Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

A Bela e o Monstro em Lisboa

 

maquete_cartaz_A4_LISBOA.jpg

 

-Setúbal Teatro Luisa Todi de 31 de Outubro a 8 de Novembro

-Lisboa Teatro da Trindade de 20 de Novembro a 27 de Dezembro

 

Produção Yellow Star Company

Adaptação de Paulo Sousa Costa baseada no texto original de MADAME DE BEAUMONT E MADAME D’AULNOY

Encenação de Paulo Sousa Costa e João Didelet

Elenco: Marta Andrino, Joel Branco, Carla Salgueiro, Pedro J. Ribeiro, Carlos Martins ( o restante elenco ainda não está confirmado)

Classificação etária: maiores de 3 anos

Em cena de quarta a sexta às 11h e às 14h para as escolas | Público em geral Sábados às 16h, domingos às 15h

 

SINOPSE

Era uma vez... um príncipe que vivia num palácio rodeado de rosas vermelhas, símbolo máximo do Reino das Rosas e riqueza rara nos reinos contíguos. O príncipe, que

era conhecido por ser muito mau, preguiçoso e extremamente vaidoso, vivia indiferente perante a beleza e a pureza das rosas. Preocupava-se apenas com a sua própria beleza e em ter cada vez mais ouro. Aproveitando a ausência do seu pai, o Rei, vendia toneladas de rosas aos reinos vizinhos, que não tinham a sorte de ver crescer nas suas terras tão especial riqueza.

Um dia, a fada protetora das rosas receando que as mesmas acabassem no Reino, lançou uma maldição ao príncipe transformando-o num monstro e todas as rosas

do reino ficaram pretas, símbolo de tristeza, para que não as conseguisse mais vender.

Para voltar a ter aspecto de príncipe teria agora de encontrar uma mulher que se apaixonasse por ele e só nessa altura todas as rosas do Reino voltariam a ser vermelhas. Mas quem algum dia irá apaixonar- se por um Monstro…?