Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“A Arder”: peça sobre vida e obra de Bernardo Santareno estreia-se em Santarém

A Arder”: peça sobre vida e obra de Bernardo Santareno estreia-se em Santarém
 
- O espetáculo da Companhia João Garcia Miguel sobe ao palco do Teatro Sá da Bandeira, no dia 20 de novembro
- A apresentação integra a comemoração do centenário do nascimento do dramaturgo

 

 

 “A Arder” é a nova produção da Companhia João Garcia Miguel inspirada no texto “O Judeu”, da autoria de Bernardo Santareno, e que se debruça sobre a história de António José da Silva, considerado um dos mais importantes escritores e dramaturgos portugueses de todos os tempos. A peça tem estreia marcada para hoje, dia 20 de novembro, às 20h00, no Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, e assinala a comemoração dos cem anos do nascimento de Bernardo Santareno nesta cidade, a 19 de novembro de 1920.

“O Judeu” é uma das obras fundamentais do dramaturgo scalabitano, e foi apresentada uma única vez pelo Teatro Nacional D. Maria II (TNDM), em 1981, logo após a morte de Santareno, que não a chegou a ver.

A peça de teatro conta com intérpretes como André Salvador, Inês Paulino, Lena Edvardsen, Margarida Ferreira, Patricia Bocut, Rafael Raimundo, Rui Silva – alguns destes, membros das associações locais ARAT, Cão Raivoso e Veto Teatro Oficina - e com a participação especial de Sara Ribeiro e Miguel Moreira.

Além de refletir a vivência de António José da Silva, o espetáculo pretende debater a própria história de Bernardo Santareno, trazendo a palco as semelhanças entre ambos. O medo, o amor, o teatro português e a sua relação com o poder, mas também a importância da arte na sociedade, são ainda assuntos em destaque e que, neste momento, se vêm relacionar com a situação que hoje todos vivemos.

“Para este espetáculo, que será o início de uma outra obra mais aprofundada que iremos desenvolver, quisemos que o elenco fosse composto por jovens atores amadores da própria região de Santarém. Neste momento, é fulcral apoiar os novos talentos e dar-lhes a oportunidade de terem contacto com estruturas profissionais, algo agora ainda mais importante, tendo em conta os obstáculos que o setor tem vivido”, explica João Garcia Miguel, encenador do espetáculo e diretor da Companhia.

O encenador acrescenta ainda que “todo o processo de criação foi neste espetáculo ainda mais desafiante, uma vez que o “O Judeu” é um texto com uma enorme complexidade e dificuldade de interpretação, o que exigiu um trabalho exaustivo de cada um dos jovens atores”.

Com início marcado para as 20h00 de hoje, a peça pode ser assistida por todos os maiores de 12 anos. Os bilhetes têm um custo 5 euros e podem ser adquiridos na BOL, na Worten, na FNAC e nos CTT ou no próprio teatro. Além da apresentação de “A Arder”, a iniciativa que comemora os 100 anos do nascimento de Bernardo Santarém, conta ainda até dezembro com outros espetáculos dedicados ao dramaturgo. Música, teatro, pintura, cinema ou mesmo literatura são algumas das artes que sobem aos vários palcos da cidade de Santarém.