Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“Aquedutos de Portugal. Água e Património” - Exposição para ver na Igreja de Santiago a partir de 1 de abril

Exposição Aquedutos.jpg

A Exposição “Aquedutos de Portugal. Água e Património”, de Pedro Inácio, é inaugurada no dia 1 de abril, às 15h00, na Igreja de Santiago, Castelo de Palmela. Esta mostra fotográfica, que ficará patente ao público até 27 de maio, apresenta o olhar do autor sobre os antigos aquedutos existentes em Portugal.

Trata-se de uma exposição itinerante que tem sido apresentada em diferentes cidades e países (Argélia, Espanha, EUA, França e Roménia). O evento enquadra-se na Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, que visa tornar as cidades e comunidades sustentáveis, sensibilizando para a reflexão sobre o aproveitamento e a distribuição da água, um bem universal, escasso e indispensável.

Aproveitando o conhecimento e a técnica da engenharia romana, foram construídos em Portugal, entre os séculos XVI e XIX, vários aquedutos que muito contribuíram para melhorar o abastecimento de água e a qualidade de vida das populações. Entre os diversos exemplares, figura o Aqueduto dos Arcos de Setúbal, construído no reinado de D. João II, um elemento marcante na paisagem da cidade, que conserva dois troços principais, num percurso com vários quilómetros, desde as nascentes, situadas no concelho de Palmela.

A Exposição “Aquedutos de Portugal. Água e Património” conta com os apoios do Município de Palmela e do Museu da Água da EPAL.