Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Carlos Araújo apresenta "Duo", no Teatro do Bairro, em Lisboa. Participações de Luiz Caracol, Sérgio Castro e António Pinto exploram o cancioneiro português e composições originais

Dia 29 de Janeiro, às 23h00

Carlos Araújo apresenta “DUO” no Teatro do Bairro em Lisboa

 

*Espectáculo conta com as participações de Luiz Caracol, Sérgio Castro e António Pinto, numa noite de duetos improváveis que exploram o cancioneiro português e composições originais

 

 

 

O músico e compositor Carlos Araújo apresenta no próximo dia 29 de Janeiro, no Teatro do Bairro, em Lisboa, pelas 23h00, o seu mais recente trabalho. Intitulado DUO, conta com cinco formações diferentes e três temas a solo, num trabalho que explora temas do cancioneiro português e propõe novas composições originais, através da guitarra, em duetos improváveis. Para o efeito, Carlos Araújo convidou Luiz Caracol, Fernando Nascimento, Sérgio Castro, António Pinto e Cláudio César Ribeiro, propondo uma viagem pelo seu universo musical, feito de uma vasta experiência no jazz e na lusofonia.

 

DUO define a conceitualidade e as guitarras dos diferentes músicos que interagem com Carlos Araújo e explora a sensibilidade de cada um. Desta forma, DUO viaja pela diáspora lusófona, não hesitando, no entanto, em abordar outras paragens, como o flamengo ou o manouche, sem nunca perder a identidade lusa, através de um diálogo constante e frutuoso entre guitarras acústicas.

 

Gravação em directo potencia vivência musical

 

Este trabalho foi gravado com os músicos a tocar em simultâneo na mesma sala, com um microfone para cada uma das guitarras e um outro de ambiente. Foram depois seleccionados os melhores takes, numa aventura em directo e sem duplicações. Para Carlos Araújo, DUO “mostra a diversidade e a qualidade dos guitarristas portugueses e da nossa música, desde a tradicional às propostas mais contemporâneas, interpretadas sobre o mesmo conceito”, frisando ainda que “é um disco instrumental, sem ruído de produção, edições ou duplicações, o que potenciou a dinâmica e vivência musical de comunicação entre os intervenientes”.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.