Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Abertas candidaturas para participação na Feira de Verão de Quarteira

Feira de Verão de Quarteira (2).jpg

 

Decorre até ao dia 15 de dezembro o período de receção das candidaturas para expositores e vendedores ambulantes na Feira de Verão de Quarteira 2019.

Depois de uma primeira edição promissora, a Feira de Verão de Quarteira regressa em 2019 para voltar a animar a cidade no novo polo de centralidade urbana. O Jardim Joaquim Filipe Jonas e áreas adjacentes, junto à Avenida Francisco Sá Carneiro, recebe entre 14 de junho e 15 de setembro de 2019 um certame que pretende atrair mais turistas a esta cidade, criando aqui um espaço de dinamização de iniciativas recreativas, bem como uma zona de carácter comercial, com dezenas de expositores nas áreas do artesanato ou produtos agroalimentares.

A Feira volta a integrar três áreas distintas: espaços de venda, espaço de divertimentos infantis e espaço com palco para atuações. A organização irá promover durante estes três meses um vasto e diversificado programa de animação, com espetáculos de música, teatro, dança ou exposições. Entre 2 e 28 de agosto, o certame será reforçado com o espaço temporário que aliará expositores em representação das mais importantes editoras e livreiros com o que de melhor há para oferecer em termos de artesanato nacional.

A Feira de Verão de Quarteira tem entrada livre e decorrerá no seguinte horário: das 19h30 às 00h00, durante o período de 14 de junho a 11 de julho e de 1 a 15 de setembro, e das 19h30 às 01h00, durante o período de 12 de julho a 31 de agosto.

Os interessados poderão consultar as regras de funcionamento da Feira e processo de candidatura em www.cm-loule.pt

Recorde-se que, logo no ano inaugural, a organização fez um balanço bastante positivo do evento dada não só a numerosa afluência de visitantes à Feira de Verão de Quarteira mas também ao facto da generalidade dos expositores terem manifestado interesse em voltar a participar na próxima edição.

Para os responsáveis municipais, “este ano foram lançadas as bases para este evento mas acreditamos que, já em 2019, o evento se consolide e se torne, cada vez mais, uma referência para os milhares de turistas nacionais e estrangeiros que nesta altura do ano nos visitam. Para além disso, a nossa aposta é aliviar a carga urbanística no espaço do ‘Calçadão’, criando uma nova centralidade num espaço com melhores condições não só para o público mas também para os expositores e vendedores ambulantes e esse objetivo foi já alcançado nesta primeira edição”.

 

CML/GAP /RP

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.