doutrina humanista que a razão não alcança. Justifica-se, por isso, que os nomes dos compositores e os títulos das obras se sobreponham frequentemente à mais descontraída experiência de ouvir música no dia a dia, seja pelo simples prazer contemplativo ou por quaisquer motivações de circunstância. Não esquecemos, porém, que, por intermédio das gravações e dos novos formatos que a música ao vivo desbravou recentemente, esse imenso repertório dispensa com facilidade a reverência formal para preencher momentos improváveis das nossas rotinas.

Neste caso, propõe-se um curto ciclo de concertos que convida a despertar com música de câmara de Wolfgang Amadeus Mozart. São trios, quartetos e quintetos que, apesar de terem sido compostos há mais de duzentos anos, mantêm uma frescura que combina na perfeição com um bom café expresso bebido em frias manhãs de inverno.

Seminário: Os Templários na Europa e no Oriente

transferir (7).jpg

 

 

OS TEMPLÁRIOS NA EUROPA E NO ORIENTE

 
Seminário de história em 3 sessões pelo Prof. Paulo Loução
 

Inscrição no formulário: shorturl.at/uOUX0

 
 
// Sábados das 10h às 13h // 16/1, 23/1, 30/1
// Formação online por Zoom
// Formador: Paulo Loução (vide CV infra)
// Os inscritos receberão o ID da aula por Zoom antes de cada aula e poderão pedir as gravações de duas das três aulas do seminário que não puderem assistir
 
Valor do seminário: (9h de formação): 45 € (25 € para para membros da Nova Acrópole e para jovens com menos de 30 anos)

Inscrição no formulário: shorturl.at/uOUX0
Validada com a transferência para o seguinte IBAN da Nova Acrópole:
PT50 0045 5492 4026 3851 7341 3

Informações pelo email
centrodehistoriajaimecortesao@gmail.com
ou pelos telefones 935 021 873 // 961 836 813


PROGRAMA:
- Os Templários e as Cruzadas. A expansão da Ordem no «ultramar» e na Europa
- As grandes figuras da época como São Luís, Ricardo Coração de Leão, os Fredericos Hohenstaufen e Saladino
- O encontro de São Francisco com o Sultão do Egito al-Kamel na sua peregrinação à Terra Santa
- A relação dos Cavaleiros do Templo de Salomão com os «Templários do Oriente islâmico», a cavalaria de Alamut
- O sistema financeiro templário
- O sistema de comendas na Europa
- Uma «ponte» entre o Oriente e o Ocidente
- A prisão e julgamento dos Templários
- A importância das acusações e do julgamento para o estudo ideológico da Ordem
 
*
 
- Este seminário constitui o quarto dos módulos do Curso, «Os Templários, a Cavalaria Espiritual e as Raízes do Ocidente»; a participação nos módulos deste Curso pode ser independente e autónoma: Aqui todo o Programa deste Curso em 8 módulos: https://bit.ly/2J2zCpj
 
PAULO ALEXANDRE LOUÇÃO
 
É investigador do Instituto Internacional Hermes, dirigido pelo antropólogo Fernand Schwarz; professor na Escola de Filosofia da Nova Acrópole Portugal, e fundador e coordenador do Círculo Lima de Freitas, que se dedica ao estudo da matemática e geometria sagradas.
Como autor tem mais de uma dezena de obras publicadas, entre as quais se destacam os bestsellers «Os Templários na Formação de Portugal» (12 edições) e «Portugal – Terra de Mistérios» (8 edições), ambas publicadas pela Ésquilo e pelo Círculo de Leitores. Também publicou um estudo sobre «A Descoberta do Brasil».

Participou em vários documentários realizados pelo Canal «História», nomeadamente na série «Templários».
Como filósofo, tem-se interessado pela área do estudo da consciência e, assim, foi o autor do projecto e co--autor do livro «Experiências de Quase-Morte – Relatos Verídicos» (4 edições).

Na área do Turismo Cultural foi publicada a sua obra «Lugares Inesquecíveis de Portugal» com a chancela da editora Eranos.
Na área do trabalho de campo em antropologia, realizou o Estudo Identitário das Aldeias de Montanha da Serra da Estrela (que deu origem ao livro «A Magia das Aldeias de Montanha»), a convite do Município de Seia e, neste momento. Está a realizar um Estudo sobre a cultura da Ilha do Príncipe, no golfo da Guiné, África.
Fundou e coordena o Centro de História «Jaime Cortesão».
Escreveu o seu primeiro romance, «A Profecia de João XXIII», propondo um novo olhar sobre a necessidade de se investigar as origens da Civilização e perscrutarmos as nossas raízes, e foi Curador da Grande Exposição de 2019 dedicada ao pintor Lima de Freitas na Galeria Verney, em Oeiras. Lima de Freitas foi um dos expoentes da cultura lusa do século XX, condecorado pelo Governo Francês pelo seu trabalho desenvolvido na arte e no estudo de antropologia do imaginário com Gilbert Durand, uma das grandes figura da Nova Antropologia a nível mundial, e que também colaborou com Paulo Loução, nomeadamente na sua obra, «Alma Secreta de Portugal».

Paulo Loução é, actualmente e em parceria com a escritora e investigadora Severina Gonçalves, responsável pelo Projecto Internacional Ulisses que promove expedições aos mais importantes lugares mágicos do Planeta, tais como Ankor Wat (Cambodja), Persepólis (Irão), Karnac (Luxor, no Egipto), Chavin de Huantar (Peru), Teotihuacan (México), Delfos e Elêusis (Grécia), Tomar, cidade dos Templários (Portugal), Göbekli Tepe e Hattusa (Turquia), entre muitos outros. Este Projecto Ulisses promove o Encontro de Culturas e a procura das essências da Simbologia das Antigas Civilizações.

Entrevista de Paulo Loução para a revista da TAP:
http://upmagazine-tap.com/pt_artigos/tomar-cidade-templaria/
No  jornal «Público», em Portugal:
http://fugas.publico.pt/Noticias/291740_um-guia-de-quot-viagens-com-alma-quot-por-portugal
http://fugas.publico.pt/Viagens/312112_na-montanha-seguindo-o-mapa-dos-tesouros?pagina=-1
https://fugas.publico.pt/Viagens/299147_ha-um-portugal-magico-para-redescobrir?pagina=-1
Na Televisão (TVI): https://www.youtube.com/watch?v=-sYlqk0xUFA

*
Informações:
centrodehistoriajaimecortesao@gmail.com
935 021 873


Organização:
Centro de História Jaime Cortesão
Nova Acrópole Oeiras-Cascais
Espaço Arkhé



Apoio:
Câmara Municipal de Oeiras

Novidades Grupo Almedina | 14 de janeiro

 “Ensaios”, de George Orwell (Edições 70): coletânea de ensaios de um dos escritores mais influentes do século XX. Organizado, prefaciado e traduzido por Jacinta Matos, também responsável pela biografia do autor, esta obra inclui 20 ensaios que nos revelam facetas menos conhecidas de Orwell.

Capa_EnsaiosGeorgeOrwell.jpg

 

Ø  “Elogio da Dúvida”, de Victoria Camps (Edições 70): sexto ensaio da Coleção Elogios, desta vez dedicado à dúvida. Uma apologia à “dúvida” como dínamo do pensamento e garante de um raciocínio ativo e são.

Capa_ElogioDaDuvida.jpg

 

Ø   “Em Todas As Ruas te Encontro”, dePaulo Faria (Minotauro): uma das vozes mais importantes da nova geração de escritores portugueses. Este é o primeiro romance nacional com a pandemia como pano de fundo e apresenta-nos o retrato vívido de uma época ímpar, ainda presente na vida de todos.

Capa_EmTodasAsRuasTeEncontro.jpg

 

 

EPAL lança Livro de Receitas da Tia Cátia feitas com Água da Torneira e que aposta na sustentabilidade ambiental

receita infusaogengibre erva principe_EPALTiaCatia

“A Irresistível Água da Torneira à Mesa com..

“A Irresistível Água da Torneira à Mesa com..

 

Cátia Goarmon é a primeira Chef a aderir à coletânea de receitas com o tema “A Irresistível Água da Torneira à Mesa com...” que visa promover a sustentabilidade ambiental, a economia circular e a utilização de produtos sazonais e locais.

Com a primeira edição de “A Irresistível Água da Torneira à Mesa com...”, a EPAL lança a sua primeira coletânea de receitas culinárias, que reúne 24 receitas da autoria de Cátia Goarmon.

As receitas foram criadas para momentos de partilha, em família ou entre amigos, com recurso à Água da Torneira, um gesto tão simples que deve ser cada vez mais valorizado, promovendo a sustentabilidade e as boas práticas ecológicas, reduzindo a pegada ambiental.

Conhecida carinhosamente por “Tia Cátia”, a autora associou a sua grande paixão pela cozinha à causa ambiental, tornando-se, desta forma, a primeira chef portuguesa a aderir a este inovador desafio da EPAL.

O livro incorpora o conceito de reutilização da água na confeção das refeições, renovando as opções da nossa gastronomia tradicional com mais sustentabilidade. Outra ideia inerente é cozinhar sem desperdício, aproveitando e reaproveitando a água e os alimentos, e é isto que o livro pretende mostrar, dando um destaque especial à Água da Torneira, que se transformando e reutilizando, dá vida a novos sabores com mais sustentabilidade.

Consumir produtos sazonais e locais, inventar e reinventar novas utilizações para os excedentes dos alimentos e praticar o Desperdício Zero são comportamentos sustentáveis que se aliam então ao consumo de Água da Torneira, a qual, no nosso país, é de excelente qualidade e pode ser consumida com toda a confiança.

Em parceria neste projeto entra também a SEMEAR, que forneceu alguns dos produtos hortícolas para a confeção das receitas da Tia Cátia. A SEMEAR é um projeto de sustentabilidade e de inclusão social para jovens e adultos com dificuldade intelectual e desenvolvimento, que assenta na formação e no desenvolvimento de competências para a empregabilidade e inserção profissional, trabalhando ainda com agricultores e produtores locais.

Esta parceria reforça a premissa de compromisso de responsabilidade social da EPAL em contribuir para uma sociedade mais justa, para um ambiente mais limpo e para um mundo mais sustentável.

Aceite o nosso desafio também e venha cozinhar connosco e sempre com Água da Torneira em www.epal.pt e https://issuu.com/epal.lisboa/docs/livro_irresistivel_agua_torneira_tia_catia_2020_li

 

PROGRAMAÇÃO DO 1º TRIMESTRE | CASA DAS ARTES DE FAMALICÃO

A programação do primeiro trimestre de 2021 da Casa das Artes de Famalicão - ano dos 20 anos de atividade deste teatro municipal - conta com seis coproduções, três das quais em estreia.

 

Janeiro

Teatro, cinema, dança e música fazem parte da oferta deste teatro municipal, que inicia, nos dias 14 e 15 de janeiro, com À Espera de Godot, numa encenação de António Parra, coprodução Casa das Artes de Famalicão e ACE Escola de Artes de Famalicão.

Depois, nos dias 13, 15 e 16 de janeiro, apresenta-se a primeira réplica do o quinto episódio do CLOSE-UP, com um panorama de sessões orientadas sob o mote do Cinema na Cidade, onde a produção do presente a e a história do cinema se encontraram.

Para o público geral, encontraremos Luis Buñuel e Nanni Moretti: OS ESQUECIDOS, a 15 de janeiro; e QUERIDO DIÁRIO, no dia 16 de janeiro.

Para o público escolar do Agrupamento de Escolas de Ribeirão, no dia 13 de janeiro, é exibido o filme OS RESPIGADORES E A RESPIGADORA de Agnès Varda.

No dia 17 de janeiro, atuam no Grande Auditório da Casa das Artes, Álvaro Cortez (percussão) e Isabel Romero (piano), com um reportório de musica contemporânea onde pontuam John Cage, Avner Dorman, entre outros.

CA_Flyer_Álvaro_Isabel.jpg

 

Com a autoria e encenação de Elmano Sancho, interpretação de Custódia Gallego, Elmano Sancho, João Gaspar e Lucília Raimundo, nos dias 22 e 23 de janeiro, sobe a palco mais uma coprodução do Teatro da Trindade, Casa das Artes de Famalicão, Loup Solitaire, em MARIA, A MÃE.

MARIA, A MÃE, segundo texto da trilogia sobre a família, é um texto sobre a perda, a dor, a solidão, a velhice, o esquecimento e a morte.

CA_Flyer_MARIA.jpg

 

A 29 de janeiro, NOITE DE PRIMAVERA de Luís Mestre é a escolha programática da Casa das Artes de Famalicão para mais uma noite de teatro. NOITE DE PRIMAVERA, a segunda noite da Tetralogia das Estações do dramaturgo Luís Mestre, mergulha-nos num arquivo de memórias, ambições e visões da juventude que assombram quatro vidas numa noite intensa deflagrada pela insónia.

CA_Flyer_NoitePrimavera.jpg

 

No dia 30 de janeiro, o Cinema Digital na Casa das Artes propõe o filme As Bruxas de Roald Dahl, de Robert Zemeckis.

MANUEL JOÃO VIEIRA, com a Anatomia do Fado, encerra com música, no dia 30 de janeiro, a programação deste mês. Manuel João Vieira - o mentor de projetos como Ena Pá 2000 ou Os Irmãos Catita - apresenta-se agora a solo e em nome próprio com o duplo álbum Anatomia do Fado, um trabalho, como o nome indica, dedicado ao fado, mais em concreto ao fado humorístico, muito em voga no século passado, mas, entretanto, caído em desuso.

CA_Flyer_ManuelJoãoVieira.jpg

 

 

Fevereiro

A programação de fevereiro abre, no dia 5, com o concerto de TIAGO BETTENCOURT, com 2019 Rumo ao Eclipse, o seu mais recente disco de originais. A música continua na programação da Casa das Artes, no dia 12 de fevereiro, com TRÊS TRISTES TIGRES e a sua Mínima Luz, um disco de rock mais rugido e delirante, contaminado com circuitos eletrónicos, e outros temas mais ambientais e lentos.

A 19 de fevereiro, sobe a palco a primeira produção da Companhia Intrazyt, em coprodução: Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão / Casa das Artes de Famalicão, Câmara Municipal de Loulé / Cineteatro Louletano. INTRAZYT 0.0 é a primeira estreia de 2021 na Casa das Artes de Famalicão. Intrazyt - estreia o seu primeiro programa – Intrazyt 0.0 - composto por três peças coreográficas que abrem caminho à linha artística e estética da companhia, sendo duas delas estreias nacionais e uma estreia absoluta.

Aliás, fevereiro é um mês de estreias e no dia 26 é a vez de estrear Como Perder um País, o segundo espetáculo do ciclo “Democracia e os filhos dos anos 90”, numa coprodução: Momento - Artistas Independentes, Casa das Artes de Famalicão, Teatro Municipal do Porto e Teatro Municipal Baltazar Dias.

 

Março

O mês de março arranca com a presença da Companhia Nacional de Bailado na Casa das Artes de Famalicão, no dia 5, com o espetáculo Dançar em Tempo de Guerra, que inclui CHRONICLE, da coreografia americana Martha Graham e A MESA VERDE do coreografo alemão Kurt Jooss.

No dia 12 é a vez de estrear TRIPLO, a nova criação da KALE Companhia de Dança para 2021, numa coprodução com a Casa das Artes de Famalicão. Desde 2018 que a KALE colabora com o projeto de cooperação transfronteiriço REGARDS CROISÉS (Malandain Ballet Biarritz), convidando 3 coreógrafos de cada país representado - França, Espanha, Portugal - a desenvolver uma criação original para os intérpretes da companhia.

No dia 13, surge a segunda réplica do quinto episódio (5.1) do Close-Up, que arrancou em outubro passado, com a proposta entre o caloroso retrato de uma família brasileira e do seu quotidiano de dificuldades, em BENZINHO, e com Marcello Mastroianni a orientar-nos num mundo e num cinema em mudança, na Roma de Fellini, em LA DOLCE VITA. Esta réplica tem ainda projetado reiterar, para o público escolar, em data e estabelecimento escolar a anunciar, a memória da passagem dos 75 anos do fim da 2.ª Guerra Mundial, com a projeção de #ANNE FRANK - VIDAS PARALELAS, com condução de Helen Mirren, para alunos do 3.º ciclo e do secundário.

No dia 19, é a vez dos CLÃ atuarem na Casa das Artes, trazendo a Famalicão o seu mais recente trabalho “Véspera”, lançado em pleno confinamento, naquele que é o nono disco da banda.

Clã #1 _ créditos João Octávio Peixoto.jpg

 

EU NUNCA VI UM HELICÓPTERO EXPLODIR, é a proposta da Casa das Artes de Famalicão para os dias, 25, 26 e 27 de março. Trata-se de uma peça teatral de Catarina Ferreira de Almeida e Joel Neto, que cruza as linguagens do  teatro, do cinema, da rádio, da televisão, da internet, numa coprodução da Narrativensaio-AC com a Casa das Artes de Famalicão e o Teatro Municipal de Angra do Heroísmo. EU NUNCA VI UM HELICÓPTERO EXPLODIR dá oportunidade para ver de novo em palco atores como António Durães e Filipa Guedes, devidamente “assessorados” pela voz do jornalista Fernando Alves.

Na programação de cinema da casa das Artes de Famalicão, ao longo de todo o ano, destaque para a escolha do Cineclube de Joane, com sessões regulares para o público de cinéfilos.

 

 

HBO PORTUGAL | DESTAQUES DE 11 A 17 DE JANEIRO

DESTAQUES 
11 a 17 de dezembro

Descubra as histórias da HBO Portugal para esta semana!
SEGUNDA-FEIRA, DIA 11
YOUR HONOR - Temporada 1, Episódio 6
Adam passa o dia com a sua nova paixão de risco, enquanto Michael tenta encontrar quem o está a chantagear. Lee envolve-se cada vez mais no caso de Kofi.
TIGER - Documentário, Parte 1 
Este documentário de duas partes mostra os detalhes da ascensão, queda e regresso épico do ícone mundial, Tiger Woods, através de imagens nunca antes vistas e entrevistas reveladoras com aqueles que melhor conhecem o jogador de golfe.
QUARTA-FEIRA, DIA 13
QUINTA-FEIRA, DIA 14
DOMINGO, DIA 17
30 MONEDAS - Temporada 1, Último episódio
Vergara, Paco e Elena totalmente armados, enfrentam demónios bíblicos enquanto os Cainitas tomam a aldeia. Se conseguirem as 30 moedas, surgirá um poder sem precedentes e, com ele, um novo Papa para a nova ordem mundial governada por Satanás.
FILMES - EM DESTAQUE
DIA 14/01
SALTOS ALTOS

DIA 15/01
UMA HISTÓRIA AMERICANA
BIG GAME - INSTINTO CAÇADOR
GOLPE FINAL
GUNS AKIMBO
WE SUMMON THE DARKNESS

DIA 17/01
INTERSTELLAR
KIDS - EM DESTAQUE
SÉRIES
Dia 15/01
OS THUNDERMANS - Temporada 2, Novos Episódios
VICTOR E VALENTINO - Temporada 2, Novos Episódios

Podcast do D. Maria II dobra a frequência e inicia o ano com entrevista a Filomena Cautela

 

TEATRA_Logo.png

 

Lançado em setembro de 2019, o TEATRA conta já com várias entrevistas a personalidades associadas ao setor cultural, e assume agora a periodicidade quinzenal.

 

TEATRA_Filomena Cautela.jpg

 

Para dar início ao novo ano, o TEATRA, o podcast do D. Maria II, dobrou a frequência, assumindo a partir de agora a periodicidade quinzenal. De duas em duas semanas, será possível ouvir uma nova entrevista com uma personalidade associada ao meio cultural e artístico português.

 

A primeira convidada do ano é a atriz Filomena Cautela que, no episódio já disponível aqui, conversou com Mariana Oliveira sobre o seu percurso e o caminho que fez desde o Direito até à Casa do Artista e à formação em teatro, passando pelo trabalho em televisão, pelo novo programa que está a preparar e pelos projetos que tem vontade de fazer no futuro. A atriz revelou a relação especial que tem com o D. Maria II e contou, pela primeira vez numa entrevista, uma história que viveu no espaço do Rossio há mais de 10 anos. “Esta casa, para mim, não é só uma casa por onde passaram muitos diretores e onde há muitos espetáculos que mexem com o público. É uma casa que guarda muita gente, muitas histórias. É uma casa mágica para mim”, referiu Filomena Cautela em entrevista ao TEATRA.

 

Nos próximos meses, será ainda possível ouvir entrevistas com David Pereira Bastos, Jorge Silva Melo, Teresa Coutinho, Gonçalo M. Tavares e Lúcia Maria, seguindo-se depois outros convidados a anunciar, sempre de duas em duas semanas.

 

Lançado em setembro de 2019, o TEATRA é um podcast conduzido por Mariana Oliveira, que pretende trazer mais espaço para conversar e pensar sobre a cultura, o teatro e as pessoas que o fazem. Ao longo de um ano e meio, passaram pelo espaço do TEATRA atores, encenadores, artistas visuais, músicos, escritores ou realizadores, como Albano Jerónimo, Alexandre Farto aka Vhils, Bruno Nogueira, Dulce Maria Cardoso, Manuela Azevedo, Miguel Guilherme, Olga Roriz, Rita Blanco ou Rui Mendes.

 

O podcast do D. Maria II está disponível no SoundcloudSpotifyYoutube e Apple Podcasts.

Dominguinhos Online Algarve: Uma árvore com desejos para o novo ano

Os “Dominguinhos” de 10 de janeiro têm uma história

 

Dominguinhos MAR Shopping Algarve.jpg

 

A Maria tinha muitos desejos para 2021 e também alguns de 2020 que ainda não tinha concretizado! Os “Dominguinhos” de 10 de janeiro do MAR Shopping Algarve contam a história da Maria e de uma árvore muito especial. Através de uma teatralização, vamos conhecer melhor quais são os desejos da Maria e como é que a mãe a pode ajudar, através da Árvore dos Desejos!

 

Agora online, a programação dos “Dominguinhos” continua a animar as manhãs de domingo das crianças que visitem as páginas de Facebook e Instagram do MAR Shopping Algarve, pelas 11h00. O programa das atividades online pretende continuar a proporcionar momentos mágicos, com espaço para a brincadeira e experiências pedagógicas. As crianças ficam bem entregues às suas atividades favoritas de domingo de manhã, e os pais podem descansar ou, se quiserem, inspirar-se nestes vídeos para outras histórias e atividades divertidas para fazer em família.