Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Balanço | Inauguração exposição de José Manuel Castanheira

Desenhar nuvens exposição de José Manuel Castanheira

De 1 a 31 de Março de 2018 – Casa da Avenida | Avenida Luísa Todi, 286 Setubal

image015.jpg

 

No dia 3 de Março, sábado, inaugurou-se a exposição “Desenhar Nuvens” do cenógrafo José Manuel Castanheira na Casa da Avenida em Setúbal com a presença da Sra. Vereadora Eugénia Filomena e Silva da Câmara Municipal de Setúbal e Débora Santos da Comissão Concelhia de Setúbal do PCP em representação em representação do Grupo Parlamentar do partido.

 

Decorreu, num final de tarde cinzento e chuvoso, no belíssimo espaço da Casa da Avenida que se encheu de muito calor humano para assistir a este evento.

 

De salientar a presença do cenógrafo José Manuel Castanheira que num ambiente descontraído e de partilha entre leituras de textos, surpreendentes do cenógrafo, por Graziela Dias, Eduardo Dias, Maria Emilia Castanheira e ainda apontamentos musicais de Pedro Castanheira, agradeceu o convite para a sua exposição e complementou, ainda, a sua alocução com um vídeo de sua autoria e realização de Pedro Castanheira.

 

Percorremos, desta forma, uma pequena parte de uma grande exposição de 44 anos de trabalho e mostra “laboratório” deste grandioso cenógrafo português, de enorme projecção internacional, reconhecido com numerosas distinções. Deixou-nos, assim, nesta pequena mostra um gosto e um repto, lançado por José Maria Dias director do TEF, a Setúbal para, numa próxima oportunidade, poder vir a ter a sua grande exposição na íntegra. Assim esperamos e vamos trabalhar para que tal aconteça.

 

Resta-nos informar que, a exposição, vai estar patente ao público até dia 31 de Março, todos os dias, das 10h às 20h na Casa da Avenida e onde pode, também, adquirir alguns dos seus fabulosos livros, com especial atenção para “Desenhar Nuvens” e “Tempo das Cerejas”, com belíssimas ilustrações e acompanhadas de textos que nos contam um percurso de vida do cenógrafo.

 

Deixem-se levar por este esculpir de imagens cenográficas e palavras de J. M. Castanheira que tantas e tantas vezes nos esculpiu os nossos sentidos com as suas cenografias de tocar as nuvens e nos deliciarmos em calda de cerejas.

 

Organização: Casa da Avenida, Município de Setúbal e Teatro Estúdio Fontenova