Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

As noites de 7 e 8 de junho são de Ouro na Cinemateca Portuguesa

 

O Panorama 2018 - Les Nuits en Or

As noites de 7 e 8 de junho são de Ouro na Cinemateca Portuguesa

A Academia Portuguesa de Cinema e a Académie des Césars uniram-se para o regresso à Cinemateca Portuguesa, nas noites de 7 e 8 de junho, do festival O Panorama 2018 - Les Nuits en Or, a mostra das melhores curtas-metragens que foram nomeadas nos festivais de cinema de todo o mundo.

São 34 curtas-metragens, de 35 realizadores, todas reunidas em Lisboa. Para Paulo Trancoso, presidente da Academia Portuguesa de Cinema, o Panorama Les Nuits en Or é “uma viagem cultural pelos 33 países participantes e uma oportunidade única para as Academias de Cinema começarem a lançar luz sobre a diversidade dos filmes mundiais e potenciando, à sua maneira, o intercâmbio de culturas”.

Esta já é a 5ª edição do evento, que em anos anteriores deu a conhecer ao público internacional as curtas-metragens portuguesas “Kali – O Pequeno Vampiro” de Regina Pessoa (2014), “Luminita” de André Marques (2015), “Encontradouro” de Afonso Pimental (2016), “Amélia & Duarte” de Alice Guimarães e Mónica Santos (2017), e que em 2018 vai internacionalizar “Menina” de Simão Cayatte, vencedora do Prémio Sophia para Melhor Curta-Metragem de Ficção de 2017.

Na versão original “Les Nuits En Or”, ou em português “As Noites de Ouro”, são uma iniciativa da Académie des César em associação com a Renault, que em Portugal é organizada pela Academia Portuguesa de Cinema com apoio da Cinemateca.

Veja o vídeo promocional em https://bit.ly/2GwAHyL e siga o evento no Facebook em https://bit.ly/2IOnmXL.

 

 

Sessões de exibição de curtas-metragens:

 

7 de Junho

 

8 de Junho

17h30

Copa-Loca – Grécia (14 minutos)

Facing Mecca – Suíça (27 minutos)

Avec Thelma – Bélgica (13 minutos)

Une Place Dans L’Avion – Senegal (16 minutos)

Atelier – Islândia (30 minutos)

Motinos Diena – Lituânia (13 minutos)

17h30

Neffilot – Israel (22 minutos)

A Hand-Written Poster – Coreia do Sul (17 minutos)

Min Søster – Noruega (19 minutos)

Krovyanka – Ucrânia (22 minutos)

Bismillah – Itália (44 minutos)

Min Börda – Suécia (14 minutos)

19h45

Heartbreak – Irlanda (6 minutos)

Scris/Nescris – Roménia (19 minutos)

Pépé le Morse – França (14 minutos)

El Ocaso de Juan – México (16 minutos)

Babe’s Not Alone – Taiwan (29 minutos)

The Silent Child – EUA (19 minutos)

19h45

Apocalypse Now Now – África do Sul (9 minutos)

Menina – Portugal (15 minutos)

A Casa Mia – Itália (15 minutos)

O Melhor Som do Mundo – Brasil (13 minutos)

Snelwegkerke – Holanda (52 minutos)

22h00

Waysha, L’Aveugle – Canadá (8 minutos)

Les Birgorneaux – França (25 minutos)

The Eleven O’ Clock – Austrália (12 minutos)

Mathias – Áustria (30 minutos)

Cowboy Dave – Inglaterra (25 minutos)

Madre – Espanha (17 minutos)

22h00

AABA – Índia (21 minutos)

Flafi – Canadá (25 minutos)

Atlantída, 2003 – República Checa (29 minutos)

Pix – Alemanha (8 minutos)

Silent Nights – Dinamarca (30 minutos)

 



 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.