Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

BOAS PESSOAS EM CENA NO TEATRO ABERTO de 4ª a sábado às 21h30 e domingo às 16h

image002.jpg

 

Está em cena no Teatro Aberto o espectáculo Boas Pessoas, de David Lindsay-Abaire, com encenação de Marta Dias. Este texto foi escrito em 2010 pelo dramaturgo norte-americano David Lindsay-Abaire com o intuito de produzir uma obra (rara na dramaturgia norte-americana) acerca da desigualdade social, no receio porém de que a peça se tornasse obsoleta e datada em poucos anos. A verdade é que o texto ultrapassa as fronteiras espacio-temporais de um objecto de crítica social: põe a descoberto os meandros da acção humana, os seus fundamentos e móbeis, lançando questões prementes, centrais, sem dúvida intemporais, acerca de todos nós, da(s) nossa(s) ética(s), acerca dos alicerces e dos produtos da sociedade em que vivemos.

 

Assim, atenta à nova dramaturgia que está a ser apresentada na Europa e nos Estados Unidos e à forma como ela reflecte sobre a sociedade contemporânea, a companhia do Teatro Aberto leva à cena este texto que teve estreia mundial na Broadway em 2011. As personagens de Boas Pessoas vêm de um bairro dos subúrbios de Boston mas poderiam viver num qualquer outro bairro suburbano ou numa qualquer outra cidade de qualquer outro país… Este espectáculo é a terceira encenação de Marta Dias, depois do êxito de Pelo Prazer de a Voltar a Ver, de Michel Tremblay (2012) e Vénus de Vison, de David Ives (2013).

Leonor%20Seixas_Pedro%20Laginha©ClementinaCabral.

 

SINOPSE

Margarida vive sozinha com a filha e trabalha na Loja de Tudo a Um Euro. A sua vida é dura, como é para a maior parte das pessoas que lutam dia-a-dia para pagar as contas.

Boas Pessoas é uma peça de gente comum, que sonha, sofre e se diverte, vive e trabalha numa grande cidade. Há quem se esforce para chegar ao topo, quem viva de caridade, quem não deva nada a ninguém e quem procure encontrar a sorte num jogo de azar.

O caminho de Margarida estará traçado à partida ou vai decidir-se num momento? As coisas hão-de melhorar ou piorar, fruto do seu esforço ou num golpe de sorte?

No fim de contas, a vida é feita de escolhas. Será?

 

FICHA ARTÍSTICA

ENCENAÇÃO | DRAMATURGIA | VERSÃO Marta Dias

CENÁRIO Catarina Barros

FIGURINOS Dino Alves

LUZ Alberto Carvalho | Marta Dias

VÍDEO Luís Soares

COM Irene Cruz | Leonor Seixas | Luís Lucas Lopes | Maria João Abreu | Pedro Laginha | Sílvia Filipe   

ESPECTÁCULOS  4ª a Sábado às 21h30  Domingo às 16h 

 

M/12

 

BILHETEIRA 4ª a Sábado das 14h às 22h00; Domingo das 14h às 19h  Reservas 213 880 089 ou bilheteira@teatroaberto.com   www.bol.pt | FNAC | ABEP | CTT | El Corte Inglés (Lisboa e Gaia)

  

PREÇOS

Inteiro - 15   €

Jovem (até 25 anos) – 7,5€

Sénior (mais de 65 anos) – 12 €