Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“A Ópera de Pequim” explicada no Museu do Oriente

Ópera Chinesa.jpg

 

Combinando a melodia dos instrumentos tradicionais chineses, canto, dança, acrobacias e artes marciais, a Ópera Chinesa marca ainda pela caracterização única das suas personagens e pela riqueza do seu repertório, elementos que são analisados durante as visitas orientadas que o Museu do Oriente organiza até Junho.

 

A primeira acontece já no dia 14 de Abril e é dedicada aos “Quatro tipos de personagens”. Durante a visita às galerias expositivas, são dados a conhecer o Sheng (papel masculino), Dan (papel feminino), Jing (papel masculino com a cara pintada) e Chou (papel de palhaço masculino), exemplos de como os figurinos, as pinturas faciais e a caracterização dos actores, são importantes elementos para o reconhecimento do perfil das personagens.

 

Ocupando todo o Piso 2 do Museu do Oriente, a exposição “A Ópera Chinesa” oferece uma visão abrangente deste género performativo, em toda a sua diversidade e exuberância, através de 280 peças, como trajes, perucas, toucados, modelos de maquilhagem, marionetas, gravuras, pinturas e instrumentos musicais, bem como fotografias e vídeos. 

 

Este ciclo de visitas orientadas prossegue a 12 de Maio, com o tema “A Ópera Chinesa e a Revolução Cultural”, 9 de Junho – “Dicionário de Cores” – e 23 de Junho – “Caracterização: maquilhagem, adereços e figurinos”.

 

Visitas orientadas: “A Ópera de Pequim”

14 de Abril – “Os quatro tipos de personagens”

Horário: 16.00-18.00

Público-alvo: M/16 anos

Preço: 5 €

Participantes: mín. 5, máx. 25

Mediante marcação

 

12 de Maio | “A Ópera Chinesa e a Revolução Cultural”

9 de Junho | “Dicionário de cores”

23 de Junho | “Caracterização: maquilhagem, adereços e figurinos”

 

www.museudooriente.pt