Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Casa Independente :: Programação 25 a 29 de Outubro :: Noites de Poesia Clandestina :: "Ramadão no Benformoso" :: Tommy Genesis :: Mynda Guevara :: Ashish Ranjitkas + Magic Beatz + Quim Albergaria ::

semanal_4.jpeg

 

última semana com celebrações ao rubro no quarto aniversário da Casa Independente.
Hoje à noite a sessão 55ª das Terças de Poesia Clandestina. Amanhã inauguração da exposição de fotografia "Ramadão no Benformoso" de Fernando Pina, integrada no ciclo de workshops "Narrativas Fotográficas do Intendente" conduzido pela artista Pauliana Valente Pimentel.
Quinta-feira o “fetish rap” de Tommy Genesis em estreia no palco do Salão Tigre. Sexta-feira o rap nacional com Mynda Guevara.
Sábado super parehhhhhh, celebração oficial do aniversário com djs convidados e inauguração do Andar de Cima.
Estão todos convidados, venham brindar connosco!

 

Terça - 25 de Outubro

21h30 - Noites de Poesia Clandestina (serões de Poesia) - entrada livre

 

Quarta - 26 de Outubro

19h - "Ramadão no Benformoso" – Fernando Pina (Inauguração Exposição de Fotografia) - entrada livre

 

Quinta - 27 de Outubro

22h - Tommy Genesis (concerto) - 8€

 

Sexta - 28 de Outubro

23h - Mynda Guevera (concerto) - entrada livre

 

Sábado - 29 de Outubro

22h - Ashish Ranjitkas + Magic Beatz (Dj Fernando) + Quim Albergaria (dj set) - entrada livre

 

Terça - 25 de Outubro

21h30 - Noites de Poesia Clandestina (serões de Poesia)

A 55ª sessão das Terças de Poesia Clandestina hoje à noite.

Na primeira parte, Daniel Monteiro irá ler textos da sua autoria numa selecção que chamou de "Raiz".

Na segunda parte, será a vez de Miguel Cardoso apresentar textos seus de "Víveres", editado pela Tinta-da-China

Na terceira parte, Tiago Costa e Guilherme Gomes vão ler excertos do livro "Furor" e "Mistério" de René Char da Relógio d’Água Editores, tradução de Margarida Vale de Gato.

No final, Folclore Impressionista e António Caramelo apresentam uma intervenção que funde música e vídeo- arte.

© DR

 

Quarta - 26 de Outubro

19h - "Ramadão no Benformoso" – Fernando Pina (Inauguração Exposição de Fotografia)

FP2015006GINT_01114_LO.jpg

 

Inauguração da exposição "Ramadão no Benformoso", trabalho realizado durante o Ramadão de 2015 em Lisboa.
As fotografias aqui apresentadas são o resultado do projecto final de Fernando Pina integrado no ciclo de workshops "Narrativas Fotográficas do Intendente" conduzido pela fotógrafa Pauliana Valente Pimentel na Casa Independente.

"As fotografias de Fernando Pina agora apresentadas na Casa Independente, feitas durante o Ramadão de 2015 e à volta da Mesquita Baitul Mukarram e das cerimónias religiosas relativas ao Ramadão, são a revelação do lado ancestral desse bairro lisboeta e do nome Mouraria. Este trabalho revela-nos não só as celebrações do Ramadão mas também o quotidiano de uma comunidade islâmica residente e perfeitamente integrada na vida do bairro e da cidade que até há poucos anos nos era “invisível”."

Manuela Júdice
Outubro 2016

No dia da inauguração, Fernando Pina conduzirá uma visita à exposição.
A exposição irá estar patente de 26 de Outubro a 23 de Dezembro de 2016.
Entrada livre de terça-feira a sábado no horário de funcionamento da Casa Independente.

Fotografia por Fernando Pina

 

Quinta - 27 de Outubro

22h - Tommy Genesis (concerto)

tommy-genesis-interview-4.jpg

 

Tommy Genesis artista universal, millennial fruto da internet e proclamada “rap queen”, parte integrante da Awful Records.

O alinhamento solar desta artista está afinado com mundo em 2016 de punho bem erguido.
A sua música é uma mescla do trap de Atlanta com uma vibe da saudosa Lauryn Hill. Com um flow muito seu esta miúda chega-lhe bem com atitude a rodos e letras sobre as questões do momento – empoderamento feminino, sexualidade, rebelião contra as normas preconcebidas de uma sociedade desigual ou a solidão nos tempos modernos.

De Vancouver, Canadá, com uma infância passada entre aulas de piano clássico, na altura de ir para a faculdade escolhe artes e frequenta a Emily Carr University of Art and Design. Enquanto estuda passa por bandas Punk e Emo até formar com uma amiga o duo de rap Moan, que na altura produziam os seus próprios sons nessa grande escola de som de toda uma geração, os programas ProTools e Logic.Pro.
Em 2015 Father, cabecilha da editora Awful Records interessa-se pelo seu trabalho e lança o seu primeiro EP "World Vision". Disco que reflecte sobre o mundo que a rodeia numa análise crua da sua vida passada e presente. Em breve chegará com "World Vision 2", mais influenciado pelo espectro pop. Se o primeiro disco era preto e branco, o segundo será mais “baby pink and powder blue”.

A sua visão do mundo chega a Lisboa no momento certo.

Foto © DR

 

Sexta - 28 de Outubro

23h - Mynda Guevara (concerto)

FB_IMG_1468857516572-1.jpg

 

Mynda'Guevara uma das vozes mais firmes do Rap Krioulo nacional apresenta-se em concerto na Casa Independente.

Da Cova da Moura, bairro onde nasceu e continua a viver, começou a escrever rimas e a cantá-las sozinha aos 14 anos, hoje 6 anos depois, a atitude maturou e a vontade de marcar diferença criando a sua “cena” no rap (ainda bastante fragmentado) nacional.
"Guevara" segundo a própria é o seu grito de guerra, apesar de estar ligado ao nome homónimo de Che Guevera, para Mynda está mais ligado aos aspectos específicos relacionados com a representação no imaginário da juventude que o ícone de Che todavia continua a exercer.
Mynda em discurso directo: “Guevara porque eu quero Revolucionar o Rap Feminino, quero marcar a Diferença, quero mostrar que as Mulheres também têm atitude e provar que Rap não tem género. Guevara no meu nome artístico vai de encontro à Revolução que pretendo fazer no Rap em Feminino , uma vez que sinto que somos um pouco postas de parte.”

As chamadas faixas soltas: "Li Sta Mudjer na Rap Krioulo", "Bu Ka Konxen", "Nta Ama Rap", "Nha Guerrero" gravadas pelo seu produtor que vive no Cacém, da firma "BADZ RECORDS", são reflexos da sua vivência e condição de mulher afro / portuguesa no seio da nossa sociedade e da cultura rap.

Noite de celebração de hip-hop nacional.

Foto © DR

Athi-Patra-Ruga-The-Night-of-the-Long-Knives-IV-2014-archival-ink-jet-print-on-photorag-baryta-150-x-190cm-edition-of-10-Copyright-Athi-Patra-Ruga-Courtesy-Tyburn-Gallery

Sábado - 29 de Outubro

22h - Ashish Ranjitkas + Magic Beatz (Dj Fernando) + Quim Albergaria (dj set)

Outubro é o nosso mês de eleição!
Damos as boas vindas à nova estação e celebramos o quarto aniversário da Casa Independente.

Durante estes quatro anos temos alargado a rede de amigos, sócios e clientes e tentado todos os dias fazer deste espaço um lugar melhor para quem dele usufrui.
Por isso no mês de aniversário queremos celebrar com todos que ao longo dos anos fazem desta Casa um lugar especial.

Gostaríamos assim de convidar-vos, no dia 29, para a inauguração oficial do Andar de Cima - o novo espaço Autónomo à Casa Independente, no entanto indissociável do projecto principal que levamos a cabo neste prédio, sendo assim com muito gosto que agora inauguramos por ocasião da nossa festa de aniversário.

Festejamos a conclusão do mural da autoria de Cláudia Guerreiro - ilustradora, músico e colaboradora da Casa Independente. Este mural é uma espécie de espelho da Casa Independente com toda a iconografia que tem sido criada ao longo destes quatro anos.

A partir das 22h está instalada a festa no Salão Tigre, com dois membros da comunidade local na condição de djs em "warm up" - Ashish Ranjitkas (originário do Nepal e a residir no Intendente) e Dj Fernando (Magic Beatz) jovem produtor afro descendente ligado a um projecto social da zona, para de seguida o nosso querido Quim Albergaria animar o resto da noite.

Esperamos contar com a vossa presença para brindarmos juntos.

Foto por Athi-Patra Ruga



Programação Novembro


31 de Outubro - 23h

MESA PRA DOIS ((Hélio Morais & Leonor de Oliveira) (dj set) - entrada livre


04 de Novembro - 22h

Selecta Ayala (dj set) - entrada livre


05 de Novembro - 23h

DJ Jimmy Trash (Analog Africa//Trashfest)(dj set) - entrada livre


08 de Novembro - 21h30

Terças de Poesia Clandestina # 56 (serões de Poesia) - entrada livre


11 de Novembro - 22h

Antoine Gilleron (dj set) - entrada livre


12 de Novembro - 23h

TUDO ERRADO (Cláudia Guerreiro)(dj set) - entrada livre


20 de Novembro - 19h

They’re Heading West - 1 Ano de lançamento convidam: Ana Bacalhau, Zé Pedro Leitão, Nuno Prata e JP Simões (concerto) - 5€


22 de Novembro - 23h

Terças de Poesia Clandestina #57 (serões de Poesia) - entrada livre


24 de Novembro - 22h

Bodyspace em Casa: William Tyler (concerto) - 5€


25 de Novembro - 23h

Trópicos do Mundo (Selecta Alice)(dj set) - entrada livre


26 de Novembro - 23h

Carie (Wicked Girls)(dj set) - entrada livre


27 de Novembro - 15h

Espanta Bjon - FOGO FOGO convidam Mayra Andrade (concerto) + Celeste Mariposa (dj set) - 5€

***

Caros sócios e amigos, relembramos que a Casa Independente é o projecto artístico principal da nossa Associação Ironia Tropical e, como tal, só pode ser frequentada por associados.
Convidamos, todos aqueles que dela desejem usufruir, a subscrever a proposta de admissão e a fazerem-se sócios.

***

CASA INDEPENDENTE NAS REDES SOCIAIS

| TUMBLR | FACEBOOK |

Largo Intendente 45 1100-285 Lisboa Tel: 21 887 28 42

Email


Horário de Funcionamento

Tasca Tropical: 3ª a 5ª 14h00-23h00 | 6ª 14h00-24h00 | Sáb 12h00-24h00

Salão: 3ª a 5ª 14h00-24h00 | 6ª 14h00-02h00 | Sáb 12h00-02h00

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.