Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

APRESENTAÇÃO da "Programação 2019" e ESTREIA de "Casal Aberto" do Nobel Dario Fo

COMPANHIA CEGADA ESTREIA PEÇA DO NOBEL DARIO FO E APRESENTA TEMPORADA 2019 DO TEIV – TEATRO ESTÚDIO ILDEFONSO VALÉRIO.

Estreou na passada sexta feira, dia 25, a peça Casal Aberto de Dario Fo e Franca Rame, uma texto sobre a igualdade de género.
(estará em cena no TEIV até 10 de Fevereiro, sextas e sábados às 21:30 e domingos às 16:00)
Dois dias antes da estreia a Companhia Cegada, de Alverca do Ribatejo, anunciou estarem esgotados os lugares para as duas primeiras sessões no TEIV – Teatro Estúdio Ildefonso Valério. Na noite de estreia estiveram diversas personalidade do meio: Tito Lívio, Sónia Cláudia entre outros criadores e interpretes dos quais se destacam as presenças do actor Carlos Vieira de Almeida e a actriz Io Appolloni, ambos protagonistas da primeira encenação da peça de Fo e Rame em Portugal, decorria o ano de 1986.

A peça Casal Aberto, da autoria do Prémio Nobel Dario Fo e sua musa Franca Rame, aborda a temática de um homem que, por via dos continuados relacionamentos extra conjugais, provoca um constante estado de sofrimento e depressão na sua esposa. Sob o aparente objectivo de lhe minimizar o sofrimento - e confiante que convenção social de género vigente impossibilitará qualquer alteração comportamental à mulher - propõe que se tornem num "Casal Aberto" a outros relacionamentos.

Depois de realistas cenas de violência física, verbal e psicológica, e ultrapassadas a barreiras sociais exclusivas à Mulher que a impedem da igualdade de comportamentos, talvez possamos ter um ensaio de uma situação de justa igualdade de género. A partir deste ponto no texto, Dario Fo expõe de forma satírica e altamente cómica, as alterações comportamentais em torno de todo o Homem que, mesmo sem qualquer plano ardiloso por principio, é obrigado a reagir à perda do conforto que a sociedade, conservadora de costumes, lhe proporciona.

image002.jpg

Io Appolloni e Carlos Vieira de Almeida à entrada para o TEIV – Teatro Estúdio Ildefonso Valério em Alverca
Fotografia de Luana Ribeiro

 

Apresentação da programação artística 2019 do TEIV – Teatro Estúdio Ildefonso Valério (sáb. 26 de Jan – 18:00)
Desde 2017 que a Companhia Cegada é uma das poucas estruturas artísticas independentes que tem a capacidade de apresentar, no início do ano, todos os espectáculos que se irão apresentar no TEIV – Teatro-Estúdio Ildeofonso Valério. Entre espectáculos de dança, música, cinema, serão quatro as estreias teatrais que irão acontecer este ano: já em cena Casal Aberto de Dario Fo e Franca Rame – uma criação da Companhia Cegada; Vazio a partir de Anna Llenas – uma criação de Catarina loureiro a estrear em Março; Vemo-nos ao Nascer do Dia de Zinnie Harris – uma criação dos Artistas Unidos com encenação de Jorge Silva Melo com estreia marcada para Outurbo; e já perto do fim do ano, em Novembro, Fronteira Fechada uma peça do escritor Neo-realista Alves Redol que será encenada por Rui Dionísio director artístico da Companhia Cegada, residente no TEIV – Teatro-Estúdio Ildefonso Valério.

Também a Festa do Cinema Italiano e um ciclo de Concertos Comentados pelo Prof. de canto lírico Luís Madureira se irão juntar com particular destaque a esta programação

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.