Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Associação Apuro promove Feira do Livro em Dezembro

 

image.jpeg

 

 

 

 

Feira do Livro da Apuro apresenta catálogo com descontos de 20%

 

Black Mondays no Pinguim Café

ou Poesia para o sapatinho

 

Todas as segundas-feiras de Dezembro, no Pinguim Café, (mítico bar do Porto que há 30 anos serve cultura) a Apuro e a Texto Sentido, realizam uma feira do livro com os títulos que esta associação tem vindo a editar nos últimos anos. O catálogo conta com cerca de duas dezenas de obras, entre as quais se destacam “O Funeral de Neruda”, de Luís Sepúlveda e Renzo Sicco, apresentado recentemente na Feira do Livro do Porto, e "Poemas Físicos - Da frente para a rectaguarda na curva interior da estrada", o primeiro livro do poeta João Habitualmente com a chancela da Apuro Edições.

 

Além destes e outros títulos, dedicados sobretudo ao Teatro e à Poesia, a Feira do Livro da Apuro apresenta ainda a coleção “Quase Dito”, que resulta da parceria entre a Apuro Edições e a Texto Sentido. Os QuaseDitos são plaquetes com 10 textos poéticos inéditos de vários autores convidados, nos quais se incluem poetas publicados como Renato Filipe Cardoso, Daniel Maia-Pinto Rodrigues e Eduardo Leal, como também o primeiro livro de poesia de Manuel Jorge Marmelo ou, mais recentemente, as estreias editoriais de Olga Santos e Rui Spranger.

 

A Feira do Livro da Apuro no Pinguim Café vai decorrer todas as segundas-feiras durante o mês de Dezembro, entre as 22h e as 2h da manhã, e pretende ser uma alternativa às grandes superfícies do livro nesta época natalícia. Não só é mais em conta como poupa a paciência. Só não se fazem embrulhos. Além disso, os visitantes podem sempre tomar um relaxante gin enquanto folheiam uma obra ou descer à cave para acompanhar as já célebres noites de poesia do Pinguim, que acontecem religiosamente todas as segundas-feiras, entre as 23h30 e a 01h30 e que são coordenadas por Rui Spranger.