Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Bruno Nogueira é convidado do “365 Dias de Romance” - 10 de fevereiro

365 Romance.jpg

Bruno Nogueira será o próximo convidado do “365 Dias de Romance”, no dia 10 de fevereiro, às 17h00, na Casa Ermelinda Freitas, em Fernando Pó.

Nesta sessão - com entrada livre (mediante inscrição) e transmissão em direto no facebook Palmela Município - estará em foco o livro “Aqui Dentro Faz Muito Barulho”  do autor, que divide a sua carreira entre o teatro, a televisão e a rádio, a par da stand up comedy à qual regressou em 2018, após um interregno de dez anos, com “Depois do Medo”.

O “365 Dias de Romance” é uma iniciativa da Câmara Municipal de Palmela, em parceria com a Culsete Livraria e com o apoio da Casa Ermelinda Freitas (ao abrigo do Mecenas de Palmela), que contribui para a concretização do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 4 - Educação de Qualidade.

Mais informações e inscrições (limitadas á lotação da sala): 212 336 632 ou bibliotecas@cm-palmela.pt.

 

 

Sinopse – “Aqui Dentro Faz Muito Barulho”

«Escrever é o ato de pensamento mais justo. Obriga à escolha cuidadosa das palavras, a recuperar o pensamento que estava fixado e a fazê-lo voltar a mexer-se. Muitas vezes faz com que terminemos com o resultado contrário ao que tínhamos como certo antes de escrever a primeira palavra. Escrever crónicas obriga a um pensamento constante sobre o que nos rodeia, mas o que nos rodeia nem sempre é companhia aconselhável, e pensar sobre isso pode aumentar - para o bem e para o mal - o que antes não se via. Quando me convidaram para escrever crónicas semanais na revista Sábado (que sai à quinta, já agora), foi essa a minha dúvida: quais seriam as consequências de escolher mais uma maneira de ver de perto as coisas que me aleijam? Para me contrariar, aceitei.

Enquanto escrevia dei por mim muitas vezes a pôr em causa o que pensava antes e a pensar sobre o que isso quereria dizer.

Não cheguei a conclusão nenhuma, mas ao preparar este livro percebi que as coisas dentro da minha cabeça fazem muito barulho. Ordená-las e escrevê-las é ainda o último reduto de sanidade contra esse ruído. Este livro é uma compilação dessas crónicas que escrevi e que agora vieram para aqui viver todas juntas».