Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

A animada música cabo-verdiana da ilha de Santo Antão e a chegada dos dinossauros para a segunda edição do Festival Sete Sóis Sete Luas em Mafra

A animada música cabo-verdiana da ilha de Santo Antão e a chegada dos dinossauros para a segunda edição do Festival Sete Sóis Sete Luas em Mafra

 

Schermata-2017-07-13-alle-17.17.13-910x600.png

 

Com o apoio do Município de Mafra, nos dias 7 e 8 de Setembro regressa em Mafra o Festival Sete Sóis Sete Luas com duas noites ricas de divertimento, música, dança e suspense. A intenção é evocar as relações entre o grande escritor José Saramago e a cidade de Mafra, tendo em conta que o histórico convento de Mafra foi protagonista do famoso romance "Memorial do convento", e ao mesmo tempo o Saramago foi Presidente Honorário durante 18 anos do Festival Sete Sóis.

A primeira noite do festival terá lugar no Terreiro D. João V, em frente ao majestoso Convento de Mafra com a realização do espetáculo Dinomaquia da trupe catalã de teatro de rua L’Avalot.

O Avalot apresenta um espetáculo fascinante e cheio de espanto que reconta o retorno dos dinossauros através de efeitos pirotécnicos e grandes maquinas. Um show que conseguem envolver o público, tornando-se protagonista indiscutível de uma experiencia única.

Na segunda noite, o festival se realiza no Jardim do Cerco com o animado concerto de Santo Antão 7Sois Band (Cabo Verde). O repertório desta produção original do Festival Sete Sóis Sete Luas repercorre a música tradicional inspirada no trabalho dos pescadores e agricultores ligando assim o passado e o presente.

Todos os eventos são gratuitos.

Mafra

Entrada livre

Sexta-feira 7 de Setembro – 21h30
Terreiro D. João V
L’AVALOT (Catalunha): teatro de rua  com efeitos pirotécnicos

 

Sabado 8 de Setembro – 21h30
Jardim do Cerco
SANTO ANTAO SETE SÓIS BAND (Cabo Verde): concerto

  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.