Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

A Bruxa TEATRO - em Setembro e Outubro

Em Setembro, a Bruxa TEATRO acolhe A Fábula dos Três Porquinhos, espectáculo de Teatro do Absurdo da Companhia de Teatro Evoé a 11 de Setembro, Sábado às 21h30. 

Fábula dos Três Porquinhos_2.JPG

 

18 de Setembro às 21h30, recebe PELE, um espectáculo do Teatro As Avozinhas e Ricardo Guerreiro Campos. 

PELE_promo.jpg

 

Nos dias 23 e 24 de Setembro, 6ª e Sábado às 21h30, apresenta no seu espaço o espectáculo Nu Geral de Maria Vilalobos. 

NU GERAL.jpg

 

 
De 2 a 23 de Outubro, A Bruxa TEATRO promove o Évora TEATRO Fest, uma mostra de teatro no espaço d'a Bruxa com uma programação focada na criação teatral contemporânea desenvolvida em território português, com companhias oriundas da Covilhã, Faro, Lisboa, Montemor-o-Novo, Setúbal e Sintra.
 
Rua do Eborim | Espaço Celeiros | Évora
Reservas: 266 747 047 | abruxateatro@gmail.com 
A Fábula dos Três Porquinhos
11 de Setembro, 2021 | 21.30h

Ficha Artística: 
Dramaturgia: Paulo Fórlan
Encenação: Pablo Fernando
Criação e Interpretação: Felipe Toledo, Martim Sena, Pablo Fernando
Direção: Felipe Toledo
Assistentes: Giulia Dal Piaz e Inês Rodrigues
Realização: Companhia Evoé Teatro
M/12
 
Sinopse:
O velho ditado sempre disse que não devemos julgar um livro pela sua capa e a verdade é que as aparências iludem e nem tudo o que parece é.
No entanto, seremos nós capazes de pôr de lado o nosso orgulho e ver a realidade que nos rodeia?
Inserida na "Bigodeia Lusitana - Trilogia Farfalhuda Acompanhada de um Pentelho a tragicomédia", A Fábula dos Três Porquinhos explora as disfuncionalidades dentro do núcleo familiar, onde a violência e a crueldade, caracterizadoras de um passado traumatizante, levarão os três irmãos a embarcarem numa viagem pelo seu inconsciente à procura de imagens recalcadas, onde o terror de antigas memórias ganhará vida através de um jogo fictício criado pelas personagens deste drama.
A encenação de Pablo Fernando procura evidenciar as atrocidades que acontecem mesmo por baixo do nosso bigode, afinal de contas, nem todas as fábulas têm um final feliz.
 
_______________________________________________
 
PELE
18 de Setembro, 2021 | 21.30h

Ficha Artística:
Direcção Artística e Dramaturgia: Ricardo Guerreiro Campos
A partir de textos de Luiz Pacheco, Manuel António Pina e Ricardo Guerreiro Campos
Interpretação: Amélia Certal, Amélia Gaião, Cristina Chapa, Deolinda, Maria Alexandrina e Ricardo Guerreiro Campos
Vídeo: Samir Noorali
Composição Musical : Josef Kagan e Maria Noorali Kagan
Um espectáculo de: Teatro As Avozinhas e Ricardo Guerreiro Campos
M/12
 
Sinopse:
PELE é um projeto visual e performativo que procura mapear o corpo através das suas relações físicas e dos seus vestígios, intententado numa dramaturgia do branco e da pele. Em PELE o corpo é paisagem e memória e afeto e suor; é o espaço vazio que fica entre os corpos - entre corpo e lugar, entre palavras e gestos, entre ação e inércia. Será o corpo um espaço comum? A ágora é o corpo vivo, respirado - a cama aberta ao mundo. PELE pesquisa, assim, a transversalidade da pele através da anulação identitária. O que é a pele velha? A pele nova? - a PELE é a almofada de todos os corpos.
PELE são as escolhas de proximidade na história de cada indivíduo.
__________________________________
 
Nu Geral
23 e 24 de Setembro, 2021 | 21.30h

Ficha Artística:
Encenação: Maria Caetano Vilalobos
Desenho de Luz, cenografia e figurinos: Maria Caetano Vilalobos
Interpretação : Artur Dinis, Dalila Ferreira, Maria Caetano Vilalobos, Tomás Gomes
Texto - Cocriação: Artur Dinis, Dalila Ferreira, Jéssica Brandão, Maria Caetano Vilalobos, Tomás Gomes
Agradecimentos: Hugo Guerreiro e Miguel Luna
M/16

Sinopse:
Nu Geral é um espetáculo que aborda temas como as aplicações de encontros atuais, a realidade de um primeiro encontro e os medos adjacentes, a pornografia e a sua influência na nossa autoestima e comunicação, a masturbação e os seus mitos, o amor próprio e o amor com os outros, a realidade política em torno da comunidade LGBTQ+, a necessidade do suporte familiar, a igualdade de direitos, o assédio e violência sexual, os fetiches e os brinquedos sexuais como tabus, o feminismo como uma urgência longe de estar datada. É um espetáculo sobre relações humanas e a política que as abraça.
Sobre Sexualidade, Sobre Intimidade, Sobre Igualdade, Sobre Liberdade, Sobre Amor, Sobre Fé.
 
______________________________
 
A Bruxa Teatro apresenta o ÉVORA TEATRO FEST !
Uma mostra de Teatro em Évora, no espaço d’A Bruxa Teatro, entre 2 e 23 de Outubro de 2021
 
Programa:
 
2 de Outubro
Solitária” (Alma d’Arame, Montemor-o-Novo)

5 de Outubro
Paradjanov” de Pati Domenech (Asta, Covilhã)

7 de Outubro
A Paz Perpétua” de Juan Mayorga (Teatro-Estúdio Fontenova, Setúbal)

9 de Outubro
Romeu e Romeu” de João de Brito e Nuno Preto (LAMA, Faro)

12 de Outubro
A Voz Humana” de Jean Cocteau (Teatro do Eléctrico, Lisboa)

14 de Outubro
Confiando (Confinado)” de Rui Sousa (Fio d’Azeite – Marionetas do Chão de Oliva, Sintra)

16 de Outubro
As Damas da Noite” de Elmano Sancho (Loup Solitaire, Lisboa)

19 de Outubro
I’m So Excited” de Mário Coelho

21 de Outubro
O Triciclo” de Fernando Arrabal (DOIS, Lisboa)

23 de Outubro
A Coragem da Minha Mãe” de George Tabori (Artistas Unidos, Lisboa) 
 
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.