Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

AGOSTO no Bando

Agosto no Bando é normalmente altura de descanso para recuperar energias de um ano de intensa actividade.
Este ano, e muito por "culpa” de um convite vindo de Brasília, o Bando abriu uma excepção.
A 19 e 20 de Agosto, CASAVERDE, o monólogo com Sara de Castro encenado por Guilherme Noronha, a partir de "O Alienista” do brasileiro Machado de Assis, apresenta-se no CENA CONTEMPORÂNEA - Festival Internacional de Teatro de Brasília (+), que comemora em 2015, 20 a nos desde a 1ª edição.
Além do espectáculo, uma turma de formandos terá oportunidade de frequentar o módulo Teatralidade, a 1ª das 7 formações modulares que fazem parte do curso CONSCIÊNCIA DO ACTOR EM CENA e que será dirigida em Brasília por Guilherme Noronha e Sara de Castro.

dsc_0147.jpg

 



 Na Festa do Avante 2015, o Teatro O Bando vai ter um destaque especial no espaço Avanteatro (+). Nos dias 4, 5 e 6 de Setembro apresenta 2 sessões de EM NOME DA TERRA (+), encenação de Miguel Jesus a partir do romance homóni mo de Vergílio Ferreira. Também baseado na obra de Vergílio Ferreira, apresentaremos SENHOR IMAGINÁRIO (+), criação de 2013, dirigida por Sara de Castro com Guilherme Noronha no elenco. Além de uma exposição de fotografias de espectáculos do Bando que estará patente no espaço Avanteatro, a participação do Bando na Festa do Avante culmina com uma apresentação de AFONSO HENRIQUES (+), criação histórica estreada em 1982, que continua em reportório.
Ainda em Setembro, no dia 15 às 21h, o espectáculo EM NOME DA TERRA (+), será apresentado no jard im da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa no âmbito do Festival FDUL Experience 2015. 


A última novidade : a próxima criação do Bando estreia no dia 8 de Outubro. É uma encenação de João Brites a partir do texto "O Cruzeiro" de Abel Neves e vai chamar-se ABSTENÇÃO.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.