Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

As nuvens de Fanari e as paisagens de Orozco coloram o Alentejo Novas exposições de arte nos Centrum Sete Sóis Sete Luas

As nuvens de Fanari e as paisagens de Orozco coloram o Alentejo
Novas exposições de arte nos Centrum Sete Sóis Sete Luas
 

CASTILBLANCO DE LOS ARROYOS, SEVILLA 60X120CM x.jp

 

Sábado 19 de janeiro, o Centrum Sete Sóis Sete Luas  dobra seu compromisso com  arte contemporânea, inaugurando duas novas exposições: “Momentos” do artista espanhol Pedro Orozco Tristán no Centrum Sete Sóis Sete Luas de Ponte de Sor e “Il rumore delle nuvole” (o ruído das nuvens) do artista italiano Roberto Fanari no Centrum Sete Sóis Sete Luas de Montargil. 
 
Dois artistas contemporâneos muito interessantes, capazes de criar trabalhos com diferentes estilos, técnicas de composição e materiais que são sempre usados para penetrar na complexidade do mundo de hoje.
 
Pedro Orozco através de suas aquarelas nos leva à descoberta de escorços  e momentos de rara beleza. Na sua obra não temos de procurar as cidades que visitou, as paisagens por onde deambulou nos últimos anos, sendo evidente que são muitas e que estão nos portos do Mediterrâneo, nas medinas marroquinas ou nos elétricos lisboetas que protagonizam as suas aguarelas.
 
Roberto Fanari escolhe as nuvens como tema da exposição pois representam uma metáfora para a recusa de muitas das significações tradicionais de caráter expressivo, sociocultural e também uma aproximação à existência e ao fazer arte. As nuvens são elementos naturais sempre em movimento, que não conhecem limites, fronteiras e delimitações, que cruzam territórios, culturas e religiões. 
 
Dois artistas, duas exposições para levar-nos numa viagem entre o céu e a terra.  

As exposições ficaram patente até 16 de Fevereiro
Entrada livre
 
Horários: 
Sábados e segundas: 10h -13h/14h-18h
Terça a sexta-feira: 10h – 18h
Encerrado domingos e feriados