Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Apresentação do roteiro literário «Viajar com...Ramalho Ortigão» | 24 novembro | Porto

A Direção Regional de Cultura do Norte vai promover no próximo dia 24 de novembro, pelas 18.30 horas, a apresentação pública do roteiro literário «Viajar com...Ramalho Ortigão», que decorrerá no Forte de São João Batista da Foz, no Porto.

 

A sessão de apresentação contará com a presença do Diretor Regional de Cultura do Norte, António Ponte, do Presidente da União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevolgilde, Nuno Ortigão, e do autor, José Valle de Figueiredo, que fará a apresentação da obra.

 

Através da edição da coleção Viajar com...Os caminhos da Literatura, a DRCN pretende dar a conhecer alguns dos mais relevantes escritores da Literatura Portuguesa, cuja vida e obra passaram pela região Norte.

Recorde-se que, no âmbito desta iniciativa, foram já editados cerca de duas dezenas de roteiros, dedicados, a título de exemplo, a Aquilino Ribeiro, Ferreira de Castro, Camilo Castelo Branco, Eça de Queiroz, Trindade Coelho, José Régio ou Guerra Junqueiro.

De acordo com o Diretor Regional de Cultura do Norte, António Ponte, esta coleção de roteiros “pretende proporcionar um reencontro, um renovado abraço à literatura portuguesa na memória e na obra de um escritor, um pretexto para uma boa conversa e o início de uma nova descoberta em torno da nossa cultura e do território da região Norte de Portugal”.

Ao leitor propõem-se dois desafios: viajar pelo Norte de Portugal guiado pela mão experiente e mágica dos nossos escritores e, simultaneamente, viajar por dentro dos caminhos da literatura, descobrindo as paisagens, as cores, os sons que inspiraram as páginas que eles nos deixaram e, também, as ações e as gentes que deram corpo às personagens e heróis que criaram para nós e que, hoje, fazem parte do nosso imaginário coletivo e da nossa identidade.

 

Ramalho Ortigão | Nota biográfica

José Duarte Ramalho Ortigão nasceu no Porto a 24 de outubro de 1836 e faleceu em Lisboa a 27 de setembro de 1915.

Frequentou o curso de Direito na Universidade de Coimbra, sem o terminar. De regresso ao Porto, dedicou-se ao ensino, dando aulas de Francês no Colégio da Lapa. Estabeleceu-se em Lisboa ao ser nomeado oficial da secretaria da Academia de Ciências, começando a colaborar em vários jornais e revistas.

Envolveu-se na Questão Coimbrã com o folheto "Literatura de hoje", vindo a enfrentar Antero de Quental num duelo, de que resultou ferido. Torna-se entretanto amigo de Eça de Queirós e inicia com ele a publicação de As Farpas. Fez várias viagens ao estrangeiro, que influenciaram o seu modo de ver Portugal.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.