Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"A Senhora e a Ilha", novo romance de Alberto João Jardim, editado pela Casa das Letras a 11 de maio

A senhora_e_a_ilha.jpg

 

Uma reflexão sobre os principais desafios que os portugueses têm pela frente, “A Senhora e a Ilha” é o título do novo livro do antigo presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, editado pela Casa das Letras, que chegará às livrarias na próxima terça-feira, 11 de Maio.

“Este livro propõe-se a reflectir sobre algumas questões essenciais, decisivas para o nosso futuro. É um romance, torna a leitura mais atractiva e mais leve. Dedico este trabalho a todos os que me ajudaram na vida política e utilizo algumas palavras do falar madeirense”, escreve Alberto João Jardim na introdução sobre esta metáfora em que a ilha fala a Maria Inês, a protagonista, que ouve o que o futuro reserva a si e aos madeirenses.

 ALBERTO JOÃO JARDIM nasceu no Funchal em 1943. Licenciou‑se em Direito pela Universidade de Coimbra e é doutor Honoris Causa em Ciências Políticas pela Universidade de S. Cirilio (Itália/Malta). Em 1976, ingressou na Função Pública enquanto director do Centro de Formação Profissional da Madeira. Foi jornalista profissional, director do Jornal da Madeira e é colaborador em vários meios de comunicação social. Co‑fundou, na Madeira, o Partido Social- Democrata. Desempenhou vários cargos políticos na Madeira e a nível nacional e internacional. Foi presidente do Governo Regional da Madeira entre 1978 e 2015 e vice-presidente do Partido Popular Europeu entre 2003 e 2007. Pertence aos corpos sociais de várias IPSS e é presidente não executivo do Instituto Social Democrata da Madeira. Autor de vários livros, publicou em 2017 o livro de memórias Relatório de Combate e no ano seguinte o romance diz “NÃO!