Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Cáritas Diocesana de Coimbra é parceira da primeira edição do CASSINI Hackathon

Entre 18 e 20 de junho de 2021, realiza-se a primeira edição do CASSINI Hackathon, uma iniciativa da Comissão Europeia que “procura candidatos que desenvolvam soluções inovadoras para os espaços verdes através da utilização de dados espaciais, contribuindo para uma Europa mais digital e sustentável”

image004.jpg

Cáritas Diocesana de Coimbra é parceira desta iniciativa contribuindo enquanto coordenadora do piloto de larga escala do projeto Pharaon, sob o tema “Cidades inteligentes e amigáveis”.

O desafio consiste em desenvolver “novos produtos ou serviços que digitalizem os espaços verdes em Portugal, recorrendo a dados espaciais dos programas europeus Copernicus, Galileo e EGNOS”. Neste processo, os participantes contam com o apoio de especialistas de negócio e técnicos da comunidade espacial portuguesa e devem ter sempre por base os três objetivos chave da iniciativa: melhorar a qualidade de vida nas cidades, ajudar os cidadãos a terem um estilo de vida saudável e proteger áreas rurais e o ambiente.

A iniciativa vai ser realizada, em simultâneo, em dez países europeus: Chipre, República Checa, Estónia, França, Grécia, Irlanda, Holanda, Portugal, Eslovénia e Suíça. Em Portugal, a ação está a cargo do Instituto Pedro Nunes (IPN), que coordena o ESA Space Solutions Portugal, e tem como parceiros a Agência Espacial Portuguesa, a Cáritas Diocesana de Coimbra, o Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra, a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra e o Coimbra Functional Fitness.

A Cáritas Diocesana de Coimbra irá apresentar alguns dos desafios que está a enfrentar no âmbito do projeto Pharaon, no qual é Coordenadora do Piloto de Larga Escala, dentro dos temas CASSINI “melhorar a qualidade de vida nas cidades”, “ajudar os cidadãos a terem um estilo de vida saudável” e “proteger áreas rurais e o ambiente” e para os quais os participantes irão desenvolver soluções inovadoras.

Os três primeiros lugares da competição nacional terão acesso a um curso de inovação e empreendedorismo, através de uma plataforma de aprendizagem à distância. Já o grande vencedor irá beneficiar de três meses de incubação virtual gratuita no IPN e, ainda, participar no Demo Day com todos os vencedores europeus, habilitando-se ao prémio final de 100 horas de mentoria. Mais informações em: https://hackathons.cassini.eu/portugal

projeto Pharaon – Pilots for Healthy and Active Ageing pretende desenvolver plataformas integradas que permitam um atendimento personalizado e otimizado ao nível da saúde e da assistência social, mantendo a dignidade das pessoas mais velhas e estimulando a sua independência, segurança, capacidades. Além disso, pretende fomentar o seu interesse pelas áreas naturais urbanas mais próximas, bem como a sua participação ativa na preservação do meio ambiente. Para tal, propõe integrar serviços, dispositivos e ferramentas digitais em plataformas abertas que possam ser prontamente implementadas no terreno.

O consórcio Pharaon é composto por 41 entidades europeias e o projeto recebeu um investimento total de 21,5 milhões de euros, financiado pelo Programa de Pesquisa e Inovação Horizonte 2020 da União Europeia, ao abrigo do Contrato de Subvenção n.º 857188.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.