Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Caminhada, de Drew Magary: uma leitura viciante e imaginativa

caminhada.jpg

 

 

“Caminhada” é a obra mais recente da norte-americano Drew Magary, que acaba de chegar às livrarias portuguesas através da Minotauro, uma chancela do Grupo Almedina. Descrita pela BoingBoing como “uma leitura viciante, imaginativa, profunda, comovente e hilariante”, a obra, escrita com humor e com muito suspense à mistura, conta-nos a história de Ben, um homem de negócios que um dia decide ir fazer uma caminhada e, sem perceber como, acaba envolvido numa verdadeira odisseia com reviravoltas surreais.

 

Acaba de chegar a Portugal o novo livro de Drew Magary – Caminhada –, uma saga de fantasia diferente de tudo o que leu até agora, que vai entretendo elementos de histórias tradicionais e de videojogos numa aventura fascinante e inesquecível sobre o que um homem é capaz de enfrentar para regressar para junto da família.

 

Tudo começa quando Ben, protagonista da obra, decide fazer uma caminhada, que mais tarde se revela uma verdadeira odisseia audaz e divertida.

 

Quando saiu para caminhar, Ben não contava estar fora muito tempo porque nessa noite iria ter uma reunião de negócios e, no dia seguinte, voltaria para casa, para junto da família. O protagonista também não esperava deparar-se com uma cena de terror inimaginável, que o obrigaria a fugir por um caminho longo e tortuoso, que o levaria até a um mundo de gigantes comedores de homens, demónios bizarros e insetos colossais. Inesperadamente, dá por si numa jornada de proporções épicas, de vida ou morte – auxiliado por um crustáceo profano e uma série de objetos mágicos, ferramentas e poções –, forçado a procurar uma misteriosa entidade conhecida como “Produtor” ao longo de um caminho que testa a sua resiliência e a profundidade da sua alma.

 

Mordaz, divertido e emocionalmente absorvente, A Caminhada é um marco notável na fantasia contemporânea, com uma história inovadora e intemporal. “Faz-nos lembrar Chuck Palahniuk no início… No final, Magary esconde-nos uma reviravolta que nos atinge como um murro no estômago”, escreveu a NPR.org a propósito do livro.

 

Neste enredo, Magary conduz os leitores numa odisseia audaz, levando-os para longe do seu dia a dia e transportando-os para um mundo apaixonante, impelido pelo coração, pela imaginação e pela vontade de sobreviver.

 

A Caminhada é a Alice no País das Maravilhas de Cormac McCarthy – sombrio e assustador, mas com reviravoltas delirantes e surreais”, referiu Jeffrey Cranor, escritor de Welcome do Night Vale, bestseller do New York Times, a propósito da obra de Magary. E acrescentou: “Não existe um capítulo que não seja chocante ou surpreendente, e latente a tudo isso está a leveza e a inteligência que espero sempre da escrita de Drew Magary.”

 

Com uma visão sobre a tecnologia e a ciência do futuro “fantasmagoricamente realista”, de acordo com o The New York Press, este livro acaba de chegar às livrarias portuguesas pela Minotauro, uma chancela do Grupo Almedina, com o pvp de 16,90€.

 

Sobre o autor:

 

Drew Magary é correspondente de várias publicações: GQ, Rolling Stone, Comedy Central e New York Magazine. Magary escreve também para a NBC, Deadspin e Maxim e é autor de três outros livros: The Postmortal, Someone Could Get Hurt e Men With Balls. Foi finalista dos Prémios Philip K. Dick e Arthur C. Clarke. Vive em Maryland com a mulher e três filhos e adora fazer grandes caminhadas.

 

Sobre a Minotauro:

 

A Minotauro é uma chancela do Grupo Almedina que embarca agora numa nova aventura nas áreas da Ficção e Não Ficção para adultos e para o público infantojuvenil. Os livros desta nova era da Minotauro têm como missão conquistar um novo universo de leitores e guiá-los nos labirintos da leitura. Mais informações em: http://www.grupoalmedina.net/.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.