Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Ana Margarida de Carvalho vence o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco

ANA MARGARIDA DE CARVALHO

 VENCE O GRANDE PRÉMIO DE CONTO "CAMILO CASTELO BRANCO"

APE/C.M. DE VILA NOVA DE FAMALICÃO

                                                         

 

Um júri constituído por Cândido Oliveira Martins, Fernando Batista e Isabel Cristina Mateus, reunido no dia 26 de Outubro de 2018, decidiu, por unanimidade, atribuir o prémio ao livro Pequenos Delírios Domésticos, de Ana Margarida de Carvalho (Relógio D’Água).

 

O júri, sobre a obra, exarou em Acta:

 

«Trata-se de um conjunto de contos que surpreende o leitor pela invulgar actualidade temática e sociológica (dos incêndios que devastaram o país, em 2017, aos dramas íntimos de portugueses convertidos ao estado islâmico, de refugiados sírios num lar de velhos ou de uma mulher tunisina que dá à luz num barco apinhado de gente durante a travessia do Mediterrâneo, entre outros), aliadas a um notável trabalho de precisão e depuramento da palavra e, acima de tudo, a um olhar atento aos dramas humanos, independentemente do lugar mais ou menos doméstico que lhes serve de palco.»

 

O Prémio, instituído em 1991, pela Associação Portuguesa de Escritores com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, destina-se a distinguir uma obra em língua portuguesa de um autor português ou de país africano de expressão portuguesa, publicada em livro, 1.ª edição, no decurso do ano de 2017.

 

O valor do prémio é de 7.500 euros.

 

A data do acto formal de entrega será brevemente anunciada.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.