Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS | OS PROTAGONISTAS | NOS CINEMAS A 2 DE SETEMBRO

transferir (4).jpg

Na semana da estreia do novo filme da Marvel Studios, SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS, descubra mais sobre a história e os protagonistas.

Começamos pelo protagonista desta aventura, SHANG-CHI (Simu Liu), um jovem treinado desde a infância pela misteriosa Organização dos Dez Anéis. Ele terá de enfrentar o seu passado, que julgava ter deixado para trás, quando é atraído para a teia do pai, XU WENWU (Tony Leung) o temido líder da Organização dos Dez Anéis. Shang-Chi é acompanhado por KATY (Awkwafina), a sua melhor amiga, dedicada e ferozmente leal, com espírito livre e despreocupado, que traça o seu próprio trajeto de auto-descoberta. Ao longo do seu percurso, Shang-Chi reencontra-se com a sua irmã, XIALING (Meng’er Zhang), que deverá escolher entre a vida solitária que criou para si própria ou juntar-se ao seu irmão na luta contra a Organização dos Dez Anéis.

transferir (15).jpgSHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS, da Marvel Studios, é protagonizado por Simu Liu no papel de Shang-Chi; Tony Leung no papel de Wenwu; Awkwafina como Katy, a amiga de Shang-Chi; Michelle Yeoh no papel de Jiang Nan, bem como Fala Chen, Meng’er Zhang, Florian Munteanu e Ronny Chieng. O filme foi realizado por Destin Daniel Cretton e produzido por Kevin Feige e Jonathan Schwartz, com Louis D’Esposito, Victoria Alonso e Charles Newirth como produtores executivos.

A jornada de Shang-Chi é contada através de efeitos visuais deslumbrantes, um espetáculo com assinatura do Universo Cinematográfico Marvel e exibições de ação alucinantes, juntamente com um elenco diversificado e uma história com que nos identificamos. SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS estreia nos cinemas a 2 de setembro.

 

 

Cinema ao ar livre em agosto na Solar - Galeria de Arte Cinemática

Sessões de Cinema ao Ar Livre na Solar

transferir (21).jpg

 

Nas sextas-feiras de agosto, às 21:30, o  Cineclube de Vila do Conde irá promover, no espaço exterior da Solar - Galeria de Arte Cinemática, uma programação dedicada ao cinema documental musical. Quatro obras onde a música e a sétima arte se cruzam, e onde será possível ver (e ouvir) na tela nomes como João Gilberto, P.J. Harvey ou The Stooges.
Esta programação especial tem o apoio do Programa Cultura Vila do Conde 2021, da Câmara Municipal de Vila do Conde. A entrada é livre.            
 
Por sua vez, no sábado, 28 de agosto, às 21:30, a Curtas Metragens CRL apresenta a sessão "Best of Curtas", com alguns dos filmes premiados na 29ª edição do Curtas Vila do Conde - Festival Internacional de Cinema.

Programa completo:
Sexta-feira, 6 de agosto, 21:30    
 "P.J. Harvey- A Dog Called Money", de Seamus Murphy            
 
Sexta-feira, 13 de agosto, 21:30      
"Onde está você, João Gilberto?", de Georges Gachot            
 
Sexta-feira, 20 de agosto, 21:30      
"Gimme Danger", de Jim Jarmusch            
 
Sexta-feira, 27 de agosto, 21:30      
"Buena Vista Social Club", de Wim Wenders            
 
Sábado, 28 de agosto, 21:30   
"Best of Curtas"

NOVO TRAILER DO FILME-CONCERTO DE BILLIE EILISH, "HAPPIER THAN EVER: CARTA DE AMOR A LOS ANGELES," QUE ESTREIA EM EXCLUSIVO NO DISNEY+ SEXTA-FEIRA, 3 DE SETEMBRO

 
 
 
O Disney+ irá mostrar uma performance íntima de cada música na ordem sequencial do álbum - pela primeira e única vez - no palco do lendário Hollywood Bowl.

 

A vencedora de GRAMMY® e a artista dos tops MUSICAIS, Billie Eilish fará sua estreia no Disney + com "Happier than Ever: Carta de Amor a Los Angeles", uma experiência de filme-concerto, com estreia mundial na sexta-feira, dia 3 de setembro. O trailer oficial é hoje divulgado.
 
 
TRAILER: 
 

 



Dirigido por Robert Rodriguez e pelo vencedor de Oscar Patrick Osborne, o especial irá também incluir elementos animados, levando os espectadores numa viagem de sonho pela cidade natal de Billie, Los Angeles, e pelos seus cenários mais icónicos. “Happier than Ever: Carta de Amor a Los Angeles” apresenta FINNEAS, o coro infantil de Los Angeles, o grupo Filarmónico de Los Angeles dirigido pelo Diretor Artístico e Musical Gustavo Dudamel e o mundialmente reconhecido guitarrista brasileiro Romero Lubambo, com arranjos de orquestra de David Campbell. “Happier than Ever: Carta de Amor a Los Angeles” foi produzido pela Interscope Films e Darkroom Productions, em parceria com Nexus Studios e Aron Levine Productions, com Kerry Asmussen como Diretor de Concerto ao Vivo e Pablo Berron como Diretor de Fotografia.

 

O novo álbum "Happier Than Ever" da artista vencedora de sete GRAMMY®, Billie Eilish, foi escrito por Billie e pelo seu irmão FINNEAS, que também o produziu. O álbum estreou-se em 19 países como número 1 e, desde então, passou um total de três semanas consecutivas no top dos EUA. Antes do lançamento de "Happier Than Ever" de Eilish, " WHEN WE ALL FALL ASLEEP, WHERE DO WE GO?" estreou como número 1 na Billboard 200 nos EUA, bem como em 17 outros países por todo o mundo após o lançamento em 2019, e foi o álbum que mais tocou naquele ano. Posteriormente, Billie fez história como a mais jovem artista nomeada e a vencer todas as principais categorias do 62º GRAMMY® Awards. Mais recentemente, Billie levou para casa tanto o prémio Record of the Year para "Everything I Wanted", como o de Best Song Written For Visual Media por "No Time To Die" na 63ª edição do GRAMMY® Awards deste ano.

 

O escritor/realizador Robert Rodriguez dirigiu os filmes de ação “Desperado” e “From Dusk Til Dawn”. No cinema produziu “Sin City”, “Alita Battle Angel”, “We Can Be Heroes” e os filmes “Spy Kids” no seu Troublemaker Studios em Austin, Texas.

 

Patrick Osborne é um animador, argumentista e realizador de cinema americano. Em 2014, venceu a Academia® de Melhor Curta de Animação por "Feast", a sua estreia na realização, e seguiu com a inovadora curta de realidade virtual “Pearl” vencedora do Emmy® e indicada ao Oscar em 2017. Ele trabalhou ainda como diretor de animação da série de comédia da ABC "Imaginary Mary". Antes disso, Osborne foi animador de filmes como "Wreck-It-Ralph" e "Bolt" do Walt Disney Animation Studios.

 

Sob a liderança do Diretor Artístico e Musical Gustavo Dudamel, o LA Phil oferece performances ao vivo, iniciativas de media e programas de aprendizagem que inspiram e fortalecem as comunidades em Los Angeles e além. A Orquestra Filarmónica de Los Angeles é a base das ofertas do LA Phil, que também incluem um programa de apresentação multi-género e multidisciplinar e programas de desenvolvimento juvenil como YOLA (Orquestra Juvenil de Los Angeles). As apresentações são oferecidas em três palcos históricos - Walt Disney Concert HallHollywood Bowl e The Ford - bem como por meio de uma variedade de plataformas de media. Em todos os seus esforços, o LA Phil busca enriquecer a vida de indivíduos e comunidades por meio de experiências musicais, artísticas e de aprendizagem com impacto no mundo.
 
Sobre o Disney+
O Disney+ é o serviço de streaming dedicado a filmes e programas da Disney, Pixar, Marvel, Star Wars, National Geographic e muito mais, juntos, pela primeira vez. Pertencente ao segmento “Direct-to-Consumer & International” da The Walt Disney Company, o Disney+ está disponível na maioria dos dispositivos ligados à internet e oferece programação sem anúncios e com uma grande variedade de filmes originais, documentários, séries de animação live-action e curtas metragens. Além do acesso sem precedentes ao incrível catálogo de entretenimento cinematográfico e televisivo da Disney, o serviço é o espaço de streaming exclusivo para filmes lançados pelos Walt Disney Studios a partir de 2020. Visite DisneyPlus.com para subscrever e/ou saber mais sobre o serviço.

:: Cinema Fora de Portas :: 1.ª Edição ::

239596623_313582940456000_4603641978046337090_n.jp

 

Cinema Fora de Portas
Iniciado a 19 de Agosto com um evento piloto, o Ciclo “Cinema Fora de Portas” percorrerá várias praças da região de Coimbra levando a arte cinematográfica ao encontro dos públicos. Serão projectadas 5 longas-metragens nacionais e internacionais, culminando em dois cine-concertos que revisitam o cinema de património nacional.

As exibições de cinema ao ar livre têm entrada gratuita, mediante reserva em caminhos.info. Os bilhetes Cine-Concertos têm um custo de 10€, sendo reduzido a 5€ no caso dos sócios das entidades promotoras na Casa do Cinema de Coimbra, entidades parceiras, estudantes, desempregados, cineclubistas, seniores, grupos ≥ 10, profissionais do espetáculo. As reservas devem ser feitas em www.caminhos.info/casa

——

A ambição dos Caminhos do Cinema Português promoverem sessões de cinema fora das portas de uma sala de cinema é antiga. No passado, ao longo de várias iniciativas pontuais, conseguimos criar a aliança entre a arte cinematográfica com o património edificado e as comunidades da região, mas nunca nos apresentámos ao público com um programa coeso de várias exibições, nem tão pouco que nos permita viajar com os filmes pela geografia da região. Em 2021, em co-organização com a União de Freguesias de Coimbra, Queima das Fitas, Universidade de Coimbra e Centro de Estudos Cinematográficos, contando com o apoio do Ministério da Cultura, do Instituto do Cinema e Audiovisual e do Município de Coimbra.

O programa é em si heterogéneo tanto na origem da filmografia, como nos géneros. Depois de trazermos “O Carteiro de Pablo Neruda” ao Jardim da Associação Académica, passeamos no sábado à noite, 28 de agosto às 21h30, até ao Jardim da Sereia para conhecer “Annette”, a longa-metragem de Leos Carax que abriu o 74.º Festival de Cannes. Este é um drama romântico musical que explora a relação entre a relação de Henry, um comediante de stand up com um sentido de humor corrosivo, e Ann, uma cantora de renome internacional, enquanto estão na ribalta e são um casal feliz e glamoroso. O nascimento da sua primeira filha “Annette” mudará as suas vidas. Segundo Rui Pedro Tendinha, “Annette é então uma provocação de um artista que pede ao espectador para alinhar neste espaço VIP de abismo.”

O ciclo continua num registo musical que nos levará às 21h30 do dia 4 de Setembro, até à Pedrulha, no largo da Igreja Matriz, para ver e ouvir o biopic de Patrícia Sequeira sobre as Doce, uma girlsband portuguesa, que marcou a primeira metade da década de 1980. O filme narra partes da vida das quatro mulheres através do “impacto que a irreverência, a rebeldia e a liberdade, particularmente ao nível da sexualidade feminina” que  encantaram e chocaram, “um país de costumes antigos e conservadores”.

Indo além da relação com o espaço da região, exploramos a memória colectiva, recuperando a música nos espaços da Escola Secundária José Falcão. Diversas gerações lembrar-se-ão nos pátios da escola da “Noite dos Horários”. O registo de uma exibição de Cinema ao Ar Livre será inevitavelmente diferente, mas recuperar a música naquele espaço, avivará, certamente, algumas memórias. Querendo cumprir esse propósito, exibir-se-á “Stardust - O Nascer de uma Estrela”, de Gabriel Range, um filme sobre a tour “The Man who sold the World” que David Bowie fez antes de se tornar famoso por todo o mundo.

O Cinema como arte manipuladora do tempo é também uma ferramenta de representação da memória individual e colectiva, sendo que os filmes do passado poderão ter novas leituras no presente. Assim, apresentamos-nos no dia 18 de setembro, às 21h45, no Terreiro da Erva, um espaço recentemente requalificado, para ver e debater o clássico “O Pátio das Cantigas” de António Lopes Ribeiro. Passado num típico bairro lisboeta na altura de Santos Populares, o filme explora a comédia pelo duplo sentido reunindo no grande ecrã, vários dos atores mais célebres da época. Simultaneamente este filme conseguiu juntar no mesmo plano a propaganda política com o humor “de revista”, proporcionando que essa mesma propaganda fosse ignorada pelos seus admiradores até aos dias de hoje. Um facto menos conhecido deste filme é que foi produzido na cidade de Coimbra.

A segunda parte do Ciclo “Cinema Fora de Portas” acontece com Cine-Concertos que nos ajudarão a olhar de outra forma para o nosso património cinematográfico. O Primeiro Cine-Concerto une a música de Marcelo dos Reis, proeminente músico do jazz nacional, com as imagens de há um século da região de Coimbra. Filmado em vários locais de Coimbra e do Luso, “A Fonte dos Amores”, de Roger Lion, apresenta-nos vários aspectos das vivências das cidade ao acompanhar o percurso de um actor que ao visitar a cidade e a Universidade, se relaciona com uma jovem conimbricense. Esse relacionamento chamou a atenção da noiva do ator. A partir desse triângulo amoroso, o realizador Roger Lion, traça um paralelo com a história de Pedro e Inês numa peça teatral que decorre ao longo de todo o filme.

No segundo Cine-Concerto recuperamos as imagens de “Os Lobos”, de Rino Lupo, capturadas em vários locais da Foz do Douro e da Serra da Estrela, assim como do Porto de Leixões, em Matosinhos, e das localidades de Nelas, distrito de Viseu, e São Romão e Valezim, em Seia, distrito da Guarda, na década de 20 do século passado. Filmado somente com luz natural e com um elenco maioritariamente de “não atores” , o realizador procurou recriar um naturalismo realista, sendo considerado uma “obra-prima do Cinema mudo europeu”, influenciando o estilo cinematográfico e a narrativa poética da "escola de cinema portuguesa" das décadas seguintes. As imagens, recentemente restauradas pelo ANIM da Cinemateca, serão acompanhadas pelos acordes dos Wipeout Beat, uma banda de três veteranos da cena musical conimbricense, com sons “sujos do garage”.

Haverá ainda espaço para dois cine-concertos adicionais durante o próximo Festival Caminhos do Cinema Português com os The Twist Connection e Marcelo dos Reis. O programa será comunicado oportunamente.

Material de Imprensa com fotos, trailers, sinopses em  https://caminhos.box.com/s/ixys117ji96otoq12ado5ll1ebmm5cle

———————
28 de Agosto, 21:30, Jardim da Sereia
Annette, de Leos Carax (2021)

04 de Setembro, 21:30, Largo da Igreja da Pedrulha
Bem Bom, de Patrícia Sequeira (2021)
11 de Setembro, 21:30, Escola Secundária José Falcão
Startdust - O nascer de uma Estrela, de Gabriel Range (2021)

18 de Setembro, 21:30, Terreiro da Erva
O Pátio das Cantigas, de António Lopes Ribeiro (1948)

25 de Setembro, 21:30, Jardim Botânico :: Cine-Concerto
Marcelo dos Reis - acompanha - A Fonte dos Amores, de Roger Lion (1924)

9 de Outubro, 21:30, Local a Anunciar :: Cine-Concerto
Wipeout Beat - acompanha - Os Lobos, de Rino Lupo (1923)

Cinema Fora de Portas

Cinema Fora de Portas – 1.º Ciclo Itenerante de Cinema ao Ar Livre :: Programa :: Curso "Montagem & Autoria" - Inscrições 2.ª fase :: Call for Movies · Inscrições · XXVII Festival Caminhos · Últimos Dias


Cinema Fora de Portas – 1.º Ciclo Itenerante de Cinema ao Ar Livre :: Programa

Iniciado a 19 de Agosto com um evento piloto, o Ciclo “Cinema Fora de Portas” percorrerá várias praças da região de Coimbra levando a arte cinematográfica ao encontro dos públicos. Serão projectadas 5 longas-metragens nacionais e internacionais, culminando em dois cine-concertos que revisitam o cinema de património nacional. 

As exibições de cinema ao ar livre têm entrada gratuita, mediante reserva em caminhos.info. Os bilhetes Cine-Concertos têm um custo de 10€, sendo reduzido a 5€ no caso dos sócios das entidades promotoras na Casa do Cinema de Coimbra, entidades parceiras, estudantes, desempregados, cineclubistas, seniores, grupos ≥ 10, profissionais do espetáculo. 

As reservas para estes eventos são realizadas em www.caminhos.info/casa

Curso "Montagem & Autoria" - Inscrições 2.ª fase

Encontram-se abertas as inscrições para a segunda fase do curso de Verão "Montagem e Autoria". Neste curso de curta duração propomos-nos a explorar como a prática da montagem cinematográfica é em si uma manifestação de expressão autoral. Ao longo de várias de conversas com autores e cineastas que partilharão as suas concepções sobre o uso expressivo da montagem no seu trabalho literário, cinematográfico ou em ambas as valências. Complementando o espírito de partilha e debate é promovida uma oficina de montagem vídeo permitindo aos alunos aprender noções base do trabalho de edição e da criação de um pensamento narrativo. O curso decorrerá de 14 a 17 de Setembro, mais info em https://www.caminhos.info/curso-de-verao-montagem-e-autoria/ 

Destacamos nesta segunda edição a retrospectiva dedicada a João Braz. O montador português estará presente a 24 de Setembro na sessão de "O Filme do Desassossego" de João Botelho.

Inscrições XXVII Festival Caminhos :: Últimos Dias

Estamos a poucas semanas do término do período de inscrições para a XXVII edição do Festival Caminhos do Cinema Português. No presente momento temos mais de 400 títulos inscritos de 28 geografias diferentes, com destaque para o espaço da Lusofonia. Querendo incentivar a participação do maior número de criadores oferecemos, até 15 de setembro, 50% de desconto nas taxas de inscrição. Deverá usar o código 'NewsCCP27' no término da inscrição. As inscrições decorrem em www.filmfreeway.com/caminhos.

Gostaríamos ainda de expor na próxima edição do festival a história dos nossos cinemas, dos ecrãs da nossa rua, do nosso bairro, vila ou cidade. Se tiver fotografias, vídeos, textos, ou outros registos importantes da história das salas de cinema do nosso país, envie-nos para producao@caminhos.info. Gostaríamos de as considerar para elaborarmos uma exposição colectiva dedicada à história das salas e do seu papel comunitário, durante o próximo festival.

We are a few weeks away from the end of our Call for entries for the 27th edition of Caminhos Film Festival. At this moment, we have over 400 titles submitted from 28 different geographies, with emphasis on the Portuguese-speaking countries. Caminhos has one international competitive section open to student films and two non-competitive international sections: Night Shift (fantastic, explicit) and World Films (generalist). In order to encourage the participation of the largest number of creators we offer, until September 15th, 50% discount on the submission fees. You must use the code ‘NewsCCP27’ at checkout. Submissions are open at www.filmfreeway.com/caminhos.

MOTELX 2021: Programação completa da 15.ª edição | 7 a 13 SET - Cinema S. Jorge

 

transferir - 2021-08-26T230857.761.jpg

 

 

MOTELX - Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa

Website | Facebook | Instagram | Twitter | Youtube

PROGRAMAÇÃO COMPLETA 15.ª edição

O muito antecipado "The Night House" de David Bruckner com Rebecca Hall é o filme de encerramento.

 

7 dias, mais de 70 filmes, programação para os mais novos, conversas e reflexões sobre vários aspectos do cinema de género nacional e internacional. Eis a programação completa da edição de 2021 do MOTELX, de 7 a 13 de Setembro, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

 

 


Começou a contagem decrescente para a 15.ª edição do MOTELX - Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa. De 7 a 13 de Setembro, todos os caminhos vão dar ao Cinema São Jorge para celebrar mais um momento em que o terror é sinónimo de comunhão.
Com a programação completa, o MOTELX sublinha o seu ADN e, de olhos postos no futuro, mostra o que de melhor se faz no cinema de terror e como se pode transfigurar ao cruzar-se com outras expressões artísticas.

Depois de conhecido o filme de arranque do festival, “The Green Knight” de David Lowery, no dia 7, na sessão de encerramento, vai poder assistir-se a “The Night House” de David Bruckner. A longa-metragem do realizador norte-americano conta a história de uma viúva que tenta ultrapassar o suicídio do marido, no lago junto à casa de sonho que construíram juntos. Enquanto procura dar significado à sua vida, é atormentada por visões perturbadoras e pela sensação que existe um mistério ainda maior por descobrir.

Na secção Serviço de Quarto, aos títulos já revelados como “Black Medusa” e “Violation”, juntam-se películas oriundas de países forasteiros ao género: “Sweetie, You Won’t Believe It” de Ernar Nurgaliev (Cazaquistão), “Three” de Pak Ruslan (Cazaquistão, Coreia do Sul e Uzbequistão) e o thriller de terror ecológico “Gaia” de Jaco Bouwer (África do Sul).
Esta secção ganha ainda mais relevo com a exibição de “The Night” do iraniano Kourosh Ahari. Integralmente falado na língua persa, é o primeiro filme de produção norte-americana estreado no Irão desde os anos 70. Outras produções em destaque são “Mad God”, a animação feita projecto de vida de Phil Tippett, um dos especialistas em efeitos visuais mais premiado dos Óscares (“Star Wars”, “Robocop”, entre outros), cuja estreia aconteceu no Festival Locarno, durante este ano; “Willy’s Wonderland” de Kevin Lewis, com a interpretação da maior estrela do cinema de género, Nicolas Cage; “Fukushima 50” de Setsurô Wakamatsu, sobre o desastre nuclear naquela central localizada na ilha japonesa de Honshu, em 2011; e o cinema experimental de “After Blue” do francês Bertrand Mandico.

Aos slashers do anunciado e expectante programa “Fúria Assassina - Mulheres Serial Killer”, que tem por missão desconstruir o estereótipo da representação masculina nos filmes de terror, junta-se agora “Office Killer” (1997) de Cindy Sherman. Esta é a única obra cinematográfica da artista norte-americana e relata a história de uma mulher que começa por assassinar os seus colegas de trabalho homens, guardando os cadáveres na cave de casa. Tem ainda a particularidade de criar uma ligação com as imagens produzidas por si e, à semelhança dos auto-retratos que a tornaram mundialmente famosa, a personagem principal, interpretada por Carol Kane, faz lembrar a própria Cindy Sherman.

Outro destaque incontornável vai para “In the Earth” do inglês Ben Wheatley, incluído na habitual Competição de Longas Europeias, que, nesta edição do MOTELX, apresenta 8 filmes de 7 países: Espanha, França (com duas películas), Reino Unido, País de Gales, Itália, Suécia e Portugal - com o já anunciado “Um Fio de Baba Escarlate” de Carlos Conceição.

A completar o lote de novidades da 15.ª edição do festival, o documentário sobre Folk Horror, “Woodlands Dark and Days Bewitched: A History of Folk Horror” da escritora para cinema e produtora canadiana Kier-La Janisse, na secção Doc Terror.

A não perder ainda, três debates que abordam algumas das temáticas presentes na edição de 2021 do MOTELX: o painel “Making Genre” - From Concept to Distribution, que junta os produtores Josh C. Waller, Camille Gatin, Elan Gale, Emily Gotto (Shudder/AMC) e Molly Quinn, para discutir o processo geral da criação de filmes de género, no dia 11, às 15h30; o painel Fúria Assassina, moderado pela jornalista Carolina Franco (Gerador), conta com a actriz e realizadora Ana Moreira, a crítica de cinema Inês N. Lourenço, o professor e investigador Jorge Martins Rosa, e o director artístico e programador do festival João Monteiro, também no dia 11, pelas 17h30; e uma conversa com a dupla produtor/realizador portuguesa Tino Navarro e Joaquim Leitão, autores da trilogia inacabada sobre a guerra do Ultramar que, no MOTELX, será representada pelas longas-metragens “Inferno” (1999) e “20,13 Purgatório” (2006), na secção Quarto Perdido, no dia 12, a partir da 17h.

Para garantir o aquecimento necessário para 7 dias de sustos na tela, o Warm-Up acontece de 2 a 4 de Setembro, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, com três propostas únicas que marcam a rentrée cultural da cidade. No dia 2, às 21h30, no Convento de São Pedro de Alcântara, “RAPSODO” é uma espectáculo dedicado à palavra, aos contadores de histórias, aos contos, textos e histórias ligados ao universo do terror e do fantástico, conduzido pelos actores consagrados Maria João Luís, José Anjos, Miguel Borges e Vítor Alves da Silva, envolvidos pelo universo sonoro de Noiserv. Por sua vez, no dia 3 (com extensão até 3 de Outubro), das 19h à meia-noite, na Travessa de São Paulo, 5 (Cais do Sodré), oportunidade única de assistir à primeira e surpreendente incursão do cineasta Edgar Pêra no mundo da pintura. Em “Vizões do Ego - Uma Encenação Pictórica de Edgar Pêra”, as suas telas inéditas serão dramatizadas pelo desenho de luz de Rui Monteiro e pela banda sonora de Artur Cyaneto. A fechar o Warm-Up, no dia 4, às 21h30, a clássica e habitual sessão de cinema ao ar livre, no Largo Trindade Coelho, com a comédia de terror “Bubba Ho-Tep” (2002) de Don Cascarelli. Bruce Campbell no papel de Elvis Presley e Ossie Davis de “John F. Kennedy” enfrentam uma múmia egípcia que se apodera das almas dos utentes de um lar de idosos.
Todas as actividades são de entrada livre - mediante inscrição prévia para o geral@motelx.org - e respeitam as recomendações da DGS.

Os bilhetes estarão à venda na Ticketline a partir da próxima semana.

Bem-vindos à 15.ª edição do MOTELX!

THE KING'S MAN: O INÍCIO | NOVO TRAILER E POSTER | NOS CINEMAS EM DEZEMBRO

transferir (25).png

DESCUBRA O NOVO TRAILER E POSTER DO FILME
THE KING'S MAN: O INÍCIO.

 

A 20th Century Studios acaba de lançar um novo trailer e poster de THE KING'S MAN: O INÍCIO, que irá estrear nos cinemas em dezembro

Enquanto os piores tiranos e criminosos da história se reúnem com o objetivo de planear uma guerra para roubar milhões, um homem vai correr contra o tempo para os deter. Conheça a história por detrás da origem da primeira agência secreta independente em THE KING'S MAN: O INÍCIO. 

O filme é realizado por Matthew Vaughn e protagonizado por Ralph Fiennes, Gemma Arterton, Rhys Ifans, Matthew Goode, Tom Hollander, Harris Dickinson, Daniel Brühl, com Djimon Hounsou e Charles Dance.

Matthew Vaughn, David Reid e Adam Bohling são os produtores e Mark Millar, Dave Gibbons, Stephen Marks, Claudia Vaughn e Ralph Fiennes os produtores executivos.
THE KING'S MAN: O INÍCIO é baseado na banda desenhada, "The Secret Service", de Mark Millar e Dave Gibbons, a história é de Matthew Vaughn e o argumento de Matthew Vaughn e Karl Gajdusek.

 

transferir - 2021-08-26T225407.362.jpg

 

Abertas inscrições para a 17ª Edição do Curso Geral de Cinema

ABERTAS INSCRIÇÕES PARA A 17ª EDIÇÃO DO

CURSO GERAL DE CINEMA - CINE-REACTOR 24I

 

17CGC Cartaz.jpg

 

A Cine-Reactor 24i já abriu as matrículas para a 17ª edição do Curso Geral de Cinema, formação pensada em todos os que pretendem seguir a área de cinema. As inscrições são online e estão disponíveis até ao dia 30 de novembro de 2021.

 

Com 12 vagas, o Curso Geral de Cinema da Cine-Reactor 24i vai arrancar a sua 17ª edição no próximo dia 4 de outubro, e contemplará uma formação de 2 anos, num formato misto em b-learning (blended learning) na qual os alunos frequentam a sala de aulas no ensino presencial e participam em aulas online no ensino à distância. Neste curso, podem matricular-se interessados a partir dos 17 anos, entre jovens e adultos, que tenham frequentado no mínimo o ensino secundário.

A inscrição está disponível em: http://www.cursogeraldecinema.com/inscricao_online.html

  

Programa do Curso Geral de Cinema

1º Ano

 

  • História do cinema
  • Teoria e prática de imagem
  • Teoria e prática de som
  • Linguagem cinematográfica
  • Géneros cinematográficos
  • Cinematografias mundiais
  • Produção e realização de curtas-metragens
  • Prática de montagem

 

2º Ano

 

  • Direção de atores
  • Cinema experimental / territórios partilhados do audiovisual
  • Cinema documental
  • Produção e marketing
  • Desenvolvimento de Argumento
  • Teorias do cinema
  • Cinematografias mundiais 2

 

Palestras

Durante o curso, o Cine-Reactor 24i promove ainda visitas de profissionais ligados ao cinema e televisão sobretudo nas áreas de realização e produção para falarem com os alunos sobre as suas funções.

 

Para saber mais por favor, visite o site: http://www.cursogeraldecinema.com/

 

 

 

"Paraíso", de Sérgio Tréfaut: estreia nacional dia 16 de Setembro

 

Paraíso, de Sérgio Tréfaut, estreia no dia 16 de Setembro, nas salas de cinema portuguesas. Antes disso, a ante-estreia nacional realiza-se no dia 6 de Setembro, na sessão de encerramento do 18.º IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema, na Culturgest, com a presença do realizador.

Com estreia mundial no passado mês de Abril, no Brasil, no É Tudo Verdade 2021 – Festival Internacional de Documentários – onde foi muito bem recebido pelo público e pela crítica – Paraíso foca-se num grupo de homens e mulheres quase centenários, com amor à música, que se junta para cantar nos jardins públicos do Palácio do Catete, antiga residência dos presidentes do Brasil, no Rio de Janeiro.

Sobre o documentário, Sérgio Tréfaut refere: “Nasci no Brasil e deixei o país quando era adolescente. Voltei agora, após mais de 40 anos de ausência. Procurei reencontrar o que ficou de um país que eu guardava na memória. Filmei nos jardins do Palácio do Catete, pouco antes da pandemia. Sede do governo até a construção de Brasília, o Palácio do Catete é hoje o Museu de República. Até Março de 2020, os jardins recebiam uma população idosa que se reunia todos os dias para cantar e partilhar o seu amor pela vida, até surgir a pandemia. Paraíso é o retrato de um Brasil que desaparece”.

Após Raiva, que estreou em Portugal, em 2018, Paraíso é o 14.º filme e a 10.ª longa-metragem de Sérgio Tréfaut, que neste momento está também a trabalhar na pós-produção do filme A Noiva, uma ficção sobre as viúvas da Jihad, baseada em factos reais, integralmente filmada no Iraque.

transferir (22).png

SINOPSE: 
Todos os dias ao cair da tarde, mulheres e homens quase centenários reúnem-se para cantar antigas canções de amor nos jardins do Palácio do Catete – Rio de Janeiro. São sobreviventes de um Brasil que desaparece. As suas vidas e os seus cantos são subitamente interrompidos pela pandemia de coronavírus. Este filme é uma homenagem à beleza de uma geração dizimada.
 

transferir (85).jpg

 

A Grande Arte no Cinema 🎨 Monet - Magia de Luz e Água de Giovanni Troilo nos cinemas.

A Grande Arte no Cinema

transferir (82).jpg

 

A Risi Film celebra o regresso ao cinema com “A Grande Arte no Cinema", um ciclo de cinema documental, dedicado à arte mundial e aos seus protagonistas. Estes documentários combinam a narrativa associada à vida e obra dos artistas, assim como a espetacularidade das suas obras. Filmes que juntam um lado informativo a uma forte componente visual e de entretenimento. 



"Monet - Magia de Luz e Água" de Giovanni Troilo

 

 

Uma excursão através dos museus onde as obras-primas de Monet, génio do Impressionismo, estão expostas: Museu Orangerie, Museu Marmottan, Museu Orsay, terminando na casa do próprio artista e nos jardins em Giverny. Quando o antigo Primeiro Ministro Francês Georges Clemenceau esteve em Giverny, encontrou várias telas empilhadas no porão da rica casa onde estava hospedado. Muitas delas são de flores exóticas, apresentadas pela primeira vez em 1889 na Exposição Universal em Paris. O jardim, o lago e as telas que fazem daquela casa única, são obras de arte do próprio pai do Impressionismo: Claude Monet.

 

JÁ NOS CINEMAS!

 

Sessões: UCI Cinemas El Corte Inglés (Lisboa) | UCI Cinemas Arrabida 20 (Porto)

📍

24 Agosto: 16h30

25 Agosto: 19h00

26 Agosto: 14h00

 

Sessões O Cinema da Villa - Cascais

📍

26 Agosto 16h30

27 Agosto: 16h30

28 Agosto: 16h30